Ultimato do Bacon

As Melhores Biografias em Quadrinhos

Em 22 de Nov de 2021 19 minutos de leitura
As Melhores Biografias em Quadrinhos

Artistas, músicos, figuras políticas, esportistas, famosos, sobreviventes, pensadores, criminosos e até os próprios quadrinistas são temas de biografias em quadrinhos. O importante é ter interesse público ou uma boa história para contar.

E a arte sequencial, termo proposto por Will Eisner, é única para nos trazer essas histórias. Vai mais longe que os livros em oferecer uma experiência estética rica, da qual as possibilidades vão da criatividade e da mão de cada autor.

Pensando nisso, a equipe do Ultimato do Bacon selecionou algumas das melhores biografias em quadrinhos lançadas no Brasil até agora. A lista é longa. Então, vamos lá!

Índice

Maus: a história de um sobrevivente de Art Spielgman

Por David Horeglad

Biografias em Quadrinhos Maus

Em “Maus”, Art Spiegelmen retrata o holocausto pela experiência do pai

Provavelmente quando falamos em temáticas adultas, fora do mainstream, Maus: a história de um sobrevivente é uma das biografias em quadrinhos mais conhecidas do mundo. Foi a primeira a ganhar o Prêmio Pulitzer, em 1993. Nela, o quadrinista Art Spiegelman conta a história de seu pai, Vladek, um polonês que sobreviveu ao Holocausto.

O autor consegue resgatar, de forma única, um pouco do terror de quem viveu nos campos de concentração e extermínio no Leste Europeu. Dois recursos usados por Spiegelman se destacam. Um, os seres antropomórficos para retratar os personagens, sendo que cada nacionalidade é representada por um animal diferente.

Outro é o uso da metalinguagem. O quadrinista se desenha durante o processo de criação do quadrinho, incluindo a convivência e as entrevistas com o pai e as dificuldades na hora da produção. Tudo isso dá um caráter muito pessoal e perturbador ao trabalho.

Publicada originalmente entre 1980 e 1992 na revista Raws, em 2009 a Cia. Das Letras compilou toda a história em português em um só volume, com 296 páginas.

Clique aqui para conferir o Ultimato de Maus: a história de um sobrevivente.

Compre Maus clicando aqui! 

Persépolis de Marjane Satrapi

Por David Horeglad

persepolis Biografias em Quadrinhos

A história de Marjane Satrapi se passa em meio a crises políticas e a guerra Irã-Iraque

Persépolis é uma autobiografia em quadrinhos da quadrinista iraniana Marjane Satrapi, lançada em quatro volumes entre 2000 e 2003 na França, país em que vive. Em 2007, a Cia. Das Letras publicou a história na íntegra em volume único, com 352 páginas.

Toda em preto e branco, Marjane produz um contraste paradoxal com seu traço simples e lúdico para desenhar situações bélicas e dramáticas. E por meio de sua vida, conhecemos também um pouco da história do Irã, sobretudo após a Revolução Iraniana de 1979, que culminou na chegada dos aiatolás ao poder.

O quadrinho contextualiza de maneira muito interessante uma das heranças da Pérsia, grande civilização da História Antiga, que ajudou a criar uma elite cultural que até hoje sofre na mão dos estadistas religiosos. A família de Marjane é um exemplo, no norte do Teerã.

A autora usa de ironia e humor mordaz para tratar de assuntos como a solidão, a xenofobia e o machismo.

Compre Persépolis clicando aqui! 

Coltrane de Paolo Parisi

Por David Horeglad

Coltrane (2016) – O Ultimato

Os traços econômicos de Paolo Parisi dão protagonismo ao que importa: a vida de Coltrane

O italiano Paolo Parisi tem um jeito muito próprio de produzir quadrinhos biográficos. Ele não conta a história em ordem cronológica nem usa técnicas complexas em sua arte. Os traços de Coltrane (2009) são econômicos e a pintura é feita com poucos tons de cinza, sem nenhum grande efeito ou dégradé.

Dessa forma aparentemente singela, ele consegue nos apresentar momentos da vida do saxofonista de jazz John Coltrane (1926-1967) que, ao final, nos dão a impressão de que conhecemos muito do músico. A infância pobre na Carolina do Norte, as duas mulheres, o vício em álcool e heroína, o racismo, a amizade com Miles Davis e Eric Dolphy e a gravação de A Love Supreme (1965), considerado pelos críticos sua maior obra.

Parisi dividiu a HQ, publicada no Brasil pela editora Veneta em 2016, em quatro capítulos. Um para cada faixa do disco. A ideia, segundo o autor, é a leitura combinar com a audição. Funciona.

Clique aqui para conferir o Ultimato de Coltrane (2009).

Compre Coltrane clicando aqui! 

Blues For Lady Day: a história de Billie Holiday de Paolo Parisi

Por David Horeglad

4 billie holiday Biografias em Quadrinhos

A grande dama do jazz é tema de mais uma biografia de Paolo Parisi

Em Blues For Lady Day: a história de Billie Holiday (2017), Paolo Parisi segue uma fórmula muito parecida com a que usou em Coltrane (2009). A vida dos biografados são tão diferentes, porém, que a atmosfera é outra.

Billie Holiday (1915-1959) é tida por muitos como a maior cantora de todos os tempos. Os dramas da história, como ser prostituta na juventude, as prisões, a ausência do pai, além do machismo e os reflexos de tudo isso dão a carga dramática à HQ.

Parisi utiliza um diário para dar de forma mais intensa a impressão de que quem nos conta a história é a própria Lady Day em seu leito de morte. As parcerias com os masters do jazz Benny Goodman, Louis Armstrong, Artie Shaw e Count Basie, onde se destaca Lester Young – provavelmente a mais sincera e próxima – são um deleite.

No Brasil, a publicação também é da editora Veneta, em 112 páginas rápidas e densas.

Compre Blues for Lady Day clicando aqui!

O Boxeador: a história real de Hertzko Halft por Reinhard Kleist

Por David Horeglad

O Boxeador A História Real de Hertzko Haft (2017) – O Ultimat

Na HQ, conhecemos Halft, sobrevivente do holocausto que virou um grande esportista

O Boxeador: a história real de Hertzko Haft (2013) é um quadrinho tocante e pesado que conta a história do pugilista conhecido como Harry Haft (1925-2007) em duas partes.

A primeira, desde a juventude até a vida nos campos de concentração nazistas da 2ª Guerra Mundial. Lá ele teve o primeiro contato com o boxe, um sádico entretenimento para os soldados da SS onde os aprisionados se matavam para sobreviver e ter um pouco mais de ração.

A segunda parte fala sobre a chegada de Haft aos Estados Unidos, quando chegou a estampar diversos jornais pela atuação nos ringues.

Após 13 vitórias e sete derrotas, a maior luta de sua carreira: contra o lendário Rocky Marciano. Muito dos bastidores é contado nesta HQ.

O autor, Reinhard Kleist, é conhecido também por duas biografias em quadrinhos de ídolos da música: Johnny Cash: uma biografia (2009) e Elvis (2010). Todas saíram no Brasil pela editora 8Inverso.

Clique aqui para conferir o Ultimato de Boxeador: a história real de Hertzko Haft (2013).

Compre O Boxeador clicando aqui!

As três fugas de Hannah Arendt: uma tirania da verdade de Ken Krimstein

Por David Horeglad

Hannah Arendt Biografias em Quadrinhos

Polêmica, Hannah Arendt foi uma das maiores pensadoras do século XX

As três fugas de Hannah Arendt: uma tirania da verdade (2021) é a biografia em quadrinhos da mulher que ajudou a definir o termo “totalitarismo” e foi uma das mais importantes pensadoras do século XX. Saiu no Brasil em 2021 pela editora WMF Martins Fontes, com 234 páginas.

Entre os temas de suas obras, estiveram a verdade, a pluralidade e o “transpensar”. A HQ conta a vida de Hannah Arendt (1906-1975) da juventude no leste da Prússia até a morte nos Estados Unidos.

A arte não é um dos pontos fortes do norte-americano Ken Krimstein na obra, mas o trabalho bibliográfico, de pesquisa e conteúdo são excelentes.

A ênfase que o quadrinista deu para os relacionamentos e a parte mais íntima da biografada é muito interessante e imersiva. As três fugas de Arendt são de Berlim para França, para Lisboa e para os EUA. Todas fugindo do nazismo – duas diretamente, após ser presa –.

Clique aqui para conferir o Ultimato de As três fugas de Hannah Arendt: uma tirania da verdade (2021).

Compre As Três Fugas de Hannah Arendt clicando aqui! 

Marx: uma biografia em quadrinhos de Corinne Maier e Anne Simon

Por David Horeglad

7 Karl Marx Biografias em quadrinhos A HQ traz a vida e os pensamentos de Karl Marx de forma leve e bem humorada

Marx: uma biografia em quadrinhos (2011) busca assumir os pontos de vista do próprio Karl Marx (1818-1883), o que é perceptível por ele ter sido colocado como o narrador da história. Obviamente, acaba não sendo um olhar que pretende apenas criticar os pensamentos do filósofo.

A obra é rápida – 64 páginas –. Saiu no Brasil pela editora Boitempo e às vezes soa um pouco didática. As quadrinistas Corinne Maier e Anne Simon usaram alguns textos dos próprios Marx e Friedrich Engels – seu inseparável parceiro – para apresentar de forma bem humorada as ideias do protagonista.

Esta é uma biografia que vai do nascimento de Marx em Trier, Prússia, até a morte. Passamos pela juventude, universidade, trabalhos como jornalista, produção das principais obras, relacionamentos em família e na Internacional Comunista.

No campo da vida pessoal, porém, as autoras não pouparam Marx, ao mostrar sua dificuldade em lidar com o dinheiro e manter o lar. Isso dá um caráter mais imparcial à publicação que, ao final, mostra o filósofo como um idealista e centralizador – algo relativamente comum entre os grandes pensadores –.

O julgamento fica para o leitor, com pesos para críticas e elogios na balança.

Compre Marx clicando aqui!

Espetaculare Meneghetti de Kash Fyre

Por David Horeglad

Meneghetti Biografias em Quadrinhos

Uma das principais características de Meneghetti era fugir pelos telhados na noite paulistana

Um dos lançamentos nacionais mais comentados do ano, Espetaculare Meneghetti (2021) conta a história de um emigrante italiano que acabou não se entendendo com a vida de operário na cidade de São Paulo: Gino Meneghetti (1878-1976).

Quando percebeu que trabalhava para uma burguesia que não se importava muito com ele e seus próximos, decidiu se tornar um “Robin Hood”. Mas tinha cinco regras: não roubar pobres, apenas joias – que são “bens supérfluos” -, sempre trabalhar sozinho, nunca agir com violência e não se envolver com “tóxicos”.

Era dito que ele, além de gastar o dinheiro com a boa vida e noitadas paulistanas, ajudava os amigos reformando empreendimentos e coisas do tipo. Isso não o impediu de ser preso diversas vezes. Nem na velhice largou a vida do crime.

É interessante destacar que o autor, Kash Fyre, além de ter estudado o personagem, fez um ótimo levantamento da São Paulo antiga, o que se pode ver em quadros que mostram referências como a Av. São João, o “Banespão” e a Estação da Luz.

Espetaculare Meneghetti saiu pela Universo Guara Editora, em 208 páginas.

Clique aqui para conferir o Ultimato de Espetaculare Meneghetti (2021).

Compre Espetaculare Meneghetti clicando aqui!

Grama de Keum Suk Gendry-Kim

Por Kim Martins

Grama Biografias em Quadrinhos

Esse gibi narra a história de vida de Ok-Sun Lee, uma menina coreana, que serviu como escrava sexual dos soldados do império japonês.

Antes e durante a segunda guerra Mundial, o Japão esteve envolvido em uma outra guerra, a Sino-Japonesa. O motivo principal das batalhas, era a intenção do império japonês de anexação de partes do território chinês e coreano. E esse é o pano de fundo dessa HQ.

No início, inclusive, há informações muito tristes de como eram os conflitos, e como era o comportamento extremamente cruel dos soldados japoneses perante os civis coreanos e chineses.

A história nos é apresentada em forma de entrevista, onde a autora vai conversando com a já velhinha Ok-Sun Lee, que vive numa casa de repouso, extraindo as informações que vamos vendo nas páginas. 

A narrativa é muito boa e fluida, e a leitura é bem rápida, apesar das quase 500 páginas. A autora conseguiu fazer uma montagem entre presente e passado muito interessante, amarrando tudo com bons diálogos e quadros contemplativos.

Os desenhos são bem grosseiros, simples e por vezes abstratos. A autora, formada em artes plásticas, trouxe muita dessa carga para suas páginas. Há painéis somente com textura e pinceladas, bem abstratos, lembrando arte moderna contemporânea. Sempre aparecem matinhos e gramas pelo quadrinho todo, referenciando obviamente o título. Mas você só vai entender o motivo dele ter esse título na última página.

Publicada no Brasil pela Editora Pipoca e Nanquim.

Compre Grama clicando aqui! 

Eles Nos Chamavam de Inimigo de George Takei

Por Kim Martins

Eles nos chamavam de inimigo

Você sabia que, durante a Segunda Guerra Mundial, existiram “campos de concentração” para os nipo-americanos nos EUA?

Takei, com uma pegada bem autobiográfica, nos conta como foi passar parte da infância por trás das cercas de arame farpado; é um relato bem sincero, comovente e inocente de uma criança, que não tinha a menor ideia do que estava acontecendo.

A família Takei contava com 5 membros. Pai, mãe, George e outros dois irmãos mais novos. E uma das coisas mais bonitas dessa obra é ver a forma como os pais “protegiam” as crianças. É notável o esforço que eles colocavam para tentar preservar a infância dos filhos e afastá-los dos problemas maiores. Se você curtiu o clássico “A vida é bela” vai entender bem do que estou falando… é nessa linha.

O gibi ainda nos relata a relação que George tinha com seu pai e como as atitudes e ensinamentos dele ecoaram em sua vida.

O roteiro, desenvolvido por Takei, Justin Eisinger e Steven Scott é muito bem amarrado, e passeia entre o presente e passado, por meio de recordatórios. Você sente a injustiça e se inflama ao notar o racismo impregnado! A cada informação apresentada, o desespero se torna maior.

Eles nos chamavam de inimigo foi ganhador do Prêmio Eisner de 2020, na categoria de “melhor obra baseada em fatos”. Confira a matéria completa clicando aqui!

Publicada no Brasil pela editora Devir.

Compre Eles Nos Chamavam de Inimigo clicando aqui!

Não era Você que eu Esperava de Fabien Toulmé

Por Kim Martins

nao era você que eu esperava Biografias em Quadrinhos

Esse gibi é uma autobiografia de Fabien, um francês, na casa dos 20 e poucos anos, que mora em João Pessoa, PB. É casado com Patrícia, uma brasileira, e pai de Louisie, uma menininha. O casal está aguardando a chegada de Julia, a mais nova membro à família Toulmé, quando decidem retornar à França.

Mês a mês acompanhamos a ida do casal a diversos médicos, para verificarem a saúde do bebê com a bateria de exames pré-natal. Logo de cara descobrirmos que Fabien não tem empatia nenhuma, para não dizer aversão, a crianças excepcionais, em especial as portadoras de síndrome de Down…

No entanto, nenhum exame que Patrícia fizera até então, apontava má formação genética em Julia ou algo do tipo. Ela era, para total alívio dos pais, plenamente saudável. Uma herdeira perfeitinha, sem nenhuma má formação ou qualquer tipo de deficiência.

Mas não foi isso que Fabien percebeu quando Julia nasceu. Ela possui uma anomalia genética. Trissomia 21. Down!

E é nesse ponto que mergulhamos fundo na cabeça do autor. Ele não tem medo de mostrar sua face preconceituosa, de externar como estava decepcionado pela nova filha ser uma criança especial e nem de ter desejado que ela não sobrevivesse a um probleminha cardíaco.

Somos convidados a adentrar à mente de um pai frustrado, tentando exorcizar seus próprios demônios, com medo do futuro, inseguro, supersensível e lutando consigo mesmo para conseguir amar sua nova filha.

Publicado no Brasil pela Editora Nemo

Compre Não era Você que eu Esperava clicando aqui!

Pílulas Azuis de Frederik Peeters

Por Kim Martins

pilulas azuis Biografias em Quadrinhos

Essa é uma HQ de pureza ímpar. Frederik Peeters nos relata seu encontro e sua história de amor com Cati. O que ele não esperava ao seu apaixonar pela moça é que ela fosse soropositiva.

Por meio de um roteiro simples e de temas universais (o amor, a morte), o autor nos conta como o vírus do HIV alterou toda sua percepção de vida e todas as emoções contraditórias que ele tem de aprender a gerenciar: amor, raiva, compaixão.

Pílulas azuis nos permite acompanhar, sem nenhum vestígio de sentimentalismo, através de um prisma raramente (senão nunca) abordado, o cotidiano de uma relação cingida pelo HIV, sem deixar de lançar algumas verdades duras e surpreendentes sobre o assunto.

Apesar da seriedade do tema, Pílulas azuis é uma obra cheia de leveza e humor. Não é à toa que é considerada por muitos a obra-prima de Frederik Peeters. Uma das mais belas histórias de amor já publicadas.

Publicada no Brasil pela Editora Nemo

Compre Pílulas Azuis clicando aqui! 

Retalhos de Craig Thompson

Por Kim Martins

Retalhos Biografias em Quadrinhos

Esse é um belo relato autobiográfico de Craig Thompson, da infância ao início da vida adulta. Criado por uma família protestante, Craig é um garoto temente a Deus, de bom coração, obediente aos pais, criativo e que possui um forte vínculo de amizade com seu irmão (mas que, conforme amadurecem, acabam se afastando).  

Com a adolescência, seus desejos se expandem e acabam tomando forma em Raina – uma garota vivaz, de alma poética e impulsiva, quase o oposto total de Thompson – com quem começa a relação que mudará as visões que ele tem da família, de Deus, do futuro e, enfim, do próprio amor.

De forma sensível, respeitosa e muito sincera, Craig Thompson descreve o êxtase da obsessão (seja por Deus, ou por um amor). Quadrinho vencedor de 5 prêmios Harvey e 2 Eisner.

Publicado no Brasil pela Quadrinhos na Cia

Compre Retalhos clicando aqui! 

Árabe do Futuro de Riad Sattouf

Por André “Brasuka”

Arabe do futuro Biografias em Quadrinhos

Com quatro edições lançadas pela Editora Intrínseca, Árabe do Futuro narra de maneira autobiográfica a vida de Riad Sattouf – filho de mãe francesa e pai sírio – que, com poucos anos de idade, tem que se mudar da França para Líbia com os pais. A partir disso, passa a conviver com o choque de realidades culturais entre dois mundos, os contrastes do Ocidente e Oriente sob a perspectiva inocente de uma criança.

As vivências e lembranças do autor (o primeiro volume retrata os anos de 1978-1984) descrevem os costumes do Oriente a partir do seu convívio com familiares que o veem como um ser não pertencente àquele mundo, uma criança com cabelos loiros, compridos e caucasiano – aliás, uma das coisas mais legais na obra é observar este olhar estrangeiro sobre a cultura de um povo.  Sattouf expõe os preconceitos e as indiferenças gerados a partir do fanatismo religioso, abordando temas densos como xenofobia e antissemitismo.

Uma análise muito bem humorada em quadrinhos com destaque para questões socioculturais importantes, esta graphic novel é uma aula sobre História, costumes, política, religião e vida social dos anos 1980 sob a perspectiva de quem viu com os próprios olhos (e sentiu na pele) os conflitos e mudanças no cenário global. Uma importante obra sobre a vida na França socialista de François Mitterrand e os regimes autoritários da Líbia de Kadafi e da Síria de Hafez al-Assad.

Compre O Árabe do Futuro clicando aqui! 

Kombi 95 de Thiago Ossostortos

Por Alexandre Baptista

Kombi 95 (2017) – O Ultimato

O tom da HQ já está na capa de Kombi 95, inspirada em Dookie do Green Day.

Thiago Ossostortos certamente tomou o gosto pelas obras autobiográficas depois de Os Últimos Dias do Xerife. E isso refletiu em HQs excelentes como veremos a seguir. Isso porque Thiago não é condescendente ou egocêntrico e, apesar de suas narrativas serem muito pautadas em sua vida, elas refletem mais o mundo em torno e dentro do autor do que sua persona.

Lançada pela Plot! em 2017, Kombi 95 mistura elementos auto-biográficos com ficção, misturando uma aventura com diversas inspirações – incluindo o longa, baseado em Stephen King, Conta Comigo (Stand By Me, 1986); notícias de jornal da época; paradas de sucesso das rádios e muito, muito mais.

Para quem viveu os anos 90, especialmente em São Paulo, a jornada pela memória é deliciosa e divertida, enquanto acompanhamos o trio de amigos Gelinho, Foguinho e Umbigo investigando o desaparecimento de Albino, um dos jovens moradores do bairro. A suspeita dos amigos é de que ele tenha sido levado pela gangue dos palhaços assassinos – ideia retirada de uma manchete vista em um períodico da imprensa marrom.

Confira o Ultimato de Kombi 95 aqui e nossa entrevista com Thiago Ossostortos aqui.

Compre Kombi 95 clicando aqui! 

Dois mil e um chopes de Thiago Ossostortos

Por Alexandre Baptista

Dois Mil e Um Chopes Biografias em Quadrinhos

O treinamento de Thiago como garçom: selva de chope.

Na sequência de HQs biográficas de Thiago Ossostortos temos Dois mil e um chopes, obra que retrata a mudança de Thiago para São José do Rio Preto, no interior de São Paulo e o esforço do então jovem aspirante a quadrinista em voltar para a capital.

Trabalhando como garçom na praça de alimentação do shopping local, ele junta dinheiro para concluir um curso de quadrinhos iniciado quando ainda morava em São Paulo. Enquanto isso, vida que acontece… ao som de muito rock, com a presença de amigos, amores, paixões e a formação cultural sendo agregada.

Com belíssimos quadros num traço impressionante – e que talvez não agrade leitores mais tradicionais – a HQ é singela, sincera e divertida… pra não dizer nostálgica. Foi lançada de maneira independente em 2020, através de financiamento coletivo no Catarse.

Compre Dois Mil e Um Chopes clicando aqui!

Mjadra de Thiago Ossostortos

Por Alexandre Baptista

Mjadra Biografias em Quadrinhos

A lua remete a Viagem à Lua (Voyage dans la lune, 1902) de George Mélies: referência ao cinema ao a Smashing Pumpkins?

Última parte da coleção autobiográfica de Thiago Ossostortos, Mjadra, também lançada em 2020 de forma independente, pisa levemente fora da autobiografia para experimentar elementos que beiram o terror em alguns momentos.

Totalmente pintada a guache, ela cativa muito por sua arte – novamente, um estilo que talvez não atraia leitores iniciantes. Thiago ainda preenche a HQ com referências a grandes obras da pintura – embora não seja intencional, como revelou o autor em entrevista ao Sobrecapa – como Abaporu (1928) de Tarsila do Amaral; Quarto em Arles (1888) de Vincent Van Gogh e outros.

Faz sentido. Afinal, na história, um ex-VJ da MyTV volta a morar em São Paulo na pensão em que residia quando jovem, ao lado do MASP.

Acompanhamos o velho Derick resgatando seu passado, ao mesmo tempo em que retroagimos ao jovem Deck e evidenciamos algumas das situações que transformaram o sonhador e inocente garoto em um velho cético e meio sacana.

O Ultimato completo da HQ pode ser conferido aqui.

Compre Mjadra clicando aqui! 

Gen – Pés Descalços de Keiji Nakazawa

Por Alexandre Baptista

GEN Pes Descalcos Biografias em Quadrinhos

Pessoas derretem ao calor da bomba: uma HQ devastadora e extremamente emocional.

Gen – Pés Descalços (Hadashi no Gen, 1973-1974) de Keiji Nakazawa foi originalmente publicada no Japão de forma seriada em revistas como Weekly Shonen Jump de 1973 a 1985.

Trazida ao Brasil em 2000 e 2001 em quatro volumes pela Conrad, esta coleção apresentada ocidentalização do mangá, edição em diversos quadros e supressão de páginas por se basear nas edições americanas da obra. Felizmente, foi relançada em 10 volumes integrais e sentido original de leitura entre 2011 e 2016 pela própria Conrad.

Na trama, acompanhamos a vida do garoto Gen e sua família, momentos antes de Hiroshima ser atacada pela bomba atômica em 1945. Sobrevivendo ao ataque por estar protegido por um sólido muro de pedra, o garoto enfrenta então toda a tragédia advinda da suja tática nuclear: as doenças da radiação, a falta de alimentos, a destruição da cidade, a morte de milhares e muito mais.

Baseada na vida do próprio autor, a obra acrescenta fatos ocorridos ao próprio ou, ainda, acontecidos com amigos e vizinhos, mas observados por ele, apenas realocados para uma melhor narrativa. Uma obra impressionante, num traço clássico e que vale o aviso: prepare-se para se debulhar em lágrimas… a crueldade humana parece não conhecer limites.

Compre Gen – Pés Descalços clicando aqui!

Cadernos de Viagem – Anotações e Experiências do Psiconauta de Laudo Ferreira

Por Alexandre Baptista

Cadernos de Viagem Laudo Biografias em QuadrinhosA juventude de Miguel (ou Laudo) na roça, no corte de cana: imposições.

Cadernos de Viagem – Anotações e Experiências do Psiconauta de Laudo Ferreira foi lançada pela Devir em 2016. Com belíssimas cores de Omar Viñole, Laudo narra a história de Miguel – uma espécie de alter ego do próprio autor – numa jornada espiritualista de auto (re)conhecimento.

Participando de rituais xamânicos, Miguel se encontra com seu eu-criança e, a partir daí, relembra pontos mal-resolvidos de seu passado e sua jornada de crescimento… em especial, sua relação com o próprio pai.

Uma singela obra que fala alto para as pessoas que exploram as relações entre os indivíduos e buscam sempre qualquer tipo de evolução e equilíbrio.

Confira a review em vídeo da HQ aqui, ou então, na coluna HQs Brasileiras aqui.

Compre Cadernos de Viagem clicando aqui! 

Modotti – Uma Mulher do século XX de Angel de la Calle

Por Alexandre Baptista

Modotti Biografias em Quadrinhos

O traço espanhol de Angel de la Calle é mais um dos pontos marcantes da HQ: minimalismo e expressão.

Tina Modotti foi uma fotógrafa italiana, modelo, atriz e ativista política revolucionária. Nesta biografia de sua vida, lançada originalmente em 2003 na Espanha, Angel de la Calle retrata essa subestimada figura que circulou entre inúmeras esferas sociais e políticas nas primeiras décadas do século XX.

Publicada em 2005 pela Conrad no Brasil, a história mostra as aventuras vividas por Tina, desde os tempos de modelagem e cinema, em que passa a frequentar as casas de Pablo Picasso, Frida Kahlo, Diego Rivera, Salvador Dalí e muitos outros até seu envolvimento com a luta armada, primeiro em Cuba e depois, no México.

Com uma narrativa ágil e divertida e um traço típico dos cómics espanhois, Angel traz à luz uma fortíssima figura feminina que, ainda hoje, é bastante subestimada e negligenciada pela História. 

Compre Modotti clicando aqui!

Noite de Trevas – Uma História Real do Batman de Paul Dini e Eduardo Risso

Por Alexandre Baptista

Noite de Trevas Historia real Biografias em Quadrinhos

Na imaginação de Dini, Batman vem ao socorro: a estonteante arte de Eduardo Risso em uma splash dupla.

Dark Night – A True Batman Story foi publicada originalmente nos Estados Unidos em 2016, pelo selo Vertigo da DC Comics. Ganhou uma versão muito similar – veja o comparativo aqui – no Brasil, pela Panini, em 2017.

Na trama, baseada na vida de Paul Dini, acompanhamos a jornada pessoal no momento em que o autor está no hospital, após ter sido espancado. No entanto, a narrativa retrocede e inicia a jornada nos primeiros anos de vida e educação escolar de Paul: suas referências e seu mundo de cores e personagens.

Na juventude, vemos o sucesso de Batman: A série animada mudar sua vida e seus relacionamentos escassos de amizade e tentativas amorosas se tornarem mais profusos – e interesseiros… até o momento em que ele é agredido na rua.

Com a arte incrível de Eduardo Risso, a jornada mistura elementos biográficos reais com elementos biográficos psicológicos e mentais, em que Dini traz os personagens do universo do Homem-Morcego como figuras, ou presenças, em sua vida. Seja para aconselha-lo ou, pior, para ignorá-lo e zombar dele.

Uma narrativa bastante chocante em alguns momentos e reveladora que faz jus ao sub-título: é, de fato, uma história real do Batman.

Confira nossa review em vídeo no Sobrecapa.

Compre Noite de Trevas Clicando aqui!

Carolina de Sirlene Barbosa e João Pinheiro

Por Alexandre Baptista

Carolina Biografias em Quadrinhos

Carolina cata papel nas ruas de São Paulo enquanto reflete sobre a situação humana: favelada, porém escritora.

Carolina é uma das HQs biográficas que não pode deixar de estar nesta lista. Escrita por Sirlene Barbosa e desenhada em preto e branco magistralmente por João Pinherio, ela aborda trechos da vida da escritora e poetiza Carolina Maria de Jesus.

Na trama, acompanhamos um trecho do pior momento da vida da autora de Quarto de Despejo (1960), quando morava na favela do Canindé em São Paulo com seus três filhos e passava às vezes, dias sem ter o que comer.

Dividia em capítulos, a HQ mostra o momento em que isso muda, com a chegada do jornalista Audálio Dantas ao local e seu encontro improvável com a escritora. Tomando conhecimento de estar frente a uma “favelada culta”, Audálio realiza uma matéria na Folha da Noite e passa a ajudar Carolina a publicar seu livro.

A trama ainda narra os fatos positivos – com destaque aos negativos – da tão sonhada fama que veio em seguida: a possibilidade de sair da favela; o preconceito de seus vizinhos de barraco; o preconceito de seus vizinhos no bairro e o estigma de “escritora favelada”, uma espécie de “vira-latas” da literatura entre seus pares e a alta sociedade.

O ponto alto da narrativa de Barbosa é a delicadeza com que trata desses assuntos e a sutileza com que trabalha, através dos desenhos de Pinheiro, metáforas belíssimas e pungentes sobre as reflexões e vivências de Carolina.

Para quem conhece Quarto de Despejo e outras obras de Carolina de Jesus, serve como uma belíssima homenagem à escritora; aos que ainda não tiveram esse contato, certamente servirá como uma amostra profunda do que encontrar nos livros.

Carolina foi publicada originalmente em 2016 pela Veneta e encontra-se atualmente em sua 3a edição, publicada em 2018.

Compre Carolina clicando aqui!

A História de Joe Shuster: O Artista por trás do Superman de Julian Voloj e Thomas Campi

Por Lucas Souza

A História de Joe Shuster de Julian Voloj e Thomas Campi

A história dos criadores do Superman se misturam com a evolução do mercado de quadrinhos

A história dos criadores do 1º super-heróis de todos os tempos não poderia estar de fora da lista de HQ´s Biográficas Que Você Precisa Conhecer. Na história escrita por Julian Voloj vemos a história do desenhista Joe Shuster: desde sua infância passando pelo começo de seu interesse pelas HQ´s e pela construção da amizade com Siegel até o litígio com a editora pelos direitos autorais do Superman.

A história é magnética pelo ritmo intenso e pela bela arte de Thomas Campi – que nos remete a tempos clássicos das HQ´s. Considero a HQ um belo ponto de partida para os que querem conhecer mais sobre essa indústria que tanto amamos.

Quer conhecer mais sobre essa HQ? Confira nosso review completo e se você é fã do Azulão, não deixe de conferir nossa lista de melhores HQ´s do personagem!

Compre A História de Joe Shuster Clicando aqui! 

Jack Kirby – A Épica Biografia do Rei dos Quadrinhos de Tom Scioli

Por Lucas Souza

Jack Kirby Biografias em Quadrinhos

A vida de Jack Kirby é contada nessa bela HQ de Tom Scioli

Se você quer conhecer mais sobre a era de prata das HQ´s, a biografia de Jack Kirby (ao lado da biografia de Joe Shuster – que já apareceu na nossa lista) é indispensável e não poderia ficar de fora na nossa lista de HQs biográficas. Tom Scioli narra a vida de Kirby desde a infância, quando ele desenvolve sua paixão pelas HQ´s, passando pelo auge com a criação de grande parte do Universo Marvel e narrando a luta pelo reconhecimento que veio depois.

O trabalho de Scioli impressiona pela fluidez no roteiro e ganha pontos por abordar questões polêmicas (mesmo que nem sempre profundamente) como a relação de Kirby com Stan Lee e as editoras Marvel e DC.

Jack Kirby: A Épica Biografia do Rei dos Quadrinhos de Tom Scioli foi lançado no Brasil em capa dura pela Conrad em 2021.

Compre Jack Kirby clicando aqui! 

Oleg de Frederik Peeters

Por Daniel Miranda

OLEG Biografias em Quadrinhos

“Oleg fala sobre um artista que, depois de ter lançado uma HQ de muito sucesso há muitos anos, vive um momento de bloqueio criativo. Com este pano de fundo, Oleg traz à tona muitas questões que são abordadas magistralmente pelo autor Frederik Peeters (de Pílulas Azuis).

O primeiro ponto, que mais chama a atenção, é a relação de Oleg com sua esposa. Uma relação de cumplicidade e humanidade. Talvez uma das menos romantizadas e mais amorosas que já foram escritas em quadrinhos.

Outra coisa que chama a atenção são as passagens de Oleg em feiras de quadrinhos, recebendo perguntas dos “fãs” sobre a continuação de seu antigo quadrinho, ou sendo parcialmente ignorado, ou ainda, sendo micro assediado por alguns poucos. A verdade é que esta parte nos faz pensar como nos relacionamos com nossos ídolos produtores de quadrinhos.

Esse quadrinho é de uma sofisticação que impressiona. As páginas em branco como parte da narrativa metalinguística, as várias referências à cultura pop ao longo da HQ, o contraste bem trabalhado do preto e branco. Tudo como ferramenta para contar uma bela história de amor à família, ao trabalho… à vida!”

Compre Oleg clicando aqui! 

Biografias do Rock (bônus)

Por Alexandre Baptista

Bowie Biografias em Quadrinhos

Cena de Bowie: Stardust, Rayguns & Moonage Daydreams obra sobre a vida de David Bowie.

As HQs baseadas em personalidades, especialmente do mundo da música e do rock, são geralmente biografias. Como pode ser conferido em nossa material sobre HQs e Rock’n’Roll aqui, uma quantidade significativa delas são, ao menos, recortes parciais da vida de nossos ídolos.

Sejam feitas de maneira poética e metafórica, mesclando elementos reais, como Bowie: Stardust, Rayguns & Moonage Daydreams de Michael Allred e Steve Horton e a trilogia Xampu de Roger Cruz; seja numa viagem imaginativa, a partir de fatos reais, como em Lennon de David Foenkinos, Eric Corbeyran e Horne; seja de maneira catalográfica como O Pequeno Livro dos Beatles de Hervé Bourhis; ou ainda, de forma narrativa como Quando a música acabar de Isaque Sagara, O Quinto Beatle: A História de Brian Epstein de Vivek J. Tiwary e Andrew C. Robinson, Baby’s in Black – O Quinto Beatle – A história de Atrid Kirchherr e Stuart Sutcliffe de Arne Bellstorf e John Lennon – Um Tiro na Porta de Casa de Pablo Maiztegui (POL) e Marcelo Orsi Blanco.

De toda forma, são obras que valem ser conferidas, especialmente pelos fãs de cada uma dessas personalidades da música e dos quadrinhos.

Confira nossa matéria sobre Hqs e Rock and Roll clicando aqui

E aí, curtiu nossa lista? Comente em nossas redes sociais e diga se achou que faltou alguma HQ! 


Créditos:
Texto: Equipe
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB! 


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade