Por Lucas Souza

A edição #26 de “Detective Comics” da Panini chegou trazendo um novo arco pelas mãos de Bryan Hill. “Renegado”, nome do novo arco, tem suas três primeiras partes compiladas na edição da Panini – Elas saíram originalmente em “Detective Comics” #983 – #985.

O arco de Hill se inicia logo após a conclusão da fase de James Tynion IV (confira o que achamos do run do autor clicando aqui) e começa mostrando um atentado contra um fã do Homem Morcego que quase tira a vida de Sinal (Ainda não conhece o novo ajudante do morcego? Conheça mais sobre o personagem aqui). Batman, ainda sem saber o que fazer após a destruição do Campanário, decide recrutar Jefferson Pierce para ajudá-lo. Pierce, que também é o herói Raio Negro, reluta mas acaba aceitando ir para a Gotham com o herói.

 

Raio Negro se une ao Homem Morcego em história de Bryan Hill na “Detective Comics”

 

Karma se mostrou, ao menos nas três primeiras partes do arco, um vilão a altura do Homem Morcego. Tendo suas raízes fincadas em antigas operações do Batman – onde o herói demonstrou requintes de crueldade mais acentuados – o vilão parece entender que todos os ajudantes acabam deixando o símbolo do Morcego mais fraco. Pierce é recrutado para servir como um novo instrutor para Sinal e Órfã após todos os acontecimentos com a BatWoman (que era quem desempenhava esse papel na fase anterior) e mostra discordar do herói em relação ao envolvimento dos jovens na guerra contra o crime.

A HQ tem uma dinâmica muito interessante e se alterna entre o “embate” de Pierce com o Homem Morcego (os dois têm ideologias diferentes em relação aos jovens combatentes do crime) e o desenvolvimento do vilão Karma – que mostra em duas oportunidades que é uma ameaça real que não deve ser menosprezada.

 

 

Karma enfrenta Batman e Raio Negro em “Detective Comics” de Bryan Hill

 

Contando com participações interessantes de Raio Negro, Órfã e Sinal, o arco “Renegados” de Bryan Hill tem um ritmo bem interessante e não perde tempo com enrolações ou explicações desnecessárias. A leitura flui de forma fácil e a história evoluiu em cada uma das suas páginas. É muito bom ver o Homem Morcego e o Raio Negro lado a lado de novo e Hill acertou em cheio na personalidade de Pierce que, sendo um professor, deixa sua insatisfação clara com algumas decisões tomadas pelo Morcego. O autor ainda consegue acertar ao escolher criar um novo e interessante vilão (e olha que boas opções não faltam na galeria de lunáticos do Arkham) que parece representar um verdadeiro desafio aos heróis de Gotham. A história será concluída na próxima edição da panini, “Detective Comics” #27, e é uma ótima oportunidade para quem quer ler um arco curto (e bom!) e quase que independente do Homem Morcego!

 

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais reviews e notícias sobre HQ´s!

 

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon