Ultimato do Bacon

Afro Samurai de Takashi Okazaki – O Ultimato

Em 12 de Ago de 2022 4 minutos de leitura
Afro Samurai de Takashi Okazaki - O Ultimato (5)

Um mundo de espadachins completamente diferente do que estamos habituados a ver é o que espera o leitor na obra Afro Samurai de Takashi Okazaki. O mangá, que chegou a fazer bastante sucesso, foi publicado de forma independente no Japão entre 1999 e 2000.

A obra se destaca por misturar elementos culturais do Hip-Hop e tecnologia – além de trazer um protagonista negro (o que é pouco comum em histórias de samurai). Essa miscelânea cultural ajuda Takashi Okazaki a contar uma história de vingança que soa completamente diferente das outras.

O mangá Afro Samurai de Takashi Okazaki foi compilado no Japão em apenas 1 volume e aqui no Brasil chegou pelas mãos da Panini Comics, na íntegra, em 2 edições lançadas em 2009. 

Dica para o leitor: Se você gosta de mangás de espadachins, não deixe de conferir nossa lista de Melhores Mangás de Samurai. E se você gosta de ver a cultura japonesa misturada com outras culturas, confira nosso review da HQ nacional Zémurai de Ricardo Sousa.

Afro Samurai de Takashi Okazaki - O Ultimato (4)

Muitas cenas de confronto são vistas no mangá Afro Samurai de Takashi Okazaki

Índice

A trama do mangá Afro Samurai de Takashi Okazaki

Imagine um mundo completamente diferente do nosso onde os mais fortes são considerados deuses. Assim é a realidade criada por Takashi Okazaki e nela vemos os 7 homens mais fortes do mundo usarem bandanas com o número de sua força correspondente.

O número 1 só pode ser desafiado pelo 2, o 2 pelo 3 e assim sucessivamente até o número 7 (que pode ser desafiado por qualquer samurai). A lenda diz que a bandana número 1 dá ao portador poder de um Deus e isso cria um verdadeiro caos.

Afro é apenas um jovem quando vê seu pai – o número 1 – ser morto pelo número 2 da época, que simplesmente deixa o jovem garoto com a cabeça decepada do derrotado em combate.

O jovem cresce e descobre que todas as bandanas – exceto a 2 – foram “roubadas” pelo novo número 1 (o mesmo que matou seu pai). Ele passa a ser o novo 2 (a história de como ele consegue a bandana é excelente e é contada em flashbacks) e peregrina em busca do assassino do assassino que agora tem o poder de um Deus.

Afro Samurai de Takashi Okazaki - O Ultimato (3)

Afro Samurai é um mangá em preto e branco com tons vermelhos que aparecem quando acontecem batalhas e confrontos

A trama do mangá de Takashi Okazaki parece simples e pouco marcante  – e seria mesmo se ele não tivesse combinado, no decorrer da narrativa, elementos bem incomuns. Temos elementos tecnológicos como telefones, ciborgues, máquinas de transporte, DJs de música e por aí vai.

Essa combinação de elementos, aliado a personagens incomuns e divertidos, faz com que a história se destaque. O enigmático parceiro do protagonista é um show à parte e suas aparições são sempre muito relevantes.

No decorrer da jornada, Afro enfrenta diversos samurais e personagens que desejam matá-lo por conta da bandana e/ou por conta de uma recompensa que existe por sua cabeça.

O final do mangá é extremamente filosófico, o que pode decepcionar algumas pessoas, tendo em vista que a história é extremamente simples e direta na grande maioria da sua narrativa.

Afro Samurai de Takashi Okazaki - O Ultimato (2)

Afro Samurai de Takashi Okazaki fez mais sucesso em outras produções do que no mangá original

O Sucesso de Afro Samurai em Anime e nos Games

Apesar de ter muitos elementos marcantes, a realidade é que o mangá Afro Samurai é “apenas” uma leitura divertida com muitas pontas soltas. O personagem, extremamente cruel, tem carisma mas muitas de suas atitudes, etapas de sua jornada e aspectos desse mundo absurdamente rico são pouco explorados na obra – que acaba sofrendo por ser muito curta.

Por isso mesmo as adaptações da obra acabaram sendo mais faladas – e melhores – do que o conto original. A primeira adaptação foi para um anime de 5 episódios que foi criado em 2007.

A obra contou com a inconfundível voz de Samuel L. Jackson – que também foi um dos co-produtores – no papel de Afro e seu misterioso parceiro. Participaram também Ron Perlman e Kelly Hu e a trilha sonora, com uma pegada de hip hop forte, ficou sob responsabilidade de RZA (do grupo Wu-Tang Clan).

Acima você pode conferir a introdução do anime Afro Samurai lançado em 2007

Além do anime, ainda tivemos um filme animado que foi lançado em 2009. O filme contou novamente com Samuel L. Jackson (um grande fã da obra) reprisando o papel principal. A trama do filme mostra acontecimentos inéditos que se passam após o final da história original.

E o sucesso não parou por aí. A franquia ainda ganhou dois jogos de videogame (difíceis para caramba!): o primeiro para Xbox 360 e Playstation 3 se chamava apenas “Afro Samurai” e saiu em 2009 e o segundo saiu em 2015 com o nome “Afro Samurai 2: Revenge of Kuma” para PSN e Steam (e foi considerado tão ruim que foi apagado pelas desenvolvedora que nem chegou a lançar os capítulos complementares que estavam previstos).

Afro Samurai de Takashi Okazaki - O Ultimato (1)

O primeiro game baseado na obra de Takashi Okazaki foi lançado em 2009 e tinha um belo e marcante visual

Vale a pena ler Afro Samurai de Takashi Okazaki?

Afro Samurai de Takashi Okazaki é um mangá marcante pelas ideias que traz e pelo rico mundo que apresenta. Infelizmente, o mangá é muito curto (menos de 350 páginas em toda a série!) e isso acaba prejudicando nossa imersão nesse universo. O final filosófico parece perdido em relação ao restante da série e acaba também não ajudando muito.

Apesar disso, vale dizer que a obra possui um visual marcante e o ritmo da narrativa é cativante – é simplesmente impossível parar de ler até o final. O anime e o filme nos ajudam a mergulhar mais nessa obra e acabamos nos conectando mais com o protagonista e sua jornada por conta disso.

Afro Samurai de Takashi Okazaki é uma obra com um potencial absurdo que acaba se tornando “apenas” uma leitura divertida. Muito válida e marcante, mas fica a sensação de que ele poderia ser muito mais!

Quer conhecer outros mangás incríveis? Confira nossa lista de Melhores Mangás já publicados no Brasil e Mangás Seinen que você precisa conhecer!

Avaliação: Bom!

Compre Afro Samurai de Takashi Okazaki clicando na capa abaixo! .

Afro Samurai de Takashi Okazaki Comprar


Créditos:
Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Shazam de Tim Sheridan e Clayton Henry (1)

Shazam de Tim Sheridan e Clayton Henry – O Ultimato

2 de Dez de 2022

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade