Ultimato do Bacon

The Umbrella Academy (Hqs) – O Ultimato

Em 26 de Jul de 2022 5 minutos de leitura
UB The Umbrella Academy 1 PRINCIPAL

Conheça o quadrinho que deu origem a uma das séries de maior sucesso da Netflix: The Umbrella Academy.

A essa altura, você já deve, no mínimo, ter ouvido falar em The Umbrella Academy. Em fevereiro de 2019, foi lançada uma série homônima na Netflix inspirada nos quadrinhos de Gerard Way e Gabriel Bá. Está em sua terceira temporada e é uma das produções mais assistidas do canal de streaming.

A HQ, porém, surgiu lá atrás, pela Dark Horse Comics, com seis edições entre 2007 e 2008 que formam a primeira história: Suíte do Apocalipse (2007). Quase sequencialmente, Dallas (2008) foi publicada também em seis edições, entre 2008 e 2009, quando a revista ganhou o prêmio Eisner de melhor minissérie.

Cerca de dez anos depois, em meio ao sucesso na TV, saiu Hotel Oblivion (2018), terceiro arco de The Umbrella Academy. Desta vez, em sete volumes.

Cada uma das histórias foi lançada no Brasil em um encadernado pela editora Devir, capa cartonada, com prefácios de Grant Morrison, Neil Gaiman e Jeff Lemire, além de textos dos autores e considerável material extra.

Gerard Way, no roteiro, era mais conhecido por ser vocalista da banda My Chemical Romance. Quando The Umbrella Academy começou a ser publicada, não sabíamos muito de sua competência como quadrinista. Hoje, a frente do selo Young Animal da DC Comics, é interessante ver como o estilo e criatividade dele já estavam expostos em 2007.

A arte em The Umbrella Academy é outro destaque. O brasileiro Gabriel Bá é o responsável por todos os desenhos, com traços aparentemente simples e autorais que, em alguns momentos, nos faz lembrar Mike Mignola.

Índice

Qual é a trama de Suíte do Apocalipse

UB The Umbrella Academy 2

Os sete bebês extraordinários que formarão a Umbrella Academy

No mesmo instante em que Tom Gurney nocauteou a lula alienígena com uma cotovelada voadora atômica em um ringue de boxe, por coincidência, 43 mulheres deram à luz a crianças extraordinárias.  A maioria solteira e sem sinais da gravidez.

O Monóculo, ou Sir Reginald Hargreeves, um cientista e alien milionário, viajou o mundo em busca dos rebentos, levados a adoção ou abandonados. Encontrou apenas sete, que adotou e passou a chamar por seus respectivos números.

Isoladas da sociedade, as crianças foram treinadas para se tornar a equipe de super-heróis da “Umbrella Academy”. Com o passar dos anos, o supergrupo se desfez. Quando Hargreeves morreu, todos precisaram se reencontrar em seu antigo lar, e reaver os fantasmas do passado.

No decorrer da história, vamos conhecendo um a um e entendendo seus traumas – muitos, diante da rigidez e indiferença emocional com que Hargreeves os tratava – e personalidades.

Claro, um grande vilão surgirá, totalmente vinculado à Número 7, Vanya, musicista e única sem poderes. Por isso, foi sempre preterida por Monóculo e inicialmente é a que tem o trauma mais fácil de entender.

Dallas

UB The Umbrella Academy 3

Número 7 é perseguido durante a maior parte de Dallas

O enredo de Dallas ganha complexidade com toques de espionagem e intriga política em meio a viagens no tempo.

Cada membro da família vai se desenvolvendo, mas o protagonismo fica com o Número 5 que, conforme é mostrado no volume anterior, foi para o futuro ainda criança e só voltou na época da morte de Sir Hargreeves. Por algum motivo, no corpo de uma criança de 10 anos.

As dúvidas que ficaram em aberto desde Suíte do Apocalipse acerca do personagem são respondidas aqui. Dezenas de agentes da Temps Aeternalis, responsável por consertar anomalias temporais, perseguem Número 5, assim como o briguento Kraken (Número 2), que desconfia das intenções de seu irmão.

Enquanto isso, a dupla de assassinos Hazel e Cha Cha torturam Séance (Número 4) para encontrar o Número 5, que precisará viajar novamente no tempo para garantir que os acontecimentos a volta do assassinato de John F. Kennedy aconteçam como devem acontecer.

Hotel Oblivion

UB The Umbrella Academy 4

O famigerado Hotel Oblivion, o “Asilo Arkham” de Umbrella Academy

O terceiro encadernado tem uma linha de condução simples. Somos apresentados ao Hotel Oblivion, uma espécie de Asilo Arkham – conhecido dos leitores de Batman – mantido em outra dimensão. É lá que Sir Hargreeves jogava os vilões abatidos pela Academia.

Perseus, empresário que surge em Dallas reunindo capital, finalmente mostra seu plano: resgatar o pai, antigo vilão que está no Hotel Oblivion, e seguir seus planos. A ideia, em resumo, é tomar para si o posto de super-herói da Umbrella Academy.

Como esperado, todos os hóspedes do Hotel Oblivion serão soltos pela cidade, causando um caos enorme em direção ao clímax, que deixa pontas bem abertas para o futuro – espero que próximo –.

Aqui vale a crítica. Apesar de o enredo principal de Hotel Oblivion ser simples, Way investe em muitas informações e histórias paralelas dos personagens que não necessariamente alteram o roteiro, tirando um pouco a impressão de unidade e complicando desnecessariamente.

Outro problema é Perseus, o arqui-inimigo da família na história, que acaba dividindo o protagonismo com literalmente todos os vilões espalhados pela cidade no grand finale.

Contudo, os caras – Way e Bá – são tão bons e nos levam em meio a um ritmo de loucuras que a leitura se mantém boa.

Vale a pena ler The Umbrella Academy?

Para começar, é uma série de super-heróis que foge bastante do lugar comum. E cada integrante da família é “humano”, em certa medida herói e vilão. Uns mais que outros. Todos cativantes.

As crises e traumas são bem trabalhados por Gerard Way, de forma semelhante ao que foi feito por Jeff Lemire no mais recente Black Hammer (2016-2018).

Até os personagens secundários criados pela dupla são tão curiosos que nos dão a impressão de que poderiam protagonizar facilmente outros volumes ou spin-offs – já existe um, Você é a Cara da Morte: Contos de Umbrella Academy (2001), com Séance –.

Algumas características do roteirista ajudam nesse distanciamento dos quadrinhos mainstream, como a total falta de preocupação em responder tudo – claro, quando não comprometendo o enredo – e a falta de amarras para loucuras – uma herança de Grant Morrison, talvez –. Pensando assim, faz todo sentido Way ter roteirizado a última fase de Patrulha do Destino (2017).

UB The Umbrella Academy 5

A arte de Gabriel Bá é autoral e bastante divertida

Hazel e Cha, por exemplo, dois dos personagens mais sangrentos, usam máscaras lúdicas, são viciados em doces e contam piadinhas. Dentre os primeiros supervilões estão a Torre Eiffel e uma mulher-violino!

O líder da Academia, Spaceboy (Número Um), torna-se um macaco gigante com cabeça humana que, depressivo e acima do peso, não se comporta como um líder.  Séance, outro dos heróis, tem como uma das principais características estar constantemente inapto ao trabalho pelo vício em drogas.

Sim, é uma família maluca e mais que disfuncional, com dramas e um lado cômico um tanto quanto mórbido. E aí entra a incrível arte de Gabriel Bá, de poucas linhas e curvas exageradas, meio que dialogando de forma bem humorada com essas loucuras.

Até as cores do lendário Dave Stewart – que no terceiro volume passam a ser de Nick Filardi – trabalham em harmonia ao conceito, muitas vezes sem respeitar contornos e com belas paletas escolhidas para cada atmosfera.

Paradoxalmente, se fugimos do mainstream, muitas coisas nos fazem lembrar de quadrinhos e personagens clássicos, o que não deixa de soar como uma homenagem ao gênero, brincando com clichês da mesma forma que a animação Os Incríveis (2004) e outros títulos fizeram no passado.

Way privilegia o ritmo e nos brinda com bastante ação, deixando os buracos da história trabalharem a seu favor. A exceção talvez seja Hotel Oblivion. Não fosse isso, o conjunto da obra poderia facilmente ir em direção a nota máxima.

Ultimato do Bacon

Avaliação: Ótimo!

Compre The Umbrella Academy clicando nas capas abaixo! .

UB The Umbrella Academy 6 CAPA

UB The Umbrella Academy 7 CAPA

UB The Umbrella Academy 8 CAPA


Créditos:
Texto: David Horeglad – @hq_ano1
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

UB Escombros o Status de Knuckle 1 PRINCIPAL

Escombros o Status de Knuckle (2012) – O Ultimato

16 de Ago de 2022

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade