Longa da Marvel mira em Avatar mas acaba disparando pela culatra.

Por João Maia

 

Vou deixar aqui de lado a minha opinião pessoal sobre Avatar, e também não falaremos sobre a questão de que com o ajuste da inflação, nem os maiores heróis da terra e nem os aliens azuis chegam perto de “E o Vento Levou”.

Vamos falar de onde o filme da Marvel errou. E foi um erro que pode ter custado a coroa. 

Primeiro, vale lembrar que Avatar, meses depois de sair de cartaz também retornou aos cinemas.

Mas existe uma coisa bem diferente que Avatar fez em seu relançamento, aplicando uma regra diferente do capitalismo: é preciso gastar dinheiro para ganhar dinheiro. E James Cameron usou isso a seu favor. Quando Avatar voltou aos cinemas, haviam 9 minutos de conteúdo adicional AO FILME. Cameron e a equipe retornaram à sala de pós-produção para selecionar cenas que haviam sido cortadas do filme original e estimasse que cada minuto extra tenha custado mais 1 milhão de dólares para ser feito. No final, isso rendeu apenas cerca de mais 30 milhões ao estúdio, mas ainda assim mostrou que o diretor tinha poder o suficiente para dar esse presente aos fãs.

O tempo extra de Avatar foi devidamente finalizado e adicionado ao filme

Vingadores Ultimato adota uma estratégia diferente. Não é um novo corte do filme em si, mas várias coisas inseridas APÓS OS CRÉDITOS. São 4 pontos (ou 3 na verdade) e só um deles é bom. Vamos lá:

1. A homenagem a Stan Lee: realmente, a homenagem é linda, e para os fãs mais sentimentais pode até trazer lágrimas aos olhos. Stan Lee fez seu último cameo em Ultimato e o vídeo compila um pouco dos bastidores de seus cameos. Tocante e muito bem-feita.

"Nós te amamos mil milhões Stan"​

 

2 e 3. Joe Russo aparece justificando que gostaria de ter incluído mais coisa no filme e diz que a seguir mostrarão uma cena que era uma de suas favoritas. A cena em questão mostra a introdução do Professor Hulk, mostrando-o em ação ao salvar um prédio em chamas. A cena está inacabada ao ponto de me lembrar o filme vazado do Wolverine Origens. Outro ponto que desaponta nesse momento é que a cena claramente foi cortada porque não acrescenta nada ao filme. Em comparação, existe uma outra cena que já foi diversas vezes detalhada e que muitos fãs queriam ver. Trata-se da cena com Tony Stark sendo transportado para o Mundo das Almas onde ele tem a oportunidade de interagir com sua filha Morgan (uma versão mais velha interpretada pela Katherine Langford). A desculpa para cortar essa cena do filme é que a audiência na exibição teste não entendeu o contexto. Ora, estamos falando aqui de uma audiência muito mais especifica: pessoas que pagariam novamente para ver o filme, e que talvez tenham um entendimento maior. Além do mais, se a cena além de ser liberada tivesse sido colocada no filme e não nos créditos, acrescentaria uma carga dramática ainda maior ao sacrifício do Homem de Ferro. Algo realmente lindo de se ver.

Só nos resta imaginar como poderia ter sido

 

4. O spot de Homem Aranha é completamente desnecessário. Nada mais é do que uma cena dos primeiros minutos do filme, que poderia ser divulgada em qualquer lugar como ocorre normalmente nas divulgações. Sério mesmo que alguém achou justificável colocar uma cena de Homem Aranha no final dos créditos dos Vingadores justamente tão perto da própria estreia do filme? Qual é, vocês estão brigando internamente?

"Jura que era só isso?"

O timing do lançamento é ruim e a jogada para passar Avatar está terrivelmente na cara. O que não é desculpa para fazer um serviço pela metade. Se o objetivo era mesmo passar Avatar e completar o caminho para 3 bilhões, custava tanto assim gastar alguns milhões a mais para finalizar algumas cenas, ou dar aos fãs a cena que eles já estavam ansiosos para ver?

Os Vingadores podem ter sucedido em derrotar o exército de Thanos, mas suas táticas infelizmente parecem tê-los deixado ainda longe de derrotar uma outra raça alienígena rival.

Fiquem ligados no Ultimato do Bacon para mais notícias sobre Cinema!

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon