Resgate e revitalização do espaço urbano central, o novo complexo cultural tem inauguração hoje, 27 de março

por Alexandre Baptista

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 1

 

Até o início da década de 90, quando os multiplexes de shopping centers forçaram os exibidores independentes a projetar apenas filmes de cunho pornográfico, o cinema de rua era uma tradição cultural e familiar em muitas cidades do Brasil.

Vindo de Campinas (SP), me lembro claramente das sessões vespertinas de História Sem Fim II (The Neverending Story II: The Next Chapter, 1990) no Cine Jequitibá (antigo Cine Voga) e a inesquecível noite chuvosa em que conferi Batman (Batman, 1989) de Tim Burton no Cine Windsor. Cine Windsor que, no mesmo ano, teve a presença ilustre de ninguém menos que Robocop em uma de suas sessões, como documenta Carlos Bassan em seu blog.

Ouvi histórias de família relacionadas ao desabamento do Cine Rink, ocorrido durante a sessão de Amar Foi Minha Ruína (Leave Her to Heaven, 1945) em 16 de Setembro de 1951 e desisti do tema de meu mestrado A Arquitetura dos cinemas paulistanos de Rino Levi após descobrir uma tese de doutorado já realizada sobre o mesmo assunto.

Foi com imensa empolgação e honra que conferi ontem, 26 de março, o espaço do Cine Passeio em Curitiba, localizado à esquina das ruas Riachuelo e Presidente Carlos Cavalcanti no eixo cultural do centro da cidade.

 

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 2

A esquina onde fica o Cine Passeio.


 

Cine Passeio é o nome do complexo cultural revitalizado a partir do velho quartel ali situado anteriormente, parte de um eixo cultural que se inicia ligeiramente mais afastado na Cinemateca e, do Centro Histórico no Largo da Ordem, passa pelo Solar do Barão, onde fica a Gibiteca, pelo Passeio Público e segue até a Universidade Federal e que pretende revitalizar a região evocando a tradicional Cinelândia de Curitiba que se iniciou nos anos 20 e deixou de existir em meados dos anos 70.

 

Cine Luz e Cine Ritz

Participei, junto com outros jornalistas, da primeiríssima exibição do Cine Luz, uma das duas salas do complexo, conferindo o longa Happy Hour: Verdades e Consequências, de Eduardo Albergaria, cuja crítica pode ser conferida no Ultimato de hoje.

A sala em questão possui uma tela curva e projetores de alta resolução de som e imagem, cadeiras no estilo tradicional dispostas num plano de inclinação semi-stadium, capacidade para 90 pessoas e tecnologia DCP (Digital Cinema Package). Em minha avaliação, não fica devendo nada para as salas comerciais das grandes redes. 

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 3

Entrada do Cine Luz, uma das salas dentro do Cine Passeio.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 4

Interior da sala Cine Luz: primeiríssima exibição foi com Happy Hour – Verdades e Consequências.



Após a inauguração oficial, a partir de amanhã, 28 de março, a sala Cine Luz e sua “irmã”, Cine Ritz, terão sessões diárias com preços que variam entre R$ 8,00 e R$ 20,00. Seus nomes são uma homenagem aos antigos Cine Luz da Praça Zacarias (posteriormente reaberto na Praça Santos Andrade) e Cine Ritz, da Rua XV de Novembro.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 5

Entrada do Cine Ritz, sala do complexo cultural Cine Passeio.



A curadoria dos filmes exibidos no espaço é do crítico Marden Machado e do cineasta Marcos Jorge com uma programação mesclando lançamentos de distribuidoras comerciais, cinema clássico e mostras especiais e independentes.

 

Espaço Valêncio Xavier

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 6

Entrada do Espaço Valêncio Xavier, no Cine Passeio.


 

Um dos espaços mais apaixonantes do complexo Cine Passeio é o Espaço Valêncio Xavier, assim batizado em homenagem ao criador da Cinemateca de Curitiba, cineasta e escritor, falecido em 2008.

Localizado no elegante porão do Cine Passeio, o espaço conta com o Estúdio Valêncio Xavier, sala multiuso que pretende ser palco de mostras estudantis da Universidade Federal, estúdio de filmagem e o que mais convier, possuindo 110 lugares com cadeiras móveis, projetor e tela retrátil, além da bela ambientação.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 7

Entrada para o Estúdio Valêncio Xavier, espaço multiuso.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 8
 

Além do estúdio, o Espaço conta com a sala Passeio On Demand, que possui uma tela 4K de 86 polegadas conectada em diversas plataformas de streaming como Hulu, Netflix, YouTube Premium, Amazon Prime e HBO Go, equipamento de som de alta resolução, e está mobiliada com pufes, arquibancada acolchoada e cadeiras, permitindo acesso a filmes, séries e outros conteúdos digitais. Um telefone conectado ao ramal do café permite que os usuários realizem pedidos do mesmo e a locação do espaço pode ser realizada para manhã, tarde ou noite ao custo de R$ 40,00 por período.

No mesmo andar também está o Worktiba, primeiro coworking público do Brasil que teve abertura de 50 novas vagas de 05 de dezembro de 2018 a 20 de janeiro de 2019. O espaço pretende atender a necessidade de pequenos e microempreendedores da cidade, com foco em economia criativa, audiovisual e inovação.

 

Coffeeterie

No piso térreo de entrada, além do Cine Luz está a cafeteria do Cine Passeio, administrada pela Coffeeterie de Ricardo Marques.

Além de cafés, vinhos, lanches e cervejas artesanais, e atender aos pedidos da Passeio On Demand, o espaço oferecerá cursos de barista e latte-art, abordando as diferentes prensas (prensa francesa, aeropress, pressca) e outros assuntos do tema, com custo de R$ 100,00 a R$ 250,00.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 9

Espaço da Coffeeterie, no saguão principal do Cine Passeio.


 

O espaço foi equipado com cerâmicas personalizadas pela En Torno Cerâmica e o mobiliário, feito com madeira paricá – madeira ecológica de rápida renovação que não desgasta o solo como o eucalipto – foi realizado pela Fitto Design, com estampas desenhadas pelo próprio Ricardo.

 

Cinema a Céu Aberto

Na cobertura do Cine Passeio se encontra uma das joias da coroa, o cinema a céu aberto e a área para eventos, com um terraço com vista para as adjacências do local.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 10

Terraço preparado para projeções ao ar livre e eventos especiais.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 11 Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 12

A inauguração deste espaço terá um evento especial no sábado, 30 de março, com projeção do longa Estômago (2007) de Marcos Jorge, curador do espaço, e um serviço de buffet que contará com quitutes inspirados no filme.

Os ingressos para esta sessão especial terão o custo de R$ 50,00.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 13

Na falta do tapete vermelho…



Cine Passeio – Inauguração

A inauguração do complexo cultural Cine Passeio faz parte das comemorações do aniversário da cidade de Curitiba que completa 326 anos no dia 29 de março.

Com data para hoje, 27 de março às 19:00 horas, o evento oficial de inauguração contará com interdição da Rua Riachuelo, para a realização de uma série de projeções históricas na fachada do edifício. A direção e roteiro deste espetáculo são de Edson Bueno e a trilha sonora de Vadeco Schettini.

O evento segue então com a apresentação da Orquestra à Base de Corda da Fundação Cultural de Curitiba no Espaço Valêncio Xavier.

Duas sessões simultâneas do longa Albatroz de Daniel Augusto acontecerão nos Cine Luz e Cine Ritz; uma com entrada franca ao público e a outra para convidados. Além do prefeito Rafael Greca, estarão presentes Alexandre Nero e Maria Flor, protagonistas do longa, e também o diretor Daniel Augusto.

Nossa crítica de Albatroz pode ser conferida no Ultimato de 28 de feveiro.

As sessões se repetirão na quinta, 28 de março, desta vez com entrada garantida através da compra de ingressos na bilheteria.

No dia 30 de março, além do já mencionado cinema ao ar livre, está programado um evento em homenagem a Valêncio Xavier, com inauguração oficial do espaço que leva seu nome e a abertura da mostra Glauber Rocha.

Com um investimento de cerca R$ 9,5 milhões ao longo de 10 anos em uma área de 2.597 m², o Cine Passeio, administrado pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), é um bem-vindo esforço na revitalização dos cinemas de rua e do uso cultural do espaço urbano.

Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 14 Cine Passeio e a volta do cinema de rua em Curitiba 15

Que tenha uma próspera vida longa e seja o primeiro de muitos.

 

 

 

 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon