Venom Primeiro Hospedeiro foi uma minissérie em cinco edições que revisitou a origem do simbionte alienígena mostrando um pouco da sua história no período anterior a sua união com Peter Parker (lááá atrás nas Guerras Secretas originais).

Contando com roteiros de Mike Costa e arte de Mark Bagley, Venom: First Host (Venom Primeiro Hospedeiro) chegou nos EUA em Outubro de 2018 e foi publicado no Brasil em Venom #4 da Panini Comics em abril de 2019.

Conheça Venom Primeiro Hospedeiro 1Venom se emociona ao reencontrar o hospedeiro original em Venom Primeiro Hospedeiro da Marvel Comics

A Trama de Venom Primeiro Hospedeiro

A história de Mike Costa mostra que os poderes do simbionte foram usados pela primeira vez pelos Krees na famosa guerra Kree-Skrull. O primeiro hospedeiro, Tel-Kar, utilizava o simbionte como forma de equilibrar as desvantagens que os Krees tinham em combate. A história, infelizmente, não sabe se aproveitar desse curioso background do alien para promover um reencontro coerente e é tudo feito na base da pancadaria – com direito a participação de uma Skrull que pretende destruir o simbionte.

A história do primeiro hospedeiro tem uma premissa interessante mas sua execução atrapalhada transforma a mesma em uma leitura dispensável. O único elemento verdadeiramente interessante na trama é o “filho” de Venom que – após o pai se ausentar – se une a Eddie Brock para que eles possam impedir mais um “evento apocalíptico da semana”.

Conheça Venom Primeiro Hospedeiro 2Filho do Venom se une a Eddie Brock em Venom Primeiro Hospedeiro da Marvel Comics

O novo simbionte usado por Brock adiciona um elemento na trama que gera curiosidade e é interessante ver o personagem interagindo com novos poderes e possibilidades. Infelizmente isso não quer dizer que o roteiro melhore e, tirando o interesse em ver o novo visual de Brock e algumas páginas de ação, o surgimento do personagem acaba não salvando a HQ…

O primeiro hospedeiro de Venom, Tel-Kar, é um personagem sem nenhuma profundidade que muda de personalidade de maneira muito rápida e seu “plano” é no mínimo mal pensado. A sensação é que o roteirista não pensou no que fazer depois de apresentar o personagem e a história vai simplesmente acontecendo. A dinâmica de Brock com a prestativa Skrull também não funciona e as cenas deles juntos na edição #4 e #5 fazem com que a leitura fique ainda mais arrastada.

Conheça Venom Primeiro Hospedeiro 3Tel-Kar veste o simbionte em Venom Primeiro Hospedeiro da Marvel Comics

No fim das contas, Venom Primeiro Hospedeiro é o tipo de HQ que só é indicado para quem realmente gosta do personagem e quer saber cada passo do mesmo e cada canto da sua história.

O roteiro é fraco e os diálogos e interações simplesmente não funcionam. Mais um exemplo de história do personagem que foca mais em criar “cenas legais” do que em contar uma boa história. Com o preço de capa de R$24,90, a sugestão é que os leitores guardem seus suados reais para curtir histórias melhores do personagem!

Quer conhecer outras HQ´s de Venom? Confira nossa matéria sobre o Venom de Donny Cates, Venomizados e nossa análise sobre o Venom ser realmente um vilão!

 

 


Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Alexandre Baptista
publicado originalmente em 04 de março de 2020 e alterado em 03 de maio de 2020.