Publicado por aqui no encadernado “Estrada para a Danação”, o Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis mostra Johnny Blaze em um de seus piores momentos, e para alguém que fez um pacto com o diabo e foi unido a uma entidade cuja única função é trazer vingança aos que merecem, isso é dizer muito.

.

Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis

.

Qual é a trama do Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis

.

Depois de anos servindo como o Motoqueiro Fantasma, Johnny Blaze finalmente foi alcançado pelas hordas infernais e levado a cumprir sua sentença no inferno. Condenado, ele passa seu dia correndo em sua moto, tentando alcançar os portões do inferno para escapar, apenas para ser alcançado e destruído toda a noite, recomeçando na manhã seguinte.

Enquanto serve seu tempo no inferno, Blaze se mantem ignorante das tramas que ocorrem ao seu redor.

Earl Gustav, um empresário tetraplégico buscando se livrar de sua condição, acaba libertando o demônio Kazann. Esse acordo não passa despercebido ao céu e ao inferno, que mandam o demônio Hoss e o anjo Ruth em busca do fugitivo, ao passo que uma terceira parte, na figura do anjo Malachi resolve “correr por fora” e retira o Motoqueiro Fantasma do inferno para impedir Kazann.

.

Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis

.

A partir daí começa então uma corrida entre todos os interessados para que o demônio Kazann seja recuperado e seus planos sinistros interrompidos. A arte das edições por conta de Clayton Crain são um show à parte, com a cacofonia infernal representada de uma maneira incrivelmente fantástica. Com uma disputa infernal acontecendo, não é à toa que a edição não seja para menores.

.

Vale a pena ler o Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis?

.

Em 6 edições, o Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis consegue contar uma história simples e direta. Com anos e anos de mitologia um tanto quanto “confusa” (o que não melhora com os runs seguintes), o Motoqueiro não é um dos personagens mais fáceis de se trabalhar.

É possível até mesmo argumentar que o próprio Blaze nem participe desta mini, sendo ela inteiramente dedicada ao Motoqueiro e sua missão, muito mais do que a dualidade normalmente representada entre Blaze e Zarathos (não tão diferente entre os conflitos entre Baner e o Hulk).

.

Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis

.

Com apenas 6 edições, podemos descrever a história realmente como uma corrida. Ennis poderia facilmente escrever muito mais edições do Motoqueiro, sendo que seus trabalhos mais do que provam que seu lado sanguinário combinaria perfeitamente com um personagem como Johnny Blaze.

Entre as idas e vindas, é interessante ver como Blaze se coloca no meio desta trama para se salvar do inferno a que foi condenado, e as reviravoltas da história deixam o leitor impressionado. Afinal, se tem uma coisa que toda a história do Motoqueiro Fantasma mostra é que há muito entre o céu e o inferno que não conhecemos.

.

Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis

.

O Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis, por estar facilmente disponível como um único encadernado lançado pela Salvat, é uma excelente pedida para quem é fã do personagem, mas não tem paciência de correr atrás de anos de uma cronologia confusa, sendo que a história de Ennis tem começo, meio e fim muito bem definidos.

Mais uma vez fica aqui para ressaltar que a arte de Crain combina perfeitamente com o roteiro de Ennis, não deixando de representar o gore que não costuma faltar nas histórias do autor e que casam perfeitamente com o tom do personagem. O único ponto negativo da história no fim das contas é que Ennis não teve mais tempo com o personagem, para criar tramas ainda mais elaboradas.

Fiquem ligados no Ultimato do Bacon, pois ainda falaremos muito do Motoqueiro Fantasma e as mudanças que vieram a seguir.

.

Compre Motoqueiro Fantasma – Estrada para a Danação clicando na capa abaixo!

.Motoqueiro Fantasma de Garth Ennis

.


Créditos:
Texto: João Pedro Maia
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: