Uma Aventura Lego 2 (The Lego Movie 2: The Second Part)
Ano: 2019 Distribuição: Warner Bros.
Estreia: 07 de Fevereiro Direção: Mike Mitchell
Roteiro: Phill Lord, Chris Miller
Duração: 107 Minutos   Elenco: Chris Pratt, Elizabeth Banks, Will Arnett, Tiffany Haddish, Stephanie Beatriz, Charlie Day, Alison Brie, Nick Offerman, Maia Rudolph, Will Ferrell, Channing Tatum, Jonah Hill, Jason Momoa, Gal Gadot, Margot Robbie, Ike Barinholtz, Ralph Fiennes, Bruce Willis

Sinopse: “Uma Aventura LEGO® 2, a aguardada continuação do aclamado fenômeno mundial de bilheteria que deu início à história, reúne os heróis de Bricksburg em uma aventura inédita e repleta de ação para salvar sua adorada cidade. Já faz cinco anos que tudo estava incrível e os cidadãos agora enfrentam uma nova ameaça: invasores LEGO DUPLO® vindos do espaço, destruindo tudo em seu caminho a uma velocidade mais rápida do que eles são capazes de reconstruir.
A batalha para derrotá-los e restaurar a paz no universo LEGO levará Emmet, Lucy, Batman e seus amigos a mundos distantes e inexplorados, incluindo uma galáxia repleta de planetas inexplorados, personagens estranhos e novas músicas viciantes. Sua coragem, criatividade e habilidades de construção serão testadas, mostrando o quão especiais eles realmente são.”

 

 

Alexandre Baptista

Tudo é incrível! Uma Aventura Lego 2 surpreende e consegue ser ainda melhor que o primeiro

Longa de Mike Mitchell com roteiro de Phil Lord e Chris Miller estreia quinta, 07 de fevereiro

por Alexandre Baptista

 

“Tudo é incrível! Tudo é incrível e você manda ver; tudo é incrível… se seu sonho viver!”

Verdade que a música original tem uma letra um pouco melhor – "Everything is awesome. Everything is cool when you’re part of the team; Everything is awesome when you’re living our dream" – mas é inegável que grande parte do primeiro longa não desgruda da cabeça graças a sua trilha sonora chiclete… e ao bem construído e elaborado roteiro, que surpreendeu muita gente devido a sua qualidade; e ao elenco, recheado de estrelas e participações especiais; e às piadas divertidas, mordazes, auto-referentes, inteligentes de maneira geral; e às referências ao universo geek, pop, infanto-juvenil… Enfim, vocês entenderam… Quando Uma Aventura Lego (The Lego Movie, 2014) estreou, parecia só mais um filme infantil. Mas toda sua qualidade surpreendeu e deixou o público esperando por mais.

Nesta quinta, 07 de fevereiro, estreia Uma Aventura LEGO 2 (The Lego Movie 2 – The Second Part), dirigido por Mike Mitchell e com roteiro de Phil Lord e Chris Miller, com uma tarefa nada fácil à frente: na pior das opções, manter a qualidade do primeiro. Já adianto, o longa faz mais que isso.

Como diz o título original em inglês, esse segundo filme é “a segunda parte”. Ele começa na cena final do primeiro e simplesmente segue dali, como se tivéssemos “pausado” no meio da cena – um começo bem ao estilo de De Volta Para o Futuro 2. Mas, caso você não tenha visto o primeiro longa, não se incomode: a partir daí, Uma Aventura Lego 2 é um filme totalmente novo e independente do primeiro.

Essa, para mim é uma das grandes qualidades do roteiro de Lord & Miller: o novo longa é uma continuação absolutamente plausível e orgânica da primeira experiência, com o mesmo estilo e linguagem do original, mas sem cair na repetição enfadonha da fórmula. A nova trama insere invasores Lego Duplo que vem para destruir Bricksburg e logo Emmet se vê obrigado a confrontar seu otimismo e positividade em nome do amadurecimento. Uma história convincente e bem construída, que se conecta com muitos de nós ao bom e velho estilo Toy Story, só que com uma dose gigantesca de anarquia e piadas. Muitas piadas.

Espere-as em diversas camadas, fazendo com que os adultos se divirtam tanto quanto as crianças, além, é claro, de referências e easter eggs para fã nenhum colocar defeito. Elas estão presentes em uma quantidade talvez maior que em Jogador N. 1 (Ready Player One, 2018) e aqui listamos algumas, sem spoilers: a piada que faz referência à última temporada de Arrested Development (em que Will Arnett, o Batman do universo Lego, interpretava G.O.B.); as referências com viajantes do tempo de vários universos; a presença de personagens de He-Man, Pequeno Pônei, Crepúsculo, a versão original de Aquaman, a versão pirata de Mary Poppins (Larry Poppins no original, criado em substituição a Gary Potter); uma piada com o filme Batman Eternamente; outra com Duro de Matar e Bruce Willis; “AquaMomoa” em outra piada sensacional; Mulher-Maravilha e seu avião invisível; Mulher-Maravilha novamente, e o fato de ela ser uma das únicas heroínas femininas – está presente em diversas versões nos brinquedos de Bianca; uma alfinetada da Warner à Marvel – “que não atende nossas ligações”; referências à franquia Jurassic World, em que Chris Pratt interpreta Owen, e diversos outros estereótipos interpretados por Pratt; os nomes dos raptors, inspirados em personagens da franquia Alien; o magistral “intervalo” no estilo D23 ou Cuphead; as referências a Star Wars, Mad Max e Planeta dos Macacos e muito, muito mais.

 

"Quem é você?" – Lucy em um momento Rey, heroína da franquia Star Wars: intertextualidade.



A trilha sonora é exemplar e segue a linha do primeiro longa, com uma nova versão de Tudo é Incrível (Everything Is Awesome); uma nova música chiclete, com uma letra divertidíssima; as engraçadas músicas da Rainha Tuduki Eukiser' Ser, que se apresenta num estilo Beyoncé-Lady Gaga; a música dos créditos, que narra o nome e função de vários profissionais envolvidos no longa e a música Gotham Boys, com menção musical ao tema do Batman de 1989 por Danny Elfman.

A versão nacional da dublagem conta com Guilherme Briggs (Superman) e Marisa Leal (Ultragata) entre as vozes principais – que adaptaram alguns nomes de personagens e até mesmo inseriram um “tá ok?” na fala do Pai de Finn, de forma hilária.

Uma Aventura Lego 2 tem 92% no Rotten Tomatoes e não é à toa. Além das qualidades já mencionadas, a obra de Mike Mitchell ainda acerta com o público alvo:

“Eu achei o filme muito legal, mais legal que o primeiro. A música é muito boa e o barulho dos carros lembra o Forza Horizon [game de corrida]. Eu achava que o cabelo da Lucy era preto de verdade, mas era só canetinha. Eu percebi isso já no começo do filme.”, comentou Alexandre Milano Michelon, 8 anos, meu balizador oficial para opiniões infantis.

Nada mau para uma franquia baseada em blocos construtivos de plástico colorido.
E que venham mais sequências!

 

 

Avaliação: Ótimo!

 

 

 

Trailer

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Whatsapp

Instagram

Facebook

Amazon