Ultimato do Bacon

Vingadores Operação Tempestade Galáctica

Em 20 de Abr de 2020 3 minutos de leitura
cena icônica de vingadores operação tempestade galáctica

Grandes sagas cósmicas com direito a várias equipes de Vingadores são razoavelmente comuns na Casa das Ideias. Vez ou outra, porém, elas são especiais. A Guerra Kree-Skrull é um grande exemplo de história que continua reverberando até hoje – e Vingadores Operação Tempestade Galáctica não fica atrás! Um dos grandes méritos da Guerra Kree-Skrull é ter um ritmo alucinante, grandes reviravoltas e mostrar – de alguma forma – a impotência dos Vingadores (que apesar de tudo nunca param de lutar!).

Vingadores Operação Tempestade Galáctica veio em 1992 com a proposta de ser uma espécie de continuação da Guerra Kree-Skrull. Ela teve 19 partes (SIM!! 19 PARTES!) e envolveu as revistas americanas de Quasar, Wonder Man, The Avengers, Iron Man, Thor, Captain America e West Cost Avengers. Aqui no Brasil, ela foi publicada em 1995 pela editora Abril em Capitão América #194 – #199

Grupo de Vingadores Chefiados pelo Homem de Ferro confronta a Suprema Inteligência Kree em Vingadores Operação Tempestade Galática

A saga de Vingadores Operação Tempestade Galáctica

Em suas 19 partes, Vingadores Operação Tempestade Galáctica dá um show de grandes confrontos. A trama é relativamente simples: Rick Jones, figura importante na Guerra Kree-Skrull, acorda depois de sonhar com Kree Lar e prever que a Terra estava em perigo. Ele aciona o Capitão América  e juntos eles descobrem que a Raça Shiar está violando o túmulo do Capitão Marvel atrás dos braceletes (isso, aquele que ele e Rick usavam para trocar de lugar).

Esse primeiro confronto revela que a constante passagem de Krees, Skrulls e Shiars próximos ao sol está deixando o mesmo instável. Se isso não fosse o bastante, descobrimos também que uma nova guerra se iniciou: a Guerra Kree-Shiar. Mais uma vez, dois poderosos impérios estão guerreando e a Terra está em perigo por isso.

Apesar de a premissa não ser tão original, o desenvolvimento é o que torna a história chamativa e, em algumas passagens, boba. A parte positiva, é que temos o envolvimento de boa parte dos grandes personagens da Marvel – a exceção dos X-Men e do Quarteto. Thor, Piratas Siderais, Starfox, Gavião Arqueiro, Quasar, Visão, Mulher-Hulk… Quase todos os personagens relacionados aos Vingadores estão na história e desempenham alguma função.

Tensão é uma constante nas páginas de Vingadores Operação Tempestade Galáctica

Em um determinado ponto, a história começa a se desenvolver em 3 frentes diferentes. Isso dá um ritmo de leitura mais interessante a saga Vingadores Operação Tempestade Galáctica e começa a justificar, de alguma forma, a sua gigantesca quantidade de páginas. O problema é que essa ideia não deixa mostrar diversos furos no roteiro. Confrontos aparentemente resolvidos em uma edição são reiniciados na seguinte com intensidade até maior do que já tinham. A personalidade psicótica do Visão em dado ponto da história também me pareceu um pouco descabida.

A sensação que fica em boa parte da interação do Vingadores com as outras raças é que se eles conseguissem trocar três palavras sem entrar em confronto a saga teria 3-4 partes no máximo. Eles até tentam justificar isso de alguma forma mas.. não colou. A HQ é fantástica, mas não envelheceu tão bem por conta desses detalhes. O grande ponto alto fica na relação do Homem de Ferro com o Capitão América. Os dois entram em colisão durante toda a saga e parecem estar completamente fora de sintonia. Nada tão polêmico quanto Guerra Civil, mas as últimas partes da história dão um belo debate sobre vingança e justiça.

Entre erros e acertos, o saldo final de Vingadores Tempestade Galáctica continua sendo positivo. Os confrontos, as consequências e a relação entre os Vingadores são o verdadeiro ponto alto de um roteiro que, em sua essência, tem muito pouco de novo. Sabe aquela emoção que você sentiu ao ler a Guerra Kree-Skrull? Tudo está aqui novamente: traição, clima tenso, espionagem, confrontos espaciais e muito mais. O problema é que tudo isso está diluído em 19 partes que eventualmente deixam furos e transformam alguns personagens em trogloditas inaptos para o diálogo… Se você for tão persistente quando um Vingador e passar das três primeiras partes, garanto que você será recompensado!

Gosta da Tempestade Galáctica? Confira também nossas matérias sobre A Saga de Korvac e Infinito!

Avante, Vingadores!


Créditos:

Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Alexandre Baptista
Texto publicado originalmente em 10 de março 2019. Atualizado em 20 de abril de 2020.

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Indicando Lançamentos de Hqs Nacionais Na CCXP22

28 de Nov de 2022

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade