As melhores obras de Osamu Tezuka é uma lista com os melhores mangás deste autor que é simplesmente o melhor em sua arte

Osamu Tezuka foi a parte fundamental da revolução da indústria de mangás no Japão, começada por ele na década de 40. Mesmo tendo vida relativamente breve – Tezuka faleceu com apenas 60 anos – o mangaká deixou um legado fantástico, com obras geniais.

Hoje no Ultimato do Bacon vamos listar as melhores obras de Osamu Tezuka, o Deus do mangá na opinião desse simples mortal que vos escreve.

Vamos lá?

.

As melhores obras de Osamu Tezuka

Fênix

As melhores obras de Osamu Tezuka

No Museu Osamu Tezuka, em Takarazuka (cidade-natal do artista), existe uma estátua de uma Fênix. Não é a toa. Fênix segundo o próprio autor é a obra-prima de sua vida. A série é sobre a busca da imortalidade e passeia por pontos da filosofia e religião. Tudo isso, contado através do mito da fênix, que ao morrer, reencarna das cinzas.

Por ironia do destino (ou não?), Tezuka morreu antes de concluir a obra, que segue inédita aqui no Brasil.

.

Astro Boy

As melhores obras de Osamu Tezuka

A obra mais conhecida de Osamu Tezuka ganhou diversas adaptações em outras mídias como, por exemplo, um filme animado recente para os cinemas. Sua primeira animação foi a primeira série de anime regular exibida no Japão.

A história é sobre o personagem titular da série, um andróide com emoções humanas que foi criado por um cientista após a morte de seu filho, em uma sociedade em que robôs e humanos coexistem.

Dotado de poderes e habilidades superiores, Astro então começa a combater o mal. Entre 2003 e 2004, a editora Shogakukan publicou um mangá em três volumes, por Akira Himekawa, baseado no anime de 2003 e que chegou a ser lançado aqui no Brasil pela Editora Panini. O mangá clássico continua inédito no país.

.

Kimba, o leão branco

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 1

O rei dos leões é assassinado. O filho foge para sobreviver e volta anos depois para tomar seu reino de volta. Além disso, o ciclo da vida é abordado.

Parece O Rei Leão da Disney né? Mas é Kimba, o leão branco, obra de Tezuka dos anos 50. O Deus do mangá faz um shonen com animais, que consegue tratar das relações entre o homem e a natureza através da história do leão branco Kimba enquanto ele tenta reaver seu reino.

Em 1965, a animação de Kimba foi a primeira animação colorida da televisão japonesa. Seu mangá chegou aqui no Brasil em 3 volumes pela New Pop.

.

Buda

As melhores obras de Osamu Tezuka Buda

O budismo faz parte da cultura japonesa e asiática e em 1972 Tezuka cria uma adaptação em mangá da história de Buda.

Buda é uma obra que trata tanto da história de Gautama Buda, o fundador do budismo, contada de forma ficcional através dos olhos de Tezuka, quanto da Índia em que Buda viveu, com uma percepção aguçada do autor para os problemas sociais da época retratada.

Aqui no Brasil, o mangá foi publicado pela Conrad Editora.

.

A Princesa e o Cavaleiro

As melhores obras de Osamu Tezuka Princesa Cavaleiro

A história, lançada originalmente em oito capítulos a partir de 1953, tinha como o plano original criar um mangá que teria o mesmo nível de sucesso de Astroboy, mas voltado para meninas.

Na trama, vemos as desventuras da princesa Safiri, do Reino da Terra de Prata. Uma história leve e divertida, com pitadas de comédia e romance. O mangá acabou sendo tão popular que teve 3 outras serializações, um drama de rádio, peças, uma série de anime e vários remakes.

Além disso, A Princesa e o Cavaleiro consolidou um gênero que até os dias de hoje não parou mais de crescer: o shoujo. Aqui no Brasil, a editora JBC publicou a obra.

.

Recado à Adolf

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 2

Misturando os gêneros policial, espionagem e aventura, Osamu Tezuka conta a história de três personagens de nome Adolf. A história se passa em pontos cruciais da humanidade, como a ascensão do Partido Nazista e a Segunda Guerra Mundial.

Aqui no Brasil, recentemente a editora Pipoca e Nanquim publicou Recado à Adolf em 2 volumes.

Confira o Ultimato de Recado à Adolf aqui.

.

A Nova Ilha do Tesouro

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 3

Produzida na década de 40, A nova Ilha do Tesouro é o primeiro trabalho importante em mangá de Tezuka. Ganhou bastante destaque na época pelo nível de movimentação dos desenhos, além de marcas de expressão acentuadas e um ocidentalismo pouco visto até então.

Na trama, o garoto Pete encontra, no meio dos pertences de seu falecido pai, o que parece ser um mapa de uma ilha do tesouro. Animado, o garoto busca ajuda de um capitão amigo da família.

Contudo, um dos membros da tripulação é na verdade um pirata disfarçado que acaba ouvindo sobre o mapa. Logo, Pete e o capitão se veem cercados de perigos. Um roteiro infantil, porém bem escrito e divertido, que adapta de maneira magistral o clássico de Robert L. Stevenson, mostrando que Tezuka, mesmo no ínicio, já estava muito à frente de seu tempo.

.

Ayako

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 4

Ayako é uma trilogia escrita por Osamu Tezuka em que o Deus do Mangá conta a história do Japão no pós-guerra através da história da família Tenge.

Tezuka faz uma das maiores e melhores adaptações de um período histórico para os quadrinhos que eu já li, tocando em temas como luta de classes, machismo e corrupção, além de mostrar os reflexos da Guerra Fria e o poder da Yakuza.

Aqui no Brasil, a editora Veneta publicou Ayako em um volume único.

.

Black Jack

As melhores obras de Osamu Tezuka

Contando a história de um médico chamado Doutor Black Jack, Tezuka colocou todo o seu conhecimento acadêmico nessa obra. Apesar de nunca ter exercido a profissão, o mangaká era formado em medicina.

Na trama, o médico é sombrio e sem licença, porém tem uma habilidade cirúrgica especial. Na maioria das vezes evitado pela comunidade médica, Black Jack opera à margem da sociedade.

Como tal, ele é uma escolha popular para gangsters e outros vagabundos que não têm a quem recorrer. Black Jack frequentemente faz coisas que ninguém consegue, sendo conhecido por isso como “O cirurgião do impossivel”.

Transplantes de cérebro, transplantes de impressões digitais, operação às cegas e remoção de um verme parasita de seus próprios intestinos durante um ataque são apenas algumas das suas surpreendentes realizações médicas. Infelizmente a obra segue inédita no Brasil.

.

Dororo

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 5

Criada no final dos anos 60, Dororo é uma obra de samurai de Tezuka. Envolvendo aventura, fantasia e uma pitada de terror sobrenatural, a obra é ambientada no Japão feudal.

Na história, conhecemos Daigo Kagemitsu, vassalo de um general samurai que oferece a 48 demônios, 48 partes do corpo de seu filho que ainda vai nascer em troca do domínio sobre o país.

O bebê nasce frágil e sem partes importantes de sua anatomia, sendo logo atirado num rio. Resgatado por um curandeiro que lhe faz próteses e salva sua vida, o menino cresce sob o nome de Hyakkimaru e, mais tarde, descobre a sua maldição: cada demônio que ele matar, trará de volta uma parte de seu corpo.

Assim, ele parte em sua jornada sobrenatural junto a Dororo, um menino ladrão, enfrentando fantasmas e criaturas demoníacas.

Dororo foi lançado pela New Pop aqui no Brasil.

.

Magma Taishi

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 6

Criado por Osamu Tezuka em 1965, Magma Taishi conta a história de um gigante de Ouro, chamado Embaixador Magma, que foi criado por um Mago que reside nas profundezas da Terra. Esse gigante defende o mundo do alienígena Goa e seus monstros terríveis que sempre aparecem para auxilia-lo na missão de conquistar a humanidade.

Magma Taishi foi um dos primeiros grandes expoentes do gênero Mecha, hoje muito consagrado no Japão, e esse mangá foi base para uma série de TV que entrou para a história, sendo o primeiro Tokusatsu colorido na TV Japonesa, apenas seis dias antes de Ultraman.

O mangá segue inédito e sem previsão no Brasil.

.

Amazing Three (W3)

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 7

W3 é um mangá de ficção científica misturado com drama.  Na história, estamos no ano de 196X, e os experimentos com a bomba de hidrogênio continuam em um mundo que, pra variar, está em guerra. Os seres superiores então se reúnem na confederação da Via Láctea e decidem enviar três investigadores à Terra para decidir se salvam o planeta ou não. Então, Bokko, Pukko e Nokko, as três pessoas da patrulha da Via Láctea conhecida como W3, são transformadas em um coelho, um pato e um cavalo e vão para uma aldeia chamada Ogawa-mura em algum lugar do interior do Japão. Lá eles conhecem um garoto selvagem, chamado Shinichi Hoshi.

Enquanto isso, o irmão mais velho de Shinichi, Koichi, está envolvido em uma luta por justiça como membro de uma agência secreta de inteligência. Shinichi e W3 são envolvidos nessa trama e, através de suas trocas com Shinichi e Koichi, os três membros do W3, que inicialmente pensavam que a Terra era apenas um planeta selvagem e próximo de extinção, descobrem que seus sentimentos e pensamentos estão sendo transformados.

Sua série de Anime, também foi feita por Osamu Tezuka, contando com 52 episódios a preto e branco e chegou a passar aqui no Brasil pela Rede Bandeirantes, mas o mangá segue inédito.

.

MW

As melhores obras de Osamu Tezuka - O Deus dos mangás 8

Publicada no Japão entre 1976 e 1978, MW (lê-se “Moo”) é vista como uma resposta de Tezuka aos artistas gekiga que surgiram nos anos 60 e 70.  Os artistas gekiga deste período criaram trabalhos mais maduros e para o público adulto, que contrastavam com o estilo mais influenciado pela Disney ao qual Tezuka estava associado até então.

Na obra, uma arma química americana, que ninguém sabia a existência, chamada “MW”, vazou acidentalmente e exterminou a população de uma ilha do sul do Japão. Embora o banqueiro Michio Yuki sobreviva, ele sai do desastre sem consciência por ter inalado o gás. Anos depois, Michio Yuki tem um objetivo: obter a MW, a arma que salvou sua vida, mas lhe roubou toda a consciência.

MW é um dos mais polêmicos mangás de Osamu Tezuka. Fugindo de “designers disneyanos” e roteiros mais infantis, o “Deus do Mangá” começa a tratar assuntos sérios como a presença militar dos EUA no Japão, a política da sociedade Japonesa e questões sobre homossexualidade. É um mangá diferente, mais adulto e ensaia o que iríamos ver do autor mais pra frente, em Adolf.

MW segue inédito aqui no Brasil

.

E então? Curtiram a lista?

Em breve mais matérias aqui no Ultimato do Bacon sobre Osamu Tezuka, afinal, ele merece.

Confira também os melhores mangás de Akira Toriyama, a lista de melhores mangás shoujo e melhores mangás já publicados no Brasil, além de outras matérias e guias de HQs!


Créditos:

Texto: Breno Raphael
Edição: Alexandre Baptista
Imagens: Reprodução
Matéria publicada originalmente em 15 de dezembro de 2020.

As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka As melhores obras de Osamu Tezuka

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: