por Lucas Souza

 

Mefisto está de volta com força total! A saga Doutor Estranho: Danação é uma das sagas mais diferentes e inusitadas da Marvel dos últimos anos. A trama reúne um time B de personagens como Punho de Ferro, Motoqueiro Fantasma, Blade e Aranha Escarlate contra Mefisto que quer – literalmente – fazer o inferno na Terra. Tudo graças a um erro do próprio Doutor Estranho.

Doctor Strange: Damnation foi uma minissérie publicada nos EUA em 2018 e que chegou ao Brasil em 2019. Para aproveitar o máximo da saga é recomendado ler três encadernados publicados pela Panini Comics: Doutor Estranho: Danação, onde temos a história principal; Punho de Ferro & Aranha Escarlate: Danação Especial, onde temos os tie-ins; e Doutor Estranho #2 (2019), onde temos as consequências da saga.

A história pode ser plenamente compreendida apenas no encadernado principal, mas os outros encadernados agregam na experiência – em especial o terceiro (Doutor Estranho #2) que mostra os eventos da saga contados pela ótica do Doutor Estranho e os danos que isso causou no personagem. A história conta com roteiros de Donny Cates, Nick Spencer e Christopher Sebela.

 

Aranha Escarlate dá as caras em Doutor Estranho: Danação da Marvel Comics

 

A história se passa após os eventos de Império Secreto onde vimos Las Vegas ser dizimada. A cidade, que começa sua reconstrução, está ainda totalmente destruída. Nesse cenário o Doutor Estranho resolve intervir e reconstruir tudo usando magia – algo que, como sabemos, sempre tem um preço. Quando Las Vegas ressurge, vem com ela também o inferno e Mefisto – que cria seu Hotel Inferno no meio da recém restaurada cidade. Dotado de plenos poderes, o demônio desafia Stephen Strange para um jogo de azar valendo sua permanência na Terra. E é aí que a saga Danação começa de verdade!

Apesar do Doutor Estranho ter seu nome no título da saga, o verdadeiro fio condutor é Wong, que descobre os apuros nos quais Stephen se meteu e reúne um grupo composto por Blade, Motoqueiro Fantasma e Cavaleiro da Lua (com importante participação do Aranha Escarlate) para resgatar o personagem. A saga principal acompanha esse grupo na maior parte do tempo e é justamente isso que torna interessante a leitura de Doutor Estranho #2 – assim conseguimos ver os eventos pelos olhos do Doutor Estranho.

 


Doutor Estranho: Danação traz os Vingadores sob o comando de Mefisto!

 

A história de Doutor Estranho: Danação passa longe de ter um roteiro genial, porém o uso das possessões nos principais personagens da Marvel e a forma como Mefisto atormenta os heróis acabam compensando a simplicidade (e excentricidade) da narrativa. O time B escolhido por Wong também surpreende e temos diálogos interessantes envolvendo Blade e uma certa caçadora de monstros.

Mas a grande surpresa fica por conta do papel do Doutor Estranho na saga. O personagem é deixado de lado logo no começo para dar os holofotes para Wong que arquiteta um plano surpreendente com Johnny Blaze (o Motoqueiro Fantasma). Aliás, dos personagens secundários da trama, Blaze e Wong são os únicos verdadeiramente bem desenvolvidos enquantos os outros parecem estar ali apenas como figurantes. Por isso se você ia comprar a revista por conta de outras participações, recomendo que reconsidere.

 


Punho de Ferro encara heróis possuídos em Doutor Estranho: Danação da Marvel Comics

 

Doutor Estranho: Danação é uma saga divertida que se utiliza de situações absurdas e do humor, por incrível que pareça, para fazer de Mefisto um vilão carismático e poderoso.

Por mais que a saga não passe perto dos melhores trabalhos de Cates e Spencer, ela ao menos traz uma sensação de novidade ao abordar o inferno da Marvel Comics de maneira tão aberta e envolvendo tantos personagens da Casa das Ideias (inclusive os Vingadores – mesmo que possuídos).

Uma aventura divertida que vai agradar os fãs do lado mais “infernal” da editora!

 

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais sobre HQs!

 

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Whatsapp

Instagram 

Facebook

Amazon