Toy Story 4
Ano: 2019 Distribuição: Disney
Estreia: 21 de junho

Direção: Josh Cooley

Roteiro: John Lasseter

Duração: 89 Minutos  

Elenco: Tom Hanks, Tony Hale, Joan Cusack

Sinopse: “Agora morando na casa da pequena Bonnie, Woody apresenta aos amigos o novo brinquedo construído por ela: Forky, baseado em um garfo de verdade. O novo posto de brinquedo não o agrada nem um pouco, o que faz com que Forky fuja de casa. Decidido a trazer de volta o atual brinquedo favorito de Bonnie, Woody parte em seu encalço e, no caminho, reencontra Bo Peep, que agora vive em um parque de diversões.”

 

 

Breno Raphael

Josh Cooley, que foi um dos responsáveis pelo roteiro do excelente Divertidamente, assume essa seqüência que por si só, tem um grande desafio, o porquê de existir. Com um final perfeito em seu filme anterior, Toy Story 4 chega com certa desconfiança dos fãs, que é rapidamente deixada de lado, logo na belíssima cena inicial.

Na trama, vemos Woody, Buz e cia no convívio de sua nova dona, Benny, em uma viagem forçada, na presença também de seu novo brinquedo favorito: garfinho, feito pela própria Benny.  Alguns temas clássicos de Toy Story são retomados nesse filme como a importância do brinquedo na vida da criança, o revezamento do favoritismo do dono e a coragem dos brinquedos de ajudar seu dono, mesmo sem ele notar, o que pra algumas pessoas pode soar repetitivo.

Com o passar dos anos, e conseqüentemente da tecnologia, a animação é a melhor de todos os outros filmes da série. É incrível como a Pixar se importa com os detalhes de realismo e textura.  A borracha do pneu do carro, o tecido na roupa dos personagens, o pelo e os trejeitos de um gato, tudo isso está de forma perceptível  e perfeita na tela. O filme é belíssimo.

A trilha sonora é acima da média, mais uma vez, e vai vai agradar todo o tipo de público. Tem a música clássica do filme pros fãs saudosistas cantarem e se lembrarem das vezes anteriores que viram esses personagens, e também tem uns sons mais modernos e vibrantes.

Os diálogos dos personagens são dinâmicos e coerentes com aqueles que conhecemos e passamos há acompanhar em todos esses anos.  Alguns desses se tornam coadjuvantes nesse filme (fãs do Buzz, principalmente, podem não curtir essa parte), para o público aproveitar os excelentes personagens novos, todos bem apresentados e bem desenvolvidos no decorrer do longa.

Além disso, o filme traz de volta a personagem da Betty, totalmente diferente da Betty que conhecemos no começo da série (o que é explicado no filme), e compreensivel com o contexto da sociedade que vivemos onde as mulheres são cada vez mais independentes, decididas e protagonistas, fato que a Pixar já vem colocando em seus filmes, como por exemplo em “Os Incriveis 2”.

Com uma animação incrível e novos personagens excelentes, Toy Story 4 é menos emocionante e mais repetitivo que o seu antecessor. Porém, o filme fecha a jornada de um personagem importante de forma coesa e bonita e nos transporta, mais uma vez, para nos deliciarmos de acompanhar uma nova aventura desses personagens que transformaram nossa visão de ver “simples” brinquedos.    

 

 

Avaliação: Ótimo!

 

 

 

Trailer

 

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon