Imagine abrir seu smatphone ou tablet e ler uma HQ viva. Como seria isso? As páginas não surgem de maneira estática com todos os quadros e textos na tela. As imagens vão aparecendo em camadas, assim como os textos, em uma ordem criativa e dinâmica, com sons e trilha sonora escolhidos pelos autores de acordo com a emoção que a obra deve passar em cada momento da história.

As imagens se movem conforme a interação do leitor e, em determinadas cenas, temos um desenho 3D ou um panorama em 360º da arte criada especificamente para esse formato. O nome da plataforma em que a mágica acontece? Motion Book.

A forma mais fácil de entender como são os quadros em 3D é pensar naquele recurso do Facebook que transforma uma foto 2D em 3D. A diferença é que, no caso do Motion Book, temos uma arte pensada e específica para esse propósito.

Já os quadros em 360º lembram os panoramas hoje muito utilizados para acessarmos digitalmente estabelecimentos por dentro no Google Maps ou em museus e exposições artísticas. No Motion Book, porém, você dá voltas inteiras no ambiente criado pelo artista.

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos

.

Motion Book – A experiência

.

Tive acesso ao Motion Book intitulado Captain Stone is missing, primeiro volume das histórias do Capitão Stone (confira aqui a review completa), publicado no Brasil em formato impresso pela Mythos em 2018. Mas é necessário esclarecer que a experiência em Motion Book é única. Se melhor ou pior, cabe ao leitor decidir.

A obra em questão é do conhecido artista Liam Sharp – ao lado de sua esposa, Christina McCormack –, hoje também a frente dos desenhos publicados pela Panini na série do Lanterna Verde roteirizada por Grant Morrison. Pela plataforma, Captain Stone is missing é dividido em 10 episódios e uma breve abertura com o título Confidential. As duas primeiras têm acesso gratuito, já cada uma das restantes sai por R$ 7,99.

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos 1

.

Na abertura, somos apresentados a figura do Capitão Stone por meio de revistas daquele universo, como a Playboy e a Time Playbunny e a Tome, e o quadrinho Capitão Stone: a tirania das mulheres formiga! (Capt. Stone: The tiranny of de ant women!).

É nessa fase que tive o primeiro contato com o formato, escutando uma música tensa ao estilo de filmes de super-heróis e os barulhinhos do folhear das publicações fictícias.

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos

.

Mas foi no primeiro episódio (Episode 1: Chess) que comecei a ter uma real noção do que é o Motion Book e onde essa experiência pode chegar. A trilha sonora e os sons vão ajudando a moldar os cenários.

A apresentação da primeira personagem, com a figura dela ainda criança em cores claras e uma música lúdica, foram trazendo uma sensação de infância e inocência. Conforme ela falava – em balões – de seu gosto pelo xadrez, as peças e o tabuleiro do jogo foram aparecendo de forma delicada e criativa pela tela.

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos

.

O clima agradável só foi quebrado pelo susto que levei com a aparição repentina de uma águia, seu grito e o início de uma trilha tensa. Esse novo contexto em cores mais amareladas deu o tom enquanto descobri o estranho e feroz gosto da personagem pela caça.

Pouco depois, quando fui apresentado a um playboy europeu rico, um jazz meio safado me remeteu aos cassinos e ambientes mais elitizados. E por aí vamos adentrando de uma forma realmente profunda na história, misturando interação, leitura, visão e audição. Vou parar por aqui, pois contar mais do que isso é spoiler.

.

Como acessar um Motion Book?

.

Motion Book - Conheça a Nova e Inovadora Forma de Ler Quadrinhos

.

A plataforma Motion Book é acessada pelo aplicativo Madefire, criado por uma empresa de mídia e tecnologia de mesmo nome. A Madefire foi fundada em 2011 pelos empresários Ben Wolstenholme e Eugene Walden, além do artista… adivinha? Liam Sharp, ele mesmo.

No aplicativo, é possível acessar inúmeras publicações digitais no formato padrão, inclusive da Marvel e da DC. Uma parte delas está disponível gratuitamente, como o G.I. Joe: Classics #1, que consegui ler na íntegra. Mas a cereja do bolo realmente são os Motion Books.

Já com o app instalado e aberto, basta clicar no menu à esquerda e no botão Motion Books para ter acesso a inúmeras opções para se divertir. Navegar por um Motion Book é realmente incrível, mas a única forma de entender 100% do que estou falando é acessar uma publicação na plataforma. Infelizmente, tanto o aplicativo quanto os Motion Books ainda estão totalmente em inglês.

 

Quer debater sobre quadrinhos, livros, filmes e muito mais? Venha conhecer nosso grupo no Whatsapp clicando aqui!!!


Créditos:
Texto: David Horeglad – @hq_ano1
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB! 


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: