David Cross insulta absolutamente tudo e todos em Making America Great Again… menos a inteligência do espectador. Em stand-up pré-eleições americanas no Texas, ator e comediante mais conhecido por seu papel em Arrested Development assume suas posturas políticas e religiosas e faz uma crítica feroz e mordaz de um cenário que seria ainda pior do que ele esperava

Conheça mais sobre David Cross

David Cross é um excelente ator e comediante, conhecido nos EUA por seus papeis em Mr. Show (1996 e 1998) e o revamp da Netflix de 2015, With Bob and David, programa de sketches apresentado com Bob Odenkirk (Breaking Bad, Better Call Saul).

Porém, seu papel de maior destaque é sem dúvida o de Tobias Fünke em Arrested Development (2003 – atual), que garantiu seu reconhecimento até entre os fãs da Marvel que jamais viram um episódio sequer da série.

É por esse motivo, o personagem não-nu que toma banho de short e vive “se azulando” para tentar uma vaga no Blue Man Group, que o stand-up de Cross tem uma nota tão baixa nos sites de avaliação como Rotten Tomatoes, IMDB e Metacritic.

I think I blued myself.

É claro que a absoluta falta de pudor em criticar os estadunidenses do meio-oeste em pleno Paramount Theatre em Austin, Texas; fazer piada com os “pais fundadores”; com os dois então pré-candidatos republicanos à eleição, Ted Cruz, filho de Rafael Cruz, pastor evangélico fanático; e o idealizador do muro na divisa com o México (apesar de Lucille Bluth ter pensado nisso antes), do topete exagerado e pele laranja, Donald J. Trump; num dos maiores redutos do partido em todos os EUA, também ajuda.

Mas quem conhece as posições politicas e religiosas que o ator defende e não escondeu em nenhum de seus stand-ups anteriores, jamais se surpreenderia com Making America Great Again.

A apresentação é um misto de risadas nervosas e vergonha alheia – seja pelo comediante, seja pela plateia, seja por aqueles que conhecemos que se enquadram nas descrições que ele apresenta. Mas é milimétrica e precisa em pontuar elementos que realmente não fazem o menor sentido na atual polarização mundial. E isso porque o show é de 2016, num momento em que as profecias apocalípticas ainda não haviam se concretizado na eleição do Fantástico Homem dos Bilhões e Bilhões e Bilhões e Bilhões de Dólares.

Confesso que, pessoalmente, acredito que o verdadeiro humor fala de si e não do outro; costumo rejeitar os apresentadores que atacam outras pessoas. No entanto, quando essas outras pessoas são o status quo, a coisa muda totalmente de figura. A crítica e a comédia se tornam uma espécie de ativismo (velado?), elegante e redentor. Stephen Colbert, Monty Python, David Cross… comediantes que não tiveram medo de cotucar vespeiros – pelo lado dentro.

A Dica de Streaming de hoje levaria 5 bacons se fossa uma avaliação, mas tem uma ressalva: se você não aceita piada com religião e política, não perca seu tempo. Assim como parte do público em Austin, é capaz de você sair da sala ou desligar a televisão antes do final.

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais Dicas de Streaming na semana que vem.

David Cross: Making America Great Again está disponível na Netflix!

David Cross: Making America Great Again (Netflix) - Dicas de Streaming 1

Confira nossas outras dicas de Streaming:

Dicas de Streaming: Justiça Jovem

Dicas de Streaming: Ducktales – Os Caçadores de Aventuras: Woo-oo!

Dicas de Streaming: Rick and Morty

Dicas de Streaming: Inuyashiki: O Último Herói

Dicas de Streaming: Street Fighter II: Victory

Dicas de Streaming: Sherlock

Dicas de Streaming: Lucifer

Dicas de Streaming: Big Mouth

Dicas de Streaming: Jovens Titãs em Ação!

Dicas de Streaming: Pokemón, o Filme – Eu Escolho Você!

Dicas de Streaming: Brooklyn Nine-Nine


Créditos:

Texto:Alexandre Baptista

Imagens: Reprodução

Edição: Alexandre Baptista

Texto publicado originalmente em 01 de março de 2019. Atualizado em 09 de abril de 2020.

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!