O Homem Aranha de Dan Slott não ficou longe de polêmicas por muito tempo. Dan Slott foi um dos autores que mais tempo ficou no título do Homem-Aranha. Durante seu run, que durou de 2011 até 2018, o autor tomou decisões que nem sempre agradaram os fãs mas que – de maneira geral – mostraram que ele estava comprometido em tentar trazer novas ideias que tirassem o Cabeça de Teia da mesmice e realmente modificassem o Universo do herói.

Vamos falar sobre o Homem Aranha de Dan Slott

Dan Slott assumiu o Homem-Aranha em “Homem-Aranha” #125 da Panini Comics (The Amazing Spiderman #648) e terminou em “O Espetacular Homem-Aranha” #29 (3ª série) também da Panini Comics. Quem quiser ler toda a fase do autor deve preparar o bolso para adquirir:

1- “Homem-Aranha” #125 – #143

2- “Homem-Aranha Superior” #1 – #18

3- “O Espetacular Homem-Aranha” (2ª série) #1 – #13

4- “O Espetacular Homem-Aranha” (3ª série) #1 – #29

E isso sem contar especiais como “Homem-Aranha Renove Seus Votos” (a minissérie original) e Corporação Venom (Venom Inc.).. 

O Homem Aranha de Dan Slott 1

Homem-Aranha Superior foi a grande polêmica da fase de Dan Slott

Podemos dizer que o autor entregava um run bem morno e pouco memorável até a decisão polêmica de “matar” Peter Parker e trazer Otto Octavius para assumir o papel de Amigão da Vizinhança. A decisão desagradou muito gente e gerou uma chuva de críticas que afastaram muitos leitores.

Apesar da ideia pouco atrativa e “absurda” de Slott, quem leu a fase com o “coração aberto” se surpreendeu porque o autor conseguiu entregar histórias interessantes mesmo que a premissa fosse ruim. As indústrias Parker surgem nessa fase e começam a mostrar que o herói não precisaria ter sempre uma vida financeiramente sofrida. A dinâmica de poder e responsabilidade de Otto, bem como suas prioridades, escancaram ainda mais o heroísmo de Peter. A tristeza de ver o Aranha original partir em “Homem-Aranha” #143 vira curiosidade para quem acompanhou a fase Superior e, obviamente, ansiedade para ver o herói voltar (você sabia que ele ia voltar certo?).

A fase Superior de Dan Slott trouxe um Homem-Aranha militarizado que estava extremamente preocupado em ser o melhor heróis de todos: capangas, aranhas-robo que vigiavam a cidade e até uma ilha para prender vilões faziam parte do arsenal do Herói – que ficou mais violento e impiedoso.

O Homem Aranha de Dan Slott 2

Peter Parker retorna em “O Espetacular Homem-Aranha” (2ª série) #1 de Dan Slott

O retorno de Peter é surpreendente e não deixa de ser uma espécie de redenção para Otto – confesso que nunca mais vi o vilão da mesma forma depois disso. E é nessa fase que o run de Dan Slott alcança o ápice. Peter retorna para uma vida completamente bagunçada: namorada nova, dono de empresa, relacionamento com Tia May e Mary Jane (que não era sua namorada) abalado.. Otto pode ter melhorado a vida profissional de Peter mas suas ações mais violentas geraram uma imagem diferente do herói e deixaram seus vilões ainda mais perigosos. 

No meio de toda essa confusão, Slott entrega a sua melhor saga no seu run: Aranhaverso. A saga, que até serviu de base para a bem sucedida animação homônima (saiba mais clicando aqui), reúne homens-aranha de diversos multiversos diferentes para enfrentar a família do vilão Morlun (que estreou em “Homem-Aranha” #7 da Panini) que se alimenta dos heróis. A saga é extremamente divertida e tem um link bem pensado com a fase Superior. Saga que eu recomendo mesmo para os que não são fãs do trabalho do roteirista – a leveza e as versões criadas pelo autor são muito legais (e inclusive geram uma continuação chamada “AranhaGedom” que também recomendo).

O Homem Aranha de Dan Slott 3

O tom aventuresco de “Aranhaverso” de Dan Slott é ideal para uma história de Multiverso do Aranha!

Então entramos na última fase do herói pelas mãos de Slott. As indústrias Parker alcançam o sucesso e se tornam uma empresa gigantesca e global!  O Homem-Aranha de Peter começa a contar com diversos “gadgets” interessantes e temos até um Aranha-Móvel na parada! A fase é ainda mais leve do que a anterior e Peter parece realizado por estar levando sua responsabilidade para o planeta inteiro. Mas é óbvio que isso não poderia durar para sempre…

O Homem Aranha de Dan Slott 4

O Multifuncional veículo do Homem-Aranha é uma atração na fase de Dan Slott

Por mais que a última fase de Slott na revista do Homem-Aranha tenha um tom ainda mais leve e aventuresco, o roteirista sabe deixar a revista emocionante e – se você prestar atenção – é fácil ver os sinais de que o enrolado Peter Parker não ia conseguir fazer tudo isso durar muito. Afinal não foi a organização do herói que construiu as Indústrias Parker e sim Otto Octavius na fase Superior. Se a volta de Otto é um dos pontos altos dessa última parte da saga de Slott, o ponto baixo fica por conta da péssima ideia do autor de fazer uma nova saga do clone..

“A Conspiração do Clone” pode não ser a pior ideia de Slott mas é, sem dúvida, a mais mal executada. A saga é um remake da “Saga do Clone” da década de 90 e ainda presta o desserviço de descaracterizar alguns personagens importantes da história original (saiba mais clicando aqui). O novo Chacal e a empresa Mais VC até são bem executados mas as decisões do roteirista irritam demais os fãs da saga original – leia preparado.

O Homem Aranha de Dan Slott 5

A volta de Peter Parker é um dos grandes momentos da fase de Dan Slott

Entre erros e acertos, podemos dizer que a fase de Dan Slott é positiva. Sua ousadia colocou o herói em situações inimagináveis e – apesar das inúmeras diferenças que Slott cria – mostrou que independente da situação Peter sempre sabe o que um herói deve fazer. A leveza da fase é quase constante (o quase fica por conta da “morte” de Peter) e faz com que fiquemos ansiosos para a próxima edição – mesmo que não concordemos com as decisões do autor.

Eventualmente os heróis precisam sair da mesmice. Slott propiciou isso para o Homem-Aranha de uma forma muito melhor do que outras tentativas da Marvel – como a “Um Novo Dia” que veio após o famigerado pacto com Mefisto. Parabéns para Slott, que errou muito sim mas mostrou coragem e vontade de fazer diferente!

Não recomendo essa fase para novos leitores e sim para leitores antigos do personagem que querem ver histórias diferentes que saibam respeitar a essência do Amigão da Vizinhança!

Fique ligado no Ultimato do Bacon para mais sobre HQ´s!

 

Créditos:

Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: João Maia
Texto publicado originalmente em 03 de março de 2020. Atualizado em 22 de maio de 2020.

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!