Ultimato do Bacon

Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet – O Ultimato

Em 12 de Mai de 2023 5 minutos de leitura

Prepare-se para ter contato com o submundo de Nova York da década de 30 ao lado de um gangster implacável – capaz de atrocidades que fariam Vito Corleone (você conhece o clássico “O Poderoso Chefão”, certo?) ficar triste. Nada de honra, bons hábitos e afins, o mundo criado em Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet é feio, perigoso e totalmente desalmado.

Me arrisco a dizer que nunca vi um protagonista ser tão odioso quanto Luca Torelli – e olha que sou fã declarado de “Breaking Bad” e seu Heinsenberg.

Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet começou a ser publicado em 1982 na Espanha. As histórias são em sua grande maioria curtas e fechadas – no estilo The Spirit de Will Eisner. As narrativas sempre mostram “missões” do protagonista e em alguns momentos elas retratam o passado dele na Itália e sua chegada aos EUA. 

Para se ter noção do quanto a série foge do lugar comum, o lendário Alex Tooth era o desenhista original mas após duas edições ele relatou que não conseguiria permanecer no trabalho por conta da crueldade do protagonista – e aí entra em cena Jordi Bernet que acaba dando o visual definitivo de Luca Torelli e de todo o universo do personagem.

Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet foi lançado na íntegra no Brasil pela editora Figura. São 3 belíssimas edições capa dura com miolo preto e branco e mais de 250 páginas cada. São 61 histórias de Torpedo e seu fiel capanga Rascal.

Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet (5)

Espere tudo de Luca Torelli na série Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet

Dica para o leitor: Muitas vezes pensamos que HQs antigas tendem a ser mais leves e inocentes e isso não é verdade! Luca Torelli é um personagem sem escrúpulos e capaz de todo crime hediondo que podemos imaginar: assassinato, roubos, violência física, estupro, tortura.. Obviamente não é uma HQ para seu filho ou sobrinho adolescente!

As Tramas da HQ Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet

Luca Torelli é um italiano que veio para os EUA fugido ainda na adolescência. Ele começa sua “carreira” engraxando sapatos na rua para poder pagar pela sua hospedagem na casa de um “generoso” italiano que o acolhe “de bom grado”.

Nesse contato com as ruas a natureza feroz e ruim do jovem aflora ainda mais e ele rapidamente se volta para o crime se tornando um famoso e requisitado matador. Essa é a jornada de Torpedo – como é chamado nas ruas – em linhas gerais (não detalharei para não estragar as surpresas já que temos algumas histórias que abordam toda essa juventude incomum do protagonista).

Ao ler essa breve definição que coloquei acima, você pode pensar que Torelli é apenas mais um anti-herói que no fundo é “bonzinho”.. Se você raciocinou dessa forma você está redondamente enganado. O protagonista de Enrique Abulí e Jordi Bernet é ruim de verdade.

Em todas as narrativas vemos ele buscando o benefício próprio através de atos ilícitos como assaltos, assassinatos, estupros, traições e muito mais. Ele simplesmente não se importa com ninguém e sobra até para seu capanga fiel Rascal – que normalmente se dá muito mal ou é ignorado por Torpedo.

Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet (4)

Violência física é uma constante na HQ  Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet

Com esse currículo assustador (e não no bom sentido) era de se imaginar que as histórias de Torpedo não gerassem muita empatia, certo? Esse é mais um ponto que engana. A escrita de Enrique Abulí é simplesmente espetacular e ele consegue – mesmo nesse universo sombrio do personagem – alternar entre histórias dramáticas e sombrias e narrativas leves e recheadas de humor (mesmo que esse humor esteja cheio de situações bizarras). 

A incessante busca de Torpedo por se dar sempre bem é o que faz com que a história ganhe ares cômicos em algumas oportunidades e dramáticos e sérios em outras. Rascal, o fiel escudeiro do protagonista, funciona muito como alívio cômico (mesmo nas tramas mais sérias) e acaba impedindo que a série tenha um ar sombrio demais.

As histórias propostas por Enrique Abulí e Jordi Bernet envolvem vinganças, assassinatos encomendados, trabalhos ilegais de transporte, assaltos, brigas grandiosas em festas e disputas envolvendo mulheres. A temática sexual é frequente e o ritmo narrativo impressiona. 

Sem exagero: é possível ler as 61 histórias em uma tacada só por conta da ótima qualidade dos roteiros, da arte impressionante e do ritmo narrativo que não deixa as histórias ficarem chatas ou “lentas demais”.

Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet (3)

Luca Torelli aparece frequentemente com mulheres, com ou sem a vontade delas, na série Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet

As 61 histórias da série são interessantes mas – como sempre – é importante dizer que algumas se destacam (e é basicamente questão de gosto) e acabam marcando a memória do leitor. Separei 4 que mostram a versatilidade dos roteiros e a genialidade dos autores. Vamos lá?

 

1- O Dia da Maldade: Essa é a última história da série mas é impossível não começar falando do quanto ela é impactante. A HQ mostra Torpedo buscando vingança contra Susan – uma mulher que em duas oportunidades (outras histórias da coleção) o enganou. A vingança envolve Susan e seu filho e ela deveria se desenvolver do jeito mais cruel possível. A história tem 46 páginas e é uma das mais longas da série. Ela se destaca por seu humor “incomum” e pela crueldade de Torpedo e dos outros envolvidos. A HQ se encontra no 3º volume lançado pela Editora Figura.

 

2- Miami Bitch: Nessa história curta de apenas 8 páginas vemos Torpedo e Rascal serem contratados por um ricaço para fazer a segurança dele e de sua jovem esposa em Miami. A trama ganha ares de tragicômicos quando Torpedo acaba se envolvendo com a esposa do contratante..A HQ se encontra no 1º volume lançado pela Editora Figura.



3- Um Salário do Cacete: A trama de 46 páginas mostra Torpedo aceitando um trabalho ao lado de “Bigodes” Will. A tarefa é levar um carregamento de bebidas até um estado vizinho – tudo isso durante a lei seca americana. A narrativa se transforma em uma história complexa de vingança após o “simples” trabalho se transformar em um pesadelo! Espere sangue, confrontos e muitas reviravoltas. A HQ se encontra no 2º volume lançado pela Editora Figura.


4- A Hiena Ri de 4 a 6: Torpedo e seu capanga Rascal vão ao cinema nessa história de 8 páginas. Os dois executam um trabalho “diferente” no local e a narrativa intercala a ação dos dois com cenas de um filme clássico. Mais uma das tramas de humor “peculiar” da série. A HQ se encontra no 2º volume lançado pela Editora Figura.

Torpedo é traído por Susan – a mulher da qual ele tenta se vingar na HQ “Dia de Maldade”

Se você é fã de uma boa história noir recheada de violência, sexo e muita ação, a série Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet é uma ótima pedida. As narrativas magnéticas acompanham um personagem que é um verdadeiro vilão – e a escrita de Abulí consegue fazer com que o leitor torça por ele em alguns momentos. A arte de Jordí é simplesmente espetacular e a sinergia entre roteiro e arte é impressionante. Tudo isso com um ritmo narrativo impecável.

Honestamente? Uma leitura imperdível para os fãs de histórias gangsters!

Conheça outro incrível trabalho de Jordi: veja nosso review de Kraken de Antonio Segura e Jordi Bernet

Avaliação: Excelente!

Compre Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet clicando na capa abaixo! .

Torpedo 1936 de Enrique Abulí e Jordi Bernet Comprar 3


Créditos:
Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Ultimato do Bacon Editora

Ultimato do Bacon Editora

18 de Jan de 2021

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade