Ultimato do Bacon

Contos de Terror do Cazador: Regresso ao Arkham – O Ultimato

Em 18 de Mai de 2021 5 minutos de leitura
Contos de Terror do Cazador Regresso ao Arkham O Ultimato (1)

Se o Cazador é um sujeito insuportável ao nível que nem o Demônio o quer por perto (entenda em Cazador Sagas Vol 1: Viagens Inesperadas), o destino não poderia ser mais oportuno ao colocá-lo como responsável por três crianças muito pentelhas. Aliás, pentelhas é pouco. São tão insuportáveis que não pensamos duas vezes em tomar as dores do esdrúxulo anti-herói.

Todos estão acampando no cemitério próximo à igreja abandonada em que Cazador vive – pois é – quando o herói da cruz invertida apresenta diversos contos de terror para assustar as crianças. Essa foi a deixa para Jorge Lucas e Claudio Ramírez – criadores do personagem – compilarem dez de suas principais histórias do gênero. A maioria de poucas páginas e publicadas em diversas épocas.

Justamente por isso, temos desde contos incrivelmente cômicos – no melhor estilo Cazador de ser – até páginas escuras e macabras que nos dão aquela sensação de frio na espinha.

Contos de Terror do Cazador Regresso ao Arkham O Ultimato (1)Cazador leva três crianças ao cemitério para acampar e contar histórias de terror

É possível ver que Lucas e Ramírez são fãs de terror, seja por meio de obras clássicas da literatura, do cinema do início do século XX, ou mesmo da cultura pop.

Essas influências se fazem presentes da releitura em quadrinhos de obras de H.P. Lovecraft e Henry Kuttner, da utilização das feições dos atores Bela Lugosi e Peter Cushing em alguns personagens, até referências diretas ou indiretas a filmes como Cemitério Maldito (1989) e O Massacre da Serra Elétrica (1974).

O título “Regresso à Arkham” aponta que ali estão as origens dos autores e desenhistas. Foi em uma fanzine no final dos anos 1980 chamada Arkham – uma referência à cidade dos livros de H.P. Lovecraft e não ao asilo de Gotham – que Lucas e Ramírez lançaram seus primeiros quadrinhos de terror, além de ser a aparição inaugural do Cazador.

Quais os contos de terror do Cazador?

O primeiro conto aparece na sugestiva página 13: O asilo sinistro.  Nele, vemos o Sr. Lee investigando estranhas pesquisas do Dr. Evil Von Orenstein, que está usando partes de cadáveres em suas experiências. Mal sabe o Sr. Lee o que pode acontecer durante a visita.

Em Hebert West: reanimador da escuridão, uma adaptação de H.P. Lovecraft. O protagonista, expulso da faculdade de medicina por usar cobaias humanas em testes para trazer animais de volta a vida, precisa encontrar outro local para seguir seus estudos.

Uma aliança macabra reconta os últimos dias de Hitler de uma forma esdrúxula, envolvendo muita orgia e a criação de uma “arma de guerra” pelas mãos de um descendente do Dr. Frankenstein. Mas é a seguir que conhecemos um dos contos com as ilustrações mais bonitas.

A fortaleza escura, por Jorge Lucas, traz um garoto que via de sua casa estranhos relâmpagos nas vésperas de Natal, entre meia-noite e três da madrugada. Apesar de ser proibido pelos pais de ir ao local, acompanhamos a noite em que ele decide descobrir o que são as tais luzes. Em um passeio lúgubre e misterioso, chegamos a um dos pontos altos da publicação.

Contos de Terror do Cazador Regresso ao Arkham O Ultimato (1)O conto “A fortaleza escura” tem na arte um dos pontos altos da HQ

Hunter: ele veio das estrelas é uma amostra de terror sci-fi muito interessante para quem gosta do Cazita, pois é estrelada por Hunter que, na verdade, foi a primeira versão do Cazador, ainda quando Jorge Lucas buscava uma aparência mais convencional para o herói. O curto enredo envolvendo extraterrestres serve de crítica ao típico comportamento neurótico norte-americano de atirar primeiro e pensar depois.

E, de repente, chegamos à cereja do bolo: Cadáveres e churrasco. Cazador acaba entrando em uma nova churrascaria do bairro e é servido por ninguém menos que Leatherface – da série de filmes O Massacre da Serra Elétrica –. O que ninguém sabia é que a carne era humana e isso acabou reavivando um vício em canibalismo no Cazador – acredite se quiser, esse é o Cazita –.

A história vai se desdobrando de maneira muito engraçada, unindo humor, terror, Cazador e um pouco da cultura argentina. O anti-herói não tira a camisa de futebol do Racing e a ideia de juntar as famosas churrascarias do país com a família mais depravada do Texas e dos filmes slashers é simplesmente incrível – não me julgue –.

Contos de Terror do Cazador Regresso ao Arkham O Ultimato (1)Cazador e Leatherface: sem dúvida, um dos maiores confrontos da história dos quadrinhos

Em Os ratos do cemitério, um conto de Henry Kuttner, voltamos ao terror tradicional com o velho Masson, zelador do cemitério da cidade de Salem, ao investigar túneis subterrâneos feitos por uma infestação de ratos. Posso dizer que essa história chega a causar bastante claustrofobia. Vida Noturna é sobre um homem que mata e rouba um velho e não sabia que seria imediatamente perseguido por seres esquisitos que surgem de todos os cantos.

O cão de caça é uma adaptação de H.P. Lovecraft feita por Jorge Lucas onde St. John e um amigo divertem-se de forma macabra roubando túmulos. Certa vez, em um cemitério holandês, roubam um amuleto de jade em uma sepultura ao uivar de um cão. Algo nada agradável acompanha os dois de volta para casa.

O último conto chama-se A raça maldita. Nele, Sr. Cushing investiga uma fortaleza cheia de mistérios abandonada há mais de dois séculos. Me limitarei a dizer isso sobre este conto, pois ele traz informações cruciais para a história do Cazador e você provavelmente irá gostar da surpresa.

Contos de Terror do Cazador Regresso ao Arkham O Ultimato (1)Hebert West em um de seus experimentos para trazer mortos de volta à vida

Vale a pena ler Contos de Terror do Cazador?

Em Contos de Terror do Cazador: Regresso ao Arkham temos de tudo um pouco. Referências ao cinema clássico e popular, às histórias em quadrinhos de super-heróis, à cultura argentina, momentos cômicos e outros assustadores. Os traços também variam muito. Até porque, além de produzidos por dois artistas diferentes, fazem parte de contextos e épocas distintas.

Por conta disso, a publicação as vezes acaba parecendo uma colagem de histórias que tem pouca relação entre si senão o fato de serem de terror e dos mesmos autores. O próprio editor da versão brasileira, Rodrigo Viegas, afirma que temos em mãos “um verdadeiro Frankenstein de quadrinhos de terror e referências impagáveis.”

Mas a solução encontrada para justificar isso satisfaz. Apesar da estranheza, dependendo da forma que você olhar para a revista, ao invés de algo negativo, pode ser algo interessante, curioso. É bastante divertido imaginar o Cazador lendo essas histórias de terror e, entre elas, sofrer nas mãos dos três pestinhas.

Contos de Terror do Cazador: Regresso ao Arkham é algo diferente tanto para quem curte HQs de terror quanto para quem curte o Cazita, mesmo tendo muito de ambos. É perceptível que Jorge Lucas e Claudio Ramírez entendem, e muito, dos dois temas.

Se você chegou aqui por que curte quadrinhos de terror e mistério, confira a nova edição da Escafandro, O Crime de Lorde Arthur Savile, da UB Editora. Já no Catarse!

Gostou do texto? Leia outros Ultimatos do David Horeglad (HQ Ano 1) para o UB!

CAZADOR SAGAS VOL. 1: VIAGENS INESPERADAS – O ULTIMATO

TARTARUGAS NINJA: COLEÇÃO CLÁSSICA VOL. 1 – O ULTIMATO

ESTRANHAS AVENTURAS VOL. 1 – O ULTIMATO

Avaliação: Bom!

Compre Contos de Terror do Cazador: Regresso ao Arkham clicando na capa abaixo! 

Contos de Terror do Cazador Regresso ao Arkham O Ultimato (1)

Quer debater sobre quadrinhos, livros, filmes e muito mais? Venha conhecer nosso grupo no Whatsapp clicando aqui!!!


Créditos:
Texto: David Horeglad – @hq_ano1
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade