Nós já falamos aqui sobre uma das novas febres da quarentena, e agora nós vamos te dizer por onde começar com os Board Games!

Rolar dados e mover peças são movimentos bem conhecidos pelos brasileiros desde a década de 1970. Mas se você anda buscando algo novo é compreensível que se sinta perdido, são tantos jogos novos, com mecânicas, temas e estilos artísticos diferentes, que não seria estranho sair da loja com um nó na cabeça.

Por isso pensei em uma forma de ajuda-los nessa empreitada, o famoso “se gosta de X, então pegue Y”, exatamente como fazemos com jogos de vídeo game. A ideia é oferecer algo que tenha uma jogabilidade ou tema próximo de um jogo clássico. É fato que nem todo mundo que gosta de Castlevania: Symphony of The Night vai gostar de Hollow Knight, mas os diversos pontos em comum justificam a indicação.

Alguns clássicos podem ter mais de uma indicação, espero animar sua quarentena e quem sabe te preparar para a volta das festinhas! Você pode adquirir esses jogos clicando na imagem.

.

Vamos lá aprender por onde começar com Board Games:

.

Banco Imobiliário -> Camel Up

.

Claro que esse precisava ser o nosso primeiro clássico com indicação, o queridinho das prateleiras de lojas de brinquedos, hoje é encontrado até mesmo em mercados. A soma de mecânicas fáceis e sorte aqui também ajuda a tornar o jogo equilibrado para se jogar com todas as gerações da família. Felizmente tudo isso pode ser dito também de “Camel Up”.

Por onde começar com Board Games? 1

Em “Camel Up” até 8 jogadores apostam em uma corrida de camelos ao redor de uma pirâmide. Quanto mais cedo você aposta, mais pode ganhar, porém, a movimentação dos camelos é muito maluca, algumas vezes eles podem até ficar empilhados! É um jogo perfeito para um domingo em família.

.

WAR -> Rising Sun

.

Esse aqui também marcou presença na infância de muitos. Cada jogador tinha um exército de uma cor, o jogo é feito em um mapa onde cada um tem seu objetivo que pode ser relacionado a dominação de lugar específicos, quantidade ou a eliminação de certos concorrentes. Porém, os exércitos em si são iguais, assim como no mapa, todos os territórios são iguais. Pensando em uma camada extra de jogabilidade a minha indicação para quem ama WAR é “Rising Sun”.

Por onde começar com Board Games? 2

Imagina um WAR com ambientação oriental, um mapa recheado de informações e referencias. Não só o mapa tem suas peculiaridades que interferem no jogo, mas cada exército tem seus próprios “poderes” e “habilidades”, tornando-os únicos. E por falar em exércitos únicos, eles não são bolinhas coloridas, mas sim lindas miniaturas, que por si só tornam o jogo belo. Somam-se ainda ao jogo algumas miniaturas de “Onis”, que são como chefões poderosos que você pode recrutar e usar contra seus inimigos. Rising Sun é um dos jogos mais conceituados do mercado e apesar de uma certa densidade nas regras, um jogador de WAR conseguirá se ambientar rapidamente.

Por onde começar com Board Games? 3

.

Detetive (Scotland Yard) -> Mysterium

.

Sim, foi o Coronel Mostarda, na sala com um castiçal. Se você não entendeu essa referência é bem provável que você tenha nascido após os anos 2000. Esse é um jogo que nunca foi simples, seja na sua versão com cartas ou livretos de investigação de casos, a ideia de ser “Sherlock Holmes” por um dia sempre agradou as crianças. Mas imagine só investigar um assassinato com a ajuda especial da vítima! Pode parecer loucura, mas essa é a premissa de “Mysterium”.

Aqui a primeira diferença que deve ser lembrada é que esse é um jogo cooperativo, o que pode ser muito legal também, pode até mesmo ajudar a ter uma jogatina mais leve, removendo a competitividade do ambiente. Nesse jogo, uma pessoa assume o papel de um fantasma que vive em uma mansão, enquanto os demais jogadores são um grupo de médiuns convidados pelo proprietário. O convite era para resolver o mistério do lugar e trazer a paz a seus moradores, enquanto qualquer pessoa que permanece no castelo vê sonhos estranhos.

Por onde começar com Board Games? 4

Dizem que o fantasma é a alma do residente anterior da mansão, que foi injustamente executado por um crime que não cometeu, mais de 100 anos atrás. Hoje através de sinais misteriosos, ele tenta dizer às pessoas a verdade sobre o que realmente aconteceu, assim ele poderia descansar em paz para sempre. Os jogadores têm 7 dias e 7 noites para alcançar seu objetivo. Se tiverem sucesso a tempo, eles ganham o jogo, se não tiverem…

Através de cartas com desenhos lindos e surreais, o fantasma ajuda os médiuns a entender as pistas, uma coisa muito importante, O FANTASMA NÃO FALA, as dicas se dão apenas através das cartas.

.

Perfil (Master e outros jogos de pergunta) -> Las Vegas Quiz

.

Esse deu um certo trabalho, jogos de pergunta tem um padrão muito claro, colocar mecânicas inovadoras e atualizar esse estilo é algo complexo, porém, encontrei um jogo que se encaixa perfeitamente na ideia de jogo de tabuleiro moderno. Um dos problemas “de design” que temos nos jogos de pergunta é: como equilibrar o jogo para todas as idades?

Afinal, pais e avós em teoria conhecem mais personalidades e locais importantes do que as crianças e quando saí uma carta de “ano”? Aí fica quase impossível.

las vegas é uma boa pedida quando se pensa em onde começar com board games

Mas o jogo que vou indicar está pronto para equilibrar as coisas, “Las Vegas Quiz” é um jogo de apostas e perguntas. Cada jogador escreve em uma “plaquinha” o seu palpite para perguntas como “quantas pessoas são picadas por cobra em um ano no Brasil? ”. Depois disso, cada jogador pode apostar em qual resposta chegou mais perto do valor correto, assim sendo, mesmo que você não seja uma pessoa com grandes habilidades de dedução, você pode simplesmente apostar em quem costuma acertar mais! Além disso, você descobre milhões de informações uteis (ou não) que podem animar qualquer conversa de bar.

.

Imagem & Ação -> Imagine/Dixit

.

E o que dizer do queridinho das festas de final de ano? O número de pessoas que já me falaram “eu jogo com meus filhos esperando dar a hora da ceia” é realmente notável. Esse é um jogo conhecido como “party”, ou seja, um jogo de festa onde a ideia é realmente se divertir e dar risada.

Para esse caso em especial teremos 2 indicações. O primeiro é o “Imagine”, um jogo onde você tem diversas cartas transparentes com figuras, todo turno você recebe uma carta com diversas palavras. Utilizando as cartas transparentes você deve montar algo que faça as pessoas entenderem a palavra, claro, as pessoas não sabem qual é a palavra.

Por onde começar com Board Games? 5

A segunda dica é o jogo moderno mais vendido, “Dixit”. Cada jogador recebe cartas, todas nonsense e LINDAS e em cada rodada, um jogador dá uma dica, que pode ser qualquer coisa, um som, uma música, uma palavra…

Cada jogador te entrega uma carta e você une a elas uma das suas, elas são embaralhadas e reveladas, depois todos votam para tentar descobrir qual é a carta da pessoa que DEU a dica, mas atenção, quanto mais pessoas acertam, menos pontos você ganha, ou seja, você tem que dar uma dica clara, mas nem tanto.

Por onde começar com Board Games? 6

E aí? Se empolgou para jogar? Hora de rolar dados e dar risadas, muito obrigado pela leitura e um abraço virtual!

Quer debater sobre quadrinhos, livros, filmes e muito mais? Venha conhecer nosso grupo no Whatsapp clicando aqui!!! 


Créditos:
Texto: Evandro Parreira – @nerd.resenheiro
Imagens: Reprodução
Edição: João Maia

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB! 


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: