Ultimato do Bacon

Conheça os Guardiões da Galáxia de Al Ewing

Em 3 de Ago de 2021 3 minutos de leitura

Depois das loucuras de Donny Cates, os Guardiões da Galáxia de Al Ewing estão decolando para mais aventuras espaciais em uma direção completamente inesperada. E é dos roteiros de Al Ewing que estamos falando, a mente por trás de Imortal Hulk, então prepare-se para ação como os Guardiões não viam a muito tempo.

Sinopse: Eles já foram uma equipe de desajustados, mas agora, são uma família e merecem um pouco de paz. Mas o universo não tem nada de pacífico. E só está ficando pior. Os Grandes Impérios passam por um momento turbulento, e as leis estão mortas. Para ajudar, os deuses do Olimpo estão de volta, anunciando uma nova era de guerras, renascidos apenas para deixar sua marca entre as estrelas. A galáxia precisa de guardiões, mas quem aceitará a missão? E quem sobreviverá?

Banner Suenero UB

Qual a trama dos Guardiões da Galáxia de Al Ewing

Vamos presumir que você tenha lido o run de Donny Cates. Mas caso não tenha lido, é importante saber que os Guardiões passaram maus bocados contra uma versão sombria da equipe, a possibilidade da ressurreição de Thanos e sérios problemas com a Igreja da Verdade Universal que quase apagaram o lado cósmico da Marvel em sua busca.

Depois de tudo isso, os Guardiões estão tirando merecidas férias, porém, qualquer leitor de quadrinhos sabe que não há descanso para os heróis. Os deuses do Olimpo, mortos por Nix em Sem Rumo (ops, spoilers, mas leia mais sobre a saga aqui). Renascidos bem longe da terra, os deuses iniciam uma sangrenta campanha pelo universo.

Ao mesmo tempo, Richard Rider enfrenta seus traumas do passado. Depois de enfrentar as sombras do passado em Aniquilação A Praga. Fora isso, assim como mostrado no anual presente na edição anterior, o lado cósmico da Marvel não é mais o mesmo. Krees e Skrulls agora são um único império, a moeda universal está falindo e os Shi’ar estão movimentando o trono.

Ou seja, Al Ewing tem um amplo tabuleiro para brincar e não perde tempo.

guardiões da galáxia de al ewing
Os Guardiões da Galáxia de Al Ewing assumem uma formação clássica

Quando Nova tenta recrutar os Guardiões, apenas Rocket e Quill atendem ao chamado, assim como a Serpente da Lua, Phylla-Vel e Marvel Boy. Porém, apenas esse grupo de desajustados não é o bastante contra os poderes dos deuses.

Nessas primeiras seis edições Ewing se preocupa em reorganizar a equipe, colocando-os em situações novas e desafiadoras, além de deixar claro que tem grandes planos para o nosso querido Senhor das Estrelas. Para quem espera uma resolução rápida, o plot dos deuses não é resolvido de maneira direta.

Certas tensões surgem entre os membros clássicos dos Guardiões, causando uma ruptura entre eles quando Gamora resolve liderar uma nova versão da equipe focada nos serviços de mercenários espaciais que emulam muito o que vemos nos filmes, enquanto alguns rostos novos decidem se manter no caminho do heroísmo.

É através dessas situações que a princípio parecem não levar a lugar nenhum, além de dar voltas que Ewing aproveita para colocar nas páginas o que cada um dos personagens representa e qual é a grande engrenagem que movimenta cada um deles, colocando em evidencia muito do que será trabalhado ao decorrer das edições. É um começo devagar para poder criar um terreno firme para as histórias da equipe.

A arte de Juann Cabal casa muito bem com o roteiro, e mesmo nas edições em que as artes são alternadas, não há grandes divergências entre os traços para que a arte se torne um empecilho para os críticos de plantão.

Os deuses do Olimpo em sua nova encarnação ameaçam o universo nos Guardiões da Galáxia de Al Ewing

Vale a pena ler Guardiões da Galáxia de Al Ewing

Quem já acompanha o Imortal Hulk sabe que Ewing não tem medo de revolucionar os personagens, e o lado cósmico da Marvel precisa de uma boa sacudida. Com essas primeiras edições, Ewing começa a colocar os Guardiões a postos para lidar com o cenário caótico que se tornou o universo.

Além dessas edições, Ewing também irá lidar com as mudanças trazidas por Imperyo e promovera ainda mais mudanças universais ao eventualmente assumir a serie da SWORD no universo mutante. Como leitor da Marvel, é muito interessante ver esses novos desafios que não envolvem uma tentativa de conquista universal de Thanos, com uma nova abordagem dos perigos que se escondem no vasto cosmos.

Para quem está procurando uma aventura divertida (considerando que os Vingadores só desapontam), Guardiões da Galáxia de Al Ewing é a melhor opção.

E ai, empolgados para essa nova fase? Não deixem de conferir nossos textos sobre Imortal Hulk de Al Ewing e os Guardiões da Galáxia de Donny Cates.

Quer debater sobre quadrinhos, livros, filmes e muito mais? Venha conhecer nosso grupo no Whatsapp clicando aqui!!! 


Créditos:
Texto e Edição: João Maia
Imagens: Reprodução

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB! 


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade