Ultimato do Bacon

Homem Aranha Noir Crepúsculo na Babilônia – O Ultimato

Em 6 de Jul de 2021 3 minutos de leitura

Depois de diversas loucuras através das dimensões, o Homem Aranha Noir está de volta para mais uma aventura solo em Crepúsculo na Babilônia. Quem acompanhou Aranhageddon pode estar se perguntando como, e a resposta está em Aranhaverso: Aranha Zero.

A Panini apesar de estar devendo o relançamento da série Noir como um todo, está publicando aqui a nova aventura do Homem Aranha Noir em um encadernado capa dura com as cinco edições da nova série. Confira também nosso Baú de HQs sobre a primeira edição.

Qual é a trama de Homem Aranha Noir Crepúsculo na Babilônia

Os anos passaram no mundo Noir, o ano agora é 1939 e a guerra está mais próxima do que nunca. Seis anos se passaram desde seu retorno, e Peter Parker agora trabalha como investigador particular, afinal, ser o Homem Aranha não o colocava em apuros o bastante. Quando o bar da Gata Negra é atacado e uma garçonete morta, o amigão da vizinhança encontra um mistério que ele definitivamente não esperava.

O amigão da vizinhança entra em ação

Investigando uma misteriosa pedra de cigarra encontrada com a garçonete, Peter acaba atraindo misteriosas atenções. Suas buscas o levam diretamente até uma bizantinologista, a Dra. Huma, responsável pela exposição do Met da qual a pedra fazia parte. A Dra. então convida o Peter para que ele assuma o caso e a acompanhe numa viagem até a Alemanha para juntar as peças remanescentes desse quebra cabeça.

Daí em diante, Peter assume basicamente o papel de um Indiana Jones, viajando pelo mundo, coletando evidencias e sendo perseguido pelos nazistas e pela versão deste mundo do Electro, além de encontrar diversos aliados como a presença ilustre do Tony Stark!

A comparação com Indiana Jones não é mera coincidência, Peter mergulha fundo na questão das tumbas e nazistas. Além disso, diversas outras histórias são incluídas e recebem um novo twist no mundo noir da Marvel. Temos uma menção a Wakanda, as Dora Milaje e o cristal M’Kraan. Além disso, há a lendária Babilônia que serve de título para o encadernado.

Peter da a volta ao mundo em Crepúsculo na BabilôniaCrepúsculo na Babilônia mostra o Aranha em uma viagem pelo globo

Nosso Aranha Jones e sua confusão com os nazistas e sua busca por artefatos místicos são apenas um pouco mais doidas que as de Indy, considerando que no fim das contas é do Universo Marvel que estamos falando, um lugar de magia e deuses antigos. E aparentemente, não importa o universo, a “sorte dos Parker” parece ser uma constante.

Banner Suenero UB

Vale a pena ler Homem Aranha Noir Crepúsculo na Babilônia

Nós já falamos aqui de outras aventuras do Aranha Noir, e como a atmosfera caótica e pesada dos anos 30 tornam está uma das versões mais sombrias (trocadilho intencional) do nosso amigão da vizinhança. Há crime, há cenas pesadas, há um debate social intenso. Mas aparentemente a morte deixa isso tudo mais leve.

A arte de Juan Ferreyra deixa o tom dessa HQ muito mais próxima do Noir, bem menos colorida que as demais. Por outro lado, o roteiro aventuresco de Margaret Stohl aproxima muito mais essa aventura do Peter que conhecemos do universo 616. O Peter Noir também tem seus momentos de alivio, com algumas piadas, porém mais ácidas e ríspidas que as de sua contraparte 616.

Ainda que comece com um assassinato, rapidamente abandonamos as sarjetas e os becos de Nova York por um mundo caminhando para os primeiros dias da segunda Guerra Mundial. O trabalho de repórter de Peter substituído pelo de um detetive particular (não que ele seja particularmente bom nisso). Mas a investigação é apenas parte disso tudo, com a aventura tomando grande parte dos holofotes.

Ainda que de certa forma seja um salto de tom dos primeiros volumes, vale lembrar que o gênero Noir engloba diversos subgêneros, o que mantem valida a temática, mas pode ser um baque para quem esperava mais do tom “brutal” dos primeiros volumes. Ainda assim, esta aventura merece ser conferida, principalmente por colocar novamente o Aranha em uma situação com a qual não estamos acostumados, além de expandir um pouco mais a terra Noir. Esperemos que a Marvel não esqueça dessa dimensão tão cedo novamente.

Avaliação: Bom!

Quer debater sobre quadrinhos, livros, filmes e muito mais? Venha conhecer nosso grupo no Whatsapp clicando aqui!!!


Créditos:
Texto e Edição: João Maia
Imagens: Reprodução
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade