O Batman de Tom King é, sem sombra de dúvida, um dos runs mais controversos dos últimos anos. A fase do autor, que durou 85 edições mensais, levou o Homem Morcego em uma jornada bem diferente da tradicional e isso acabou dividindo bastante os fãs.Tivemos casamentos frustrados, envolvimento de personagens do multiverso, conflitos globais, morte de um grande e velho amigo… King fez de tudo um pouco.

A fase do autor pode ser conferida na íntegra aqui no Brasil. A Panini Comics lançou o polêmico Batman de Tom King em “Batman” #1 – #43 (2017 – 2020). A fase ainda contou com três especiais: “Batman/Flash: O Boton”, “Batman: Prelúdio do Casamento”, “Batman/Flash: O Preço da Justiça” (não é do King mas faz parte da fase) e “Batman Especial: Cidade do Bane”. De todos os especiais, o único realmente relevante é “Batman/Flash: O Boton”.

.

Batman de Tom King

“Foi na rua ou no barco?” – Tom King coloca a relação do Batman e da Mulher-Gato em foco

.

Os Melhores Momentos e Arcos do Batman de Tom King

.
Que fique avisado, ó nobre leitor, que teremos spoilers a partir desse ponto. A ideia é realmente dissecar o que tivemos de melhor (e de pior) na longa fase de Tom King no Homem-Morcego. Vamos começar elencando os 5 Melhores momentos do autor no comando do título. Vamos lá?

.

1- O Bóton 

.
O arco que dá que continuidade a cena que vimos no especial “Renascimento” de Geoff Johns” é simplesmente sensacional. Nela vemos o Flash e o Homem Morcego unidos para descobrir o mistério do boton que aparece sem explicação na batcaverna. Temos participação do Flash Reverso (em um belo confronto com o Batman) e do Batman Thomas Wayne. 

O arco saiu originalmente nas HQ´s do Flash (escrita por Joshua Williamson) e do Batman. Aqui no Brasil o arco está no especial (que pode ser encontrado em capa dura ou capa cartão)  “Batman/Flash: O Boton” da Panini Comics.

.

2- Encontro de Casais entre Superman e Lois e Batman e Mulher-Gato

.
Esse é um dos arcos mais bacanas de toda a fase. Vemos Superman e Batman em um encontro de casais. Nessa HQ Tom King é extremamente hábil em mostrar a dualidade dos personagens que, apesar de terem salvado o mundo juntos milhares de vezes, se sentem desconfortáveis quando estão juntos em situações mais.. civis.

A história pode ser lida dentro da própria mensal do Homem-Morcego nos números 19 e 20.

.

Batman de Tom King

O run do Batman de Tom King traz um encontro de casais entre os dois maiores heróis da DC Comics!

.

3- O Presente de grego do Gladiador Dourado

.
O Gladiador Dourado resolve dar um super presente de casamento para o Homem-Morcego ao mostrar para o herói como seria sua vida se seus pais não tivessem sido assassinados. A trama mostra um Gladiador Dourado ainda mais sem noção do que o normal e é óbvio que o presente é um verdadeiro pesadelo!

Falamos mais sobre esse arco incrível aqui e ele, inclusive, entrou na nossa lista de melhores HQ´s da DC Comics! O arco pode ser encontrado no Brasil na edição 24 da mensal da Panini Comics.

.

4- Batman sente remorso pelo tratamento dado ao vilão Dr. Frio

.
O arco “Dias Frios” é uma das poucas passagens realmente boas pós-“quase casamento”. No arco de três partes vemos o Homem-Morcego prender e exagerar na violência empregada contra o vilão Sr. Frio e em paralelo vemos Bruce Wayne ser o único no Júri a defender a liberdade do vilão.

A história nos ajuda a ver como Gotham enxerga o seu Cavaleiro das Trevas e nos ajuda a ver o quão próximo do ponto de “quebra” nosso herói estava. O arco “Dias Frios” foi publicado no Brasil nas edições 27 e 28 da mensal do personagem.

.

Batman de Tom King

Gladiador Dourado dá um “presente de grego” ao Homem-Morcego no Batman de Tom King

.
Os momentos destacados acima foram realmente interessantes e acredito piamente que qualquer leitor do Batman vai apreciar esses arcos. O problema do Batman de Tom King são justamente os momentos que iremos abordar abaixo…

.

Os Piores Momentos e Arcos do Batman de Tom King

.
Em 85 edições o Batman de Tom King conseguiu entregar bons momentos. O problema é que os momentos ruins foram mais numerosos e marcantes – principalmente depois do casamento. Tom King passa a sensação de não ter noção de escala de força do Universo DC, de querer “filosofar” demais, de se perder dentro de determinados arcos mais longos e, principalmente de tomar decisões equivocas. Sem mais delongas, vamos ver os principais erros do Batman de Tom King.

.

Batman de Tom King

Preparação para o casamento que nunca aconteceu irritou leitores do Batman de Tom King

.

1- O Quase Casamento

.
Meses de preparação, escolha de vestido e roupa, publicidade da editora em cima do evento e no fim… a fala de uma amiga para a Mulher-Gato  faz o Homem-Morcego sem abandonado no altar (no topo de um prédio na verdade). Entendemos que o não-casamento fazia parte de um plano para “quebrar” o Homem-Morcego mas as justificativas são pífias e toda a antecipação criada em cima do evento também não ajuda. Uma decepção que acaba jogando todo o restante da fase em uma espiral de queda de qualidade absurda.

Quem quiser acompanhar o triste momento do Batman pode fazê-lo comprando a edição mensal da Panini Comics de número 26.

.

2- Superman derrotado com um assovio?!

.
Tom King resolveu fazer a vilã Hera Venenosa dominar o mundo. A HQ toda é um desperdício completo mas ver o Homem-Morcego derrotar o Superman com um assovio é simplesmente demais (não vou mencionar outros heróis que são enxovalhados pelo autor nesse arco). Uma péssima e desnecessária ideia com uma execução ainda mais pífia. Uma pena.

Se você gosta de ler arcos ruins, vá em frente e adquira os números 22 e 23 da mensal do Batman de Tom King. E lembre-se: nós avisamos.

.

Batman de Tom King

O Batman de Tom King tem um desfecho ridículo para um embate entre os dois personagens

.

3- O arco “Pesadelo”

.
O nome do arco é Pesadelo e eu garanto para você leitor que lê-lo é uma verdadeira provação. Dizem que o arco foi alongado por conta de atrasos e isso o fez ficar ainda pior mas o fato é que a ideia toda é simplesmente sacal. King cria diversas tramas de sonhos para o Batman e, é dever do Homem Morcego, se libertar de cada um desses sonhos. Simplesmente cansativo.

Se você quer se punir eu te recomendo comprar as edições 32, 33, 34 e 35 desta epopeia. 

.

4- A Morte de Alfred

.
A decisão de matar Alfred, aparentemente, partiu da editora. O fato é que o evento é ruim e a explicação dada depois da morte do fiel mordomo torna tudo ainda pior! King mancha de vez seu arco com uma cena infeliz que não engrandece a história. O terrível monólogo de dor do Homem Morcego que vem depois disso (uma daquelas passagens onde o autor tenta ser filosófico – veja outra dessa no confronto final com o KGBesta) não ajuda a suavizar a coisa…

Acompanhe o momento pouco celebrado no último arco do Batman de Tom King: “Cidade do Bane”. A trama se desenrola nas edições 38,39,40,41,42 e 43 da mensal do Homem-Morcego.

.

Batman de Tom King

Bane mata Alfred em uma das passagens mais criticadas do Batman de Tom King

.

5- A Loucura do Batman de Flashpoint

.
O Batman de Flashpoint surge na história após o arco visto na HQ “Batman/Flash: O Boton”. O pai implora ao filho para que ele abandone o manto do morcego e viva sua vida de maneira feliz… Essa primeira aparição é emocionante e muito interessante. O problema é o que vem depois. Descobrimos que o grande articulador das mazelas vividas pelo personagem é o próprio Batman de Flashpoint.

Thomas deixa Bane matar Alfred, conspira para acabar com o casamento do filho, quebra o personagem fisicamente e emocionalmente e diz que tudo isso foi para que ele seja feliz. OI?! Loucura! King mancha o Homem-Morcego alternativo de maneira irreversível. Espero que revelem que ele é uma espécie de Batman do Universo Sombrio ou algo assim..

A (des)construção do “grande” vilão do Batman de Tom King pode ser acompanhada após o (não)casamento do personagem na edição 27 em diante.

.

Vale ler o Batman de Tom King?

.
Elencamos acima o que o autor traz de melhor e pior para o seu run.. Infelizmente o saldo é, na minha visão, negativo. Os momentos frustrantes, anti climáticos e sem sentido são muito numerosos. Os danos são grandes para alguns personagens (como Alfred por exemplo).

Ainda assim considero os quatro arcos que citamos acima uma prova de que o autor tem muito potencial para trabalhar com o personagem e talvez sua vontade de fazer algo diferente (um desejo que tem que ser incentivado nos autores para que tenhamos mensais mais interessantes) tenha atrapalhado. Uma pena.

Minha sugestão para o leitor mais desconfiado é: leia os quatro arcos que citamos nos melhores momentos do Batman de Tom King e avalie. Se você gostar MUITO deles pode vale a pena correr atrás do restante das edições. Senão, deixe pra lá.. O Homem-Morcego tem muitas histórias incríveis que podem ser lidas.

Quer saber mais do Batman de Tom King? Confira aqui nosso Podcast!

.

Batman de Tom King (2020) - O Ultimato 1

Avaliação: Bom!

.

Quer debater sobre quadrinhos, livros, filmes e muito mais? Venha conhecer nosso grupo no Whatsapp clicando aqui!!!


Créditos:
Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: