A animação alemã, dirigida por Christian Haas e Andrea Block, estreia amanhã nos cinemas

por Alexandre Baptista

 

Diretamente do paraíso litorâneo de Nice, chega aos cinemas a história de Manou, a andorinha. Criado por gaivotas após um ataque de ratos arrasar seu ninho, Manou se torna membro do bando e aprendendo ao longo do tempo os modos e tradições das gaivotas.

Produzido pela LUXX Film e distribuído no Brasil pela Paris Filmes, Voando Alto (Manou, the Swift) foi conferido pelo Ultimato do Bacon e nossa crítica pode ser lida aqui.

Com dublagem da Unidub, a animação estreia amanhã, 08 de agosto nos cinemas.

Apesar do retrato dócil e simpático da animação, as gaivotas são animais extremamente ferozes. Embora o pai adotivo de Manou, o Capitão, alerte no longa para que as gaivotas se mantenham longe do mercado de Nice, na vida real essas aves são verdadeiros predadores, focados em buscar comida.

Nessa busca, não se intimidam com outros animais como ratos, outros pássaros e até seres-humanos, levando comida de cestos, prateleiras, mesas, pratos e mãos de pessoas.

Historicamente, é famoso o incidente em Sidney, Australia em 1963, onde a grande população de gaivotas impossibilitou pousos e decolagens do Mascot Airport. Recentemente, em 2018, um pouso da Ryanair acabou atingindo um bando de gaivota no Aeroporto El Prat de Barcelona.

Além disso, os hábitos alimentares das gaivotas incluem filhotes de outros ninhos – de outras gaivotas do bando e até mesmo, seus próprios filhotes.

Felizmente, tais detalhes assustadores não são retratados na animação, que passa longe da caracterização real tanto das gaivotas quanto das andorinhas.

 

Voando Alto

Sinopse: Manou cresce acreditando que ele é uma gaivota como seus pais. Ele se esforça para nadar, pescar e voar como eles, mas não parece muito talentoso. Para o seu grande choque, ele descobre que foi adotado como um filho de uma prole considerada amaldiçoada – as andorinhas. Sua família ainda está ao lado dele, alegando que ele é um pássaro como eles. Especialmente seu irmão gaivota, Luc, o admira. Uma noite, Manou não guarda os ovos da comunidade e os entrega aos ratos. As gaivotas estão indignadas e Manou é expulso de casa. Totalmente desapontado, ele sai de casa e tropeça em Percival, uma ave engraçada que não pode voar, mas acaba se tornando um essencial amigo. Manou descobre o jeito “andorinha de ser” com seus novos amigos Yusuf e Poncho, quando ele esbarra em Kalifa, uma deslumbrante andorinha. De repente, ele é surpreendido por uma paquera, que está acima de todos seus outros problemas. São muitos os obstáculos, como ratos que sequestram ovos e uma grande tempestade que ameaça as gaivotas. Manou está empenhado em salvar os dois – corajoso como uma gaivota e inventivo como uma andorinha.

 

 
 
 

 

Trailer

 

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon