Ultimato do Bacon

The Good Place – O Ultimato

Em 5 de Nov de 2021 4 minutos de leitura
The Good Place – O Ultimato (4)

Uma das séries mais criativas e questionadoras dos últimos tempos, The Good Place apresenta uma temática interessante que fala sobre a vida após a morte. Muitas religiões tentaram desvendar este mistério, mas a série de Michael Schur nos dá uma amostra de irreverência e carisma ao mostrar o dia a dia do Bom Lugar sob a ótica de personagens aparentemente desconexos.

O produtor possui no currículo várias séries ao estilo sitcom ou comédia de situações, sendo responsável por Saturday Night Live, foi co-produtor de The Office, Parks and Recreation e Brooklyn Nine-Nine – um trabalho invejável para uma carreira sólida que, agora, acrescenta The Good Place ao hall da fama.

Índice

The Good Place – Fruta que Partiu

A história começa com Eleanor Shellstrop (Kristen Bell), uma operadora de telemarketing que vende remédios falsos para idosos, tremendamente egoísta e detestável que, após falecer em um acidente bizarro – cuidado com carrinhos de supermercado – vai parar na sala de recepção do Bom Lugar, um local confortável e paradisíaco especialmente criado para pessoas que fizeram boas ações durante suas vidas na Terra.

The Good Place – O Ultimato (2)

Mais um dia agradável no Bom Lugar (Good Place)

Como diz Michael, o arquiteto (Ted Danson numa atuação brilhante), “depois da morte, tem um lugar bom e um lugar ruim; tudo o que fez criou uma pontuação e só as pessoas com maior pontuação boa vem para cá.” Existe um sistema meritocrático em The Good Place que pontua as boas e más condutas das pessoas durante o tempo em que viveram na Terra (tudo conta, de servir comida nas ruas para mendigos, doar sangue para alguém ou até mesmo jogar papel no chão).

Somados os pontos, o sistema traça o destino final de cada indivíduo – lugar bom ou ruim. E é assim que Eleanor vai parar no Bom Lugar… POR ENGANO! Como uma pessoa ruim vai direto para o paraíso? O sistema está com defeito? Ainda não sabemos mas, além dela, outros três personagens – Chidi Anagonye, Tahani Al-Jamil e Jason Mendoza – também despertam na sala de espera e são recebidos pelo anfitrião Michael, o arquiteto do bairro que se mostrará um tremendo “filho da fruta” (nota: no Bom Lugar, não há xingamentos nem palavrões).

Filhos da Fruta

Durante quatro temporadas, vemos as situações mais inusitadas, bizarras e estranhas acontecendo no pós-vida de cada personagem – atente-se ao dilema do bonde, que é uma hilariante tortura psicológica. The Good Place apresenta Tahani (Jameela Jamil), uma socialite frustrada que gosta de se gabar por pertencer à alta sociedade e ser próxima de várias celebridades, Chidi (William Jackson Harper), um professor universitário versado em Filosofia e Ética, porém, extremamente inseguro e Jianyu, ou melhor, Jason (Manny Jacinto), um delinquente que finge ser monge budista no Bom Lugar e ministra paz e iluminação aos corações mais ansiosos. Além, é claro, de Janet (Darcy Carden), uma espécie de software ambulante que detém todo o conhecimento do universo.

The Good Place – O Ultimato (5)

Os filhos da fruta em The Good Place

Tudo na melhor galhofa possível, com humor ácido, crítica social e a mais pura filosofia que faria com que Sócrates e Kant se revirassem no caixão, The Good Place oferece algo distinto das demais séries que já foram vistas por aí, que é fazer com que os personagens evoluam durante cada episódio, cresçam e desenvolvam seu caráter ao atravessar uma trilha de problemas nessa jornada ao Bom Lugar.

Amadurecimento

A série provoca muitas reflexões por meio de temáticas interessantes que se tornam tão relevantes para o dia a dia que até mesmo aquele que assiste ao programa só para se distrair, acaba se vendo num momento de existencialismo. É sério!

Ou seja, The Good Place é muito mais do que mero entretenimento e é com tais características que essa sitcom prende a atenção, fazendo com que tenhamos uma experiência única de comédia e profundas metáforas e análises pessoais. A série apresenta vários questionamentos por meio de Chidi, o professor de Ética, que dá uma aula sobre honestidade, gentileza e igualdade.

The Good Place – O Ultimato (1)

Uma jornada de autoconhecimento entre filosofia, comédia e muitas risadas

A série busca fugir da caricaturização dos personagens, focando sempre em seus desenvolvimentos pessoais e mostrando como sempre existe uma chance das pessoas mudarem.

Vale a Pena Assistir The Good Place?

Com um elenco espetacular, roteiros afiados repletos de discussões éticas e morais, cliffhangers sensacionais a cada episódio, bom humor e muita filosofia, The Good Place é uma comédia que ecoa relevante demais para os dias de hoje ao abordar um tema tão denso como a vida após a morte e tratá-la com muita irreverência, fazendo-nos refletir sobre questões intimistas relacionadas ao céu, inferno e existência.

A série nunca se pautou pelo entretenimento casual, preferindo uma jornada de reflexões sobre o mundo e o ser humano, suas vicissitudes, fraquezas e conquistas – claro, com a alma cheia de vigor dos protagonistas como trunfo nessa viagem terapêutica ao além-vida.

The Good Place – O Ultimato (3)

O Bom Lugar, um local repleto de adoráveis problemas e amizades

Falar mais faria com que spoilers viessem à tona e desejo com muito afinco que os espectadores tenham sua própria experiência com o Bom Lugar – ou o Lugar Ruim ou, ainda, o Lugar Médio. Vai depender do seu comportamento na Terra…

The Good Place está com todas as temporadas disponíveis na plataforma de streaming Netflix.

Não deixe de conferir nossas outras matérias sobre filmes clicando aqui!

Avaliação: Excelente!.


Créditos:
Texto: André ‘Brasuka” Roberto – @Comunicafic
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade