“ZDM” (DMZ) é uma série da Vertigo do escritor Brian Wood que traz a história de um repórter que tem a missão de cobrir a vida em um Estados Unidos que acabou de passar pela sua segunda Guerra Civil. O interessante é que o autor, acompanhado pelos desenhistas Riccardo Burchielli, Kristian Donaldson e Ryan Kelly, escolhe abordar esse mundo pós apocalíptico pela ótica da imprensa e não de um combatente ou de uma família inocente (como é o normal). A série de Brian Wood foi publicada na íntegra pela Panini Comics em sete encadernados capa dura de 2009 a 2017 – nos EUA a publicação aconteceu de 2006 a 2012 em “ DMZ” # 1 – #72.

ZDM - As Melhores Séries da Vertigo 1

A HQ de Brian Wood lançada pelo selo Vertigo, “ZDM”, fez muito sucesso nos EUA

Conheça a trama de ZDM de Brian Wood

A premissa da série de Brian Wood nos faz acompanhar o repórter e fotógrafo Matt Roth que está indo para Manhattan acompanhando o vencedor do Prêmio Nobel, e também jornalista, Viktor Ferguson. A ida a ilha de Manhattan é importante porque ela agora é conhecida como ZDM (Zona Desmilitarizada) que fica entre os Exércitos do Estado Livre e os Estados Unidos da América. Na realidade criada por Wood, os EUA estão em uma nova guerra civil que já dura cinco anos e a visita (ou expedição) da qual o novato Roth faz parte (apenas porque seu pai “mexeu os pauzinhos”) serviria para mostrar a realidade das pessoas que vivem na ilha. Com inscrições fortes desde o começo, como a que diz “todo dia é 11/9”, o autor já mostra um pouco do caminho que pretende trilhar com a HQ.

A ida a Manhattan dá errado de saída e o novato Matt Roth é abandonado na ZDM. A partir desse ponto ele conhece Zee, que vai ser a sua guia e vai ajudá-lo a sobreviver pela cidade. Matt logo cria empatia pelos habitantes da ZDM e começa um mergulho no seu dia-a-dia e no funcionamento do local – com isso ele assume a função de correspondente do jornal e começa sua jornada pela área que é descrita por um dos militares da HQ como tendo segurança zero e sem regras, exceto as montadas pelos locais e que mudam de quarteirão para quarteirão (ele ainda finaliza pedindo a Matt para não presumir nada na ZDM).

ZDM - As Melhores Séries da Vertigo 2

Mapa mostra que Manhattan fica bem no meio dos dois exércitos na nova guerra civil descrita em ZDM de Brian Wood

O jornal “Washington Post” disse na época que ZDM da Vertigo é “um retrato visceral da realidade caótica de se viver em uma zona de guerra”. A sensação que temos durante a leitura da série de Brian Wood é de insegurança. Wood nos relembra o tempo inteiro que tudo pode mudar a  qualquer momento em um ambiente sem regras e sem lei. A jornada de Matt Roth leva o jornalista a conhecer as mais diversas histórias e, em boa parte da série, o foco é na forma como as pessoas que vivem nesse tipo de ambiente o encaram e como elas fazem para sobreviver.

Em dado momento de “ZDM” Matt Roth passa a ser famoso por suas histórias e coragem em permanecer em Manhattan. O jornalista então decide começar a participar de forma mais ativa da vida da cidade e até se envolve com a política local. Esses arcos de ZDM são extremamente relevantes porque mostram de forma brutal que nem tudo é o que parece e como é fácil, em situações extremas, confundir o certo e o errado. O turbilhão de acontecimentos dessa fase dão uma roupagem completamente diferente para a série e a levam em um novo caminho.

ZDM - As Melhores Séries da Vertigo 3

As ruas da abandonada Manhattan são o local de trabalho de Matt Roth em “ZDM”

O que torna “ZDM” imperdível é a sua capacidade de contar histórias variadas que parecem muitos reais no ambiente extremamente hostil criado pela guerra. Brian Wood não tem medo de esfregar a triste realidade em nossa cara – e faz isso muito bem logo na edição “DMZ” #2 (ZDM: Terra de Ninguém) em que mostra a enfermeira Zee visitando um local com diversas crianças com ferimentos de mutilação por conta da Guerra – e o autor aborda todos os pontos imagináveis para um local em guerra.

Outro personagem que se destaca é Parco Delgado – uma espécie de celebridade da ZDM que é acolhido por uma parcela da população como um líder que pretende ser o novo prefeito de Manhattan (sua história é contada a partir do vol.5 “ ZDM: Sangue em Jogo”).

“ZDM” fez história e se tornou uma das grandes séries da Vertigo porque abordou a temática de Guerra por uma ótica que poucas HQ´s conseguiram fazer – e soube fazer isso de forma brilhante durante suas 72 edições. A série, que soube criar grandes coadjuvantes e excelente histórias, ainda acerta ao abordar os horrores da guerra e seus sobreviventes sem se tornar uma série que escolhe tornar a violência gráfica recorrente apenas para chocar.

Os temas são variados, de política a conspiração passando por alimentação, furto e diversão, e mostram as diversas facetas de uma cidade arrasada pela guerra. Wood entrega um trabalho brilhante que mostra a importância do jornalismo em tempos difíceis e a realidade que a ganância humana pode criar. Obrigatória para qualquer colecionador de HQ´s!

ZDM - As Melhores Séries da Vertigo 4

Matt Rott e uma das muitas milícias e grupos armados de “ZDM” de Brian Wood

 

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais “As melhores séries da Vertigo”.

Confira também:

ZDM - As Melhores Séries da Vertigo 5

As Melhores Séries da Vertigo – 100 Balas

ZDM - As Melhores Séries da Vertigo 6

As melhores séries da Vertigo – Transmetropolitan

ZDM - As Melhores Séries da Vertigo 7

As melhores séries da Vertigo – Preacher


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon