Um Outro dia de Felipe Folgosi é o tipo de história que dialoga muito com a realidade do nosso país. A trama desta HQ Brasileira, que possui ainda uma pegada sobrenatural forte, acompanha a história de três amigos que veem suas vidas indo por rumos completamente diferentes daqueles que eles desejavam.

Um Outro dia de Felipe Folgosi conta com a arte de Leandro Casco. A HQ foi lançada em formato capa dura pela Lion Comics em 2018. A obra possui pouco mais de 120 páginas de uma história completa e fechada.

.

A Morte em Um Outro Dia de Felipe Folgosi

A personificação da Morte, abertamente inspirada em O Sétimo Selo, é muito importante na trama de Um Outro dia de Felipe Folgosi

.

A História de Um Outro Dia de Felipe Folgosi

.

A HQ de Felipe Folgosi já começa de maneira acelerada. Vemos o jovem Roberto fugindo da polícia e sendo baleado. No hospital, descobrimos que ele está entre a vida e a morte e seu momento difícil é acompanhado por sua mãe e a jovem Mel.

E é aí que a obra começa a ganhar seus contornos sobrenaturais com Beto observando toda a cena, sem conseguir falar com as pessoas, e logo sendo interpelado por uma figura de preto: a personificação da Morte.

A partir desse encontro, a HQ Um Outro dia começa a mostrar como se dará o seu desenvolvimento. A Morte aparece para dar ao jovem Beto uma escolha: morrer ou viver. Para fazer com que Beto decida de forma consciente, a Morte começa a mostrar os eventos mais importantes da vida do personagem que foi baleado. Logo descobrimos que a história é sobre Beto e a relação dele com Mel, seu amigo Pituca e as drogas. 

.

Beto e sua mãe em Um Outro Dia de Felipe Folgosi

Beto briga com sua mãe na HQ Um Outro dia de Felipe Folgosi 

.

É importante salientar que a HQ de Folgosi visa passar uma mensagem ao leitor e aos jovens. A forma como o combate às drogas é abordado na história é diferente e o aprofundamento dos personagens é tão interessante que faz com que tudo pareça bem real.

A revolta, as escolhas erradas (que parecem certas), a dependência química e a recuperação são abordados de forma profunda e vermos a própria Morte fazendo com que o personagem reviva esses momentos dá a tudo uma roupagem bem diferente. Em alguns momentos me peguei tendo a sensação de estar lendo Um Conto de Natal de Charles Dickens

Se a obra possui algum ponto fraco, ele talvez fique por conta da arte. A arte de Leandro Casco é muito boa, mas pelo que a história se propõe a mostrar eu fiquei com a sensação de que um traço mais detalhado pudesse “chocar” e impactar mais o leitor.

Em dado ponto da história, por exemplo, um dos personagens começa a se deteriorar fisicamente – apresentando os clássicos sintomas causados pelo abuso de drogas – e seria um momento muito bacana para causar impacto visual grande, mas isso acaba não acontecendo.

Que fique claro que a arte de de Casco encaixa bem na HQ. Só senti falta desses momentos mais impactantes que são importantes para o tema.

.

Beto e Pituca em Um Outro Dia de Felipe Folgosi 00

Pituca e Beto conversam sobre um “rolo” que irá acontecer na HQ Um Outro dia de Felipe Folgosi 

.

A HQ Um Outro dia de Felipe Folgosi é tem trama muito bem pensada e com elementos sobrenaturais que dão uma nova roupagem ao tema das drogas. Folgosi mostra de maneira inteligente como os jovens acabam, quase que sem querer, entrando no mundo das drogas e se vendo completamente dependente das mesmas.

A evolução perceptível do comportamento de Beto e de seus dois amigos, o impacto familiar disso e a intervenção da Morte são os elementos inesquecíveis da obra. Uma HQ com uma mensagem clara e poderosa!

.

Ultimato do Bacon

Avaliação: Ótimo!

.

Quer conhecer outras HQs memoráveis?

Confira nossas colunas Baú de HQs e HQs Brasileiras.

.


Créditos:
Texto: Lucas Souza
Edição: Alexandre Baptista
Imagens: Reprodução

Matéria originalmente publicada em 28 de julho de 2020.
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


.