Ultimato do Bacon

Fell de Warren Ellis e Ben Templesmith (2005-2008) – Baú de HQs

Em 7 de Dez de 2023 3 minutos de leitura

Conheça um dos melhores quadrinhos de investigação e suspense que você pode ler hoje: Fell de Warren Ellis e Bem Templesmith

Se você gosta de histórias policiais e de terror, Fell de Warren Ellis e Ben Templesmith é uma ótima opção. Além de o clima notívago e de suspense dos quadrinhos noir, a HQ traz alguma influência de séries de investigação forense mais modernas, como CSI.

Fell saiu originalmente entre 2005 e 2008 pela Image Comics, com nove volumes espaçados. No Brasil, os oito primeiros foram publicados no mesmo ano em um único encadernado, pela editora Landscape e, em 2015, pela Mythos, com a adição do nono capítulo, ambos com o nome Fell Volume 1: Cidade Brutal.

Qual a trama de Fell de Warren Ellis e Ben Templesmith

Assim como Sin City e Gotham em seus títulos, a cidade criada por Ellis, Snowtown, tem papel importante. É para lá que o protagonista, detetive de homicídios Richard Fell, é transferido como punição por algo que permanece um mistério durante toda a leitura.

Snowtown é decadente, violenta e misteriosa, onde Fell investiga os mais diversos crimes

A ponte que liga Snowtown à antiga casa de Fell é lugar proibido. A única delegacia da cidade é a da Rua Lua, onde ele recebe total liberdade de trabalho do tenente Beard, aparentemente alheio aos casos e viciado em remédios. Segundo ele, o posto policial só tem três detetives e meio, já que um não tem as pernas. Ah, não há laboratório de DNA e o legista parece mais preocupado com o almoço do que com os cadáveres na mesa. Esse é o perfil das autoridades locais.

A população parece anestesiada com a violência e as mortes recorrentes na região. E é aí que Fell se destaca. Sempre que vê um caso de abuso ou homicídio, ele vai investigar, o que aparentemente ninguém fazia antes. O detetive, que parece uma versão moderna e sombria do Tintim, é pensativo e determinado – um quê de Sherlock Holmes –.

Cada história tem 16 páginas e se fecha com um crime normalmente elucidado por Fell. Invariavelmente hediondo, escancarando a decadência de Snowtown. É o assassinato de um alcoólatra que consumia suas bebidas por enemas, o ladrão de fetos, os cadáveres flutuadores nas docas e por aí vai… e Fell investigando.

Fell não é do tipo que evita a ação, principalmente quando ninguém está olhando

Existem tramas que perpassam os capítulos, como o relacionamento de Fell com a dona do Idiot’s Bar, Mayko, de ascendência vietnamita. É por meio dela que conhecemos um pouco do lado mágico da cidade, como o símbolo pichado na casa dos moradores para que a violência de Snowtown “não vá atrás de você”. Há também uma freira macabra, sempre usando a máscara do presidente Nixon e cruzando o caminho do protagonista.

Apesar de Fell ser um quadrinho de investigação policial, existe a sensação de que há algo sobrenatural ali, principalmente pela arte notívaga e onírica de Templesmith, envolta de uma neblina ao estilo Silent Hill.

Vale a pena ler?

Fell é o tipo de quadrinho em que a combinação do roteiro com a arte é perfeita. As histórias curtas de Ellis apresentam casos inteligentes de investigação e o clima dos desenhos de Templesmith aumenta a sensação de suspense, mistério e horror. Os diálogos são objetivos.

A arte de Templesmith, além de característica, dá ares de horror à obra

O protagonista, aquele típico detetive noir com boa vontade, sem deixar de quebrar protocolos quando necessário, é carismático e tem suas particularidades. A mais curiosa, talvez, seja a câmera digital barata que o acompanha, registrando também a época do quadrinho. Nos anos 2000, não se usava mais câmeras analógicas, porém, ainda não tínhamos os potentes smartphones de hoje.

Os personagens da HQ são interessantes, a cidade bem construída e o padrão dos pequenos roteiros funciona. Fica a abertura para sequências e, talvez, conclusões mais definitivas, como o relacionamento entre Fell e Mayko, a explicação do que levou o detetive à Snowtown e a verdade sobre a freira macabra.

Ellis chegou a indicar, em declarações, que a ideia seria a publicação de mais sete volumes. Em 2021, Templesmith informou que a dupla estava se preparando para continuar a série, mas, uma semana depois, a Image Comics anunciou que não seguiria com a publicação, por questões relativas a denúncias de assédio contra Ellis. Fell Volume 1: Cidade Brutal, no entanto, garante bons momentos de leitura, independentemente de termos novos capítulos ou não.

Gostou do texto? Leia outras matérias do David Horeglad (HQ Ano 1) para o UB!

SONHONAUTA (2022) – O ULTIMATO

TOMB RAIDER: SAGA DA MÁSCARA DA MEDUSA (1999) – BAÚ DE HQs

SIN CITY: O DIFÍCIL ADEUS (1991-1992) – BAÚ DE HQs

Compre Fell de Warren Ellis e Ben Templesmith Clicando na Capa Abaixo:


Créditos:
Texto: David Horeglad – @hq_ano1
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!

Ultimato do Bacon YouTube

 


 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Saiba mais sobre Batman/Fortnite (2021)

29 de Mai de 2021

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade