BlackSad é um Quadrinho Policial diferente de tudo que você já viu!

Conheça a HQ BlackSad: Obra Completou 20 Anos! 1

Os amantes de boas histórias policiais e de detetive já tem um novo título obrigatório para ler: BlackSad. A HQ da Editora Dargaud é uma das leituras mais descompromissadas, divertidas e inteligentes que tive a oportunidade de apreciar nos últimos tempos. 

BlackSad começou a ser publicado em 2000 com o álbum “BlackSad Em algum Lugar entre as Sombras” e já ganhou 4 continuações: “Nação Ártica”, “Alma Vermelha”, “O Inferno, o Silêncio” e “Amarillo”. O sexto e o sétimo álbum da série dos espanhóis Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido (que tem na França seu mercado alvo principal) devem sair em breve.

Conheça a HQ BlackSad: Obra Completou 20 Anos! 2

Antropomorfismo é uma das marcas registradas da HQ BlackSad dos espanhóis Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido

Os pontos fortes da HQ BlackSad

A primeira coisa que chama a atenção em BlackSad são os desenhos e a representação dos personagens. Juanjo Guarnido utiliza-se de antropoformismo (atribuir características ou aspectos humanos a animais) e de um traço que lembra os desenhos antigos da Disney para dar vida a um mundo que de encantado não tem nada. O universo de Blacksad – apesar de apresentar tons claros e animais falantes – é sujo e sombrio. Intrigas, inimizades, violência e morte são constante nas histórias.

O personagem principal, John BlackSad, é um detetive particular que junto com seu amigo Weekly (uma doninha) resolvem as situações que se desenrolam nos álbuns. Vale salientar que cada álbum é uma história fechada e por mais que seja interessante ler os cinco álbuns da história de John BlackSad em sequência, isso não é necessariamente obrigatório e optar por qualquer um deles para iniciar não vai te deixar perdido ou te fazer não entender a história.

Conheça a HQ BlackSad: Obra Completou 20 Anos! 3

A arte de Juanjo Guarnido é um dos grandes atrativos da HQ que conta a história do detetive John BlackSad e também com excelente roteiro

Se você ainda duvida que BlackSad é uma excelente opção de leitura, saiba que o personagem já ganhou inclusive um jogo de videogame para XBox, PS4 e PC intitulado “BlackSad Under the Skin” que foi lançado no final de 2019. Nada mal para um personagem “obscuro” não é mesmo?

A história do detetive John BlackSad se passa nos Estados Unidos na década de 50 e é possível vermos diversas celebridades representadas na obra (a exceção de Hitler, todas tiveram seus nomes alterados). A escolha de Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido pelos animais que representam cada personagem também é bem interessante e quando os mesmos aparecem em cena já podemos esperar o tipo de comportamento que eles terão.

Conheça a HQ BlackSad: Obra Completou 20 Anos! 4

Weekly, o fiel escudeiro de John BlackSad, aparece ao telefone em cena de “BlackSad O Inferno, O Silêncio”

O roteiro inteligente aliado ao cinismo do personagem – típico dos detetives de filmes noir que “já viram demais de tudo” – são os grandes pontos altos do roteiro de Juan Díaz Canales que sabe muito bem dosar o ritmo da história e entregar reviravoltas que não parecem forçadas ou feitas só para chocar. A sinergia entre roteiro e arte é simplesmente impressionante e é difícil imaginar o mundo noir de BlackSad com outros desenhos. 

Outro fato curioso da obra é como Canales consegue dar espaço para os coadjuvantes e suas histórias brilharem. Ao ler os cinco primeiros álbuns tive a sensação de que em nenhum momento a história era sobre BlackSad e sim sobre o universo que o rodeia. Suas certeiras intervenções só fazem as coisas andarem da forma como deveriam. É muito difícil ver uma boa história de detetive que não se perca no egocentrismo de querer fazer o personagem principal ser imbatível e super inteligente – mesmo que isso faça todos os outros parecerem idiotas completos. John BlackSad é falho e isso fica muito claro no decorrer da história.

Conheça a HQ BlackSad: Obra Completou 20 Anos! 5

O rabugento BlackSad em um de seus muitos trabalhos no álbum “BlackSad Alma Vermelha”

Um dos maiores acertos da editora Sesi-SP foi finalmente terminar de publicar tudo que já foi lançado de BlackSad lá fora aqui no Brasil – a quinta edição “BlackSad: Amarillo” havia sido publicada em 2014 em terras europeias e nada de chegar no Brasil. A Sesi-SP foi rápida e publicou os cinco álbuns entre 2017 e 2018 – todos facilmente encontrados em livrarias.

Conclusão: Vale a pena ler a história do detetive John Blacksad?

BlackSad é uma obra única porque reúne de maneira brilhante uma arte que poderia ser considerada infantil com uma história noir inteligente e cheia de reviravoltas. Cada um dos coadjuvantes tem algo a acrescentar a história e são verdadeiras figuras. Hewitt Mandeline (a tartaruga da imagem acima) é uma dos interessantes personagens que aparece em “BlackSad Alma Vermelha” e ver o detetive atuando como guarda-costas é bem divertido. Juan Díaz Canales e Juanjo Guarnido criam uma obra que sobrevive e não só completa 20 anos esse ano como ainda tem a capacidade de nos fazer desejar mais aventuras do cínico detetive John Blacksad!

Leitura obrigatória para os fãs de HQ´s policiais e suspenses noir!

Quer conhecer outros títulos interessantes? Confira nossa matéria sobre Cinema Purgatório e sobre os melhores mangás já lançados no Brasil!


Créditos:

Texto: Breno Raphael e Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Matéria publicada originalmente em 20 de fev de 2020. Atualizada em 08 de abril de 2020.

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!