por Lucas Souza

 

“Slam Dunk” é um daqueles mangás que a gente demora muito tempo a começar a ler por conta de um pré julgamento. Um mangá de basquete não parece, para as pessoas que não são fãs do esporte, uma boa opção de leitura.

A multi premiada obra de Takehiko Inoue prova que isso não é necessariamente verdade e a edição #16 que acabou de sair pela Panini Comics mostra quão primoroso e emocionante é o mangá (saiba porque você deveria estar lendo “Slam Dunk” clicando aqui).

 

Sakuragi é o protagonista de “Slam Dunk” de Takehiko Inoue

 

A edição #16 de “Slam Dunk”, recém lançada pela Panini, traz o final do jogo entre a equipe de Sakuragi (Shohoku) e os rivais Sendoh. A partida vale a classificação para a próxima e mais importante fase do Torneio. As duas equipes precisam da vitória para conseguirem a classificação.

Esses últimos capítulos que finalizam a história da partida levam os leitores a roerem as unhas. Vemos o Shohuku perdendo pontos e moral enquanto o adversário vai ficando cada vez mais confiante. O iniciante Sakuragi vai cada vez mais entrando na partida e alterna momentos de brilhantismo com momentos de erros infantis.

O interessante é que “Slam Dunk” de Takehiko Inoue não transforma o novato em sensação ou gênio (ainda que ele pense assim) e acaba preferindo mostrar a evolução do personagem enquanto jogador e pessoa – a mudança de personalidade é sensível e o amadurecimento ajuda o adolescente a estar cada vez mais focado naquilo que gosta de fazer.

 


Sakuragi finalmente tem seu momento de brilhar em Slam Dunk de Takehiko Inoue

 

Depois de muitas idas e vindas no placar, Takehiko Inoue entendeu que era hora de Sakuragi brilhar – isso depois de vermos o “quatro-olhos” Kiminobu Kogure sair do banco para ajudar a equipe. Aqui vemos o personagem, que já tinha mostrado maturidade ao chorar em jogos anteriores, mostrar toda a sua força de vontade para dar a vantagem definitiva ao seu time e manter o foco para só comemorar após o apito final.

Quem acompanhou a trajetória do personagem até aqui com certeza se emocionou com o trecho final da HQ que mostra o antigo “bad boy” e rejeitado Sakuragi totalmente integrado ao time e descobrindo o que de fato gosta de fazer.

“Slam Dunk” mostra que as quadras de basquete podem ser o palco de emocionantes batalhas e de superação. A forma como Takehiko Inoue escreve e desenha a obra torna tudo ainda mais real e identificável fazendo de “Slam Dunk” um mangá indispensável para os fãs do gênero. Se você ainda não leu, recomendamos que o faça o quanto antes – você vai se surpreender!

Quer conhecer outros mangás incríveis lançados no Brasil?

Confira a nossa lista com Os 16 Melhores Mangás já Publicados no Brasil.

 

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais reviews e matérias sobre HQ´s!

 

 

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon