As histórias em quadrinhos dos principais universos – DC e Marvel – tem se tornado cada vez mais complexas. Mortes, mega sagas, histórias com consequências e ramificações em praticamente todas as HQ´s… Leitores novos podem se sentir completamente perdidos e desestimulados a entrar nesse mundo. Em uma época onde o cinema tem colocado esses dois universos em evidência, é uma pena que isso aconteça. Mas vez e outra somos surpreendidos por HQ´s que prezam pela simplicidade e nos remetem a tempos mais simples e, talvez, mais divertidos.

Esse é exatamente o caso que aconteceu recentemente com o Lanterna Verde e o Superman. Os dois tiveram um “mini” crossover que foi divertido e com ZERO consequências para o universo DC como um todo. Publicado no Brasil em Superman 16, Lanterna Verde 16 e 17 e no Original em Superman 29 e 30 e em “Hal Jordan and The Green Lantern Corps” 30 e 31 a história é extremamente descompromissada e pode ser acompanhada por qualquer leitor que conheça o básico dos personagens.

 

Superman & Lanterna Verde : Simplicidade e uma boa história 1

Sinestro enfrenta um Superman dominado por Parallax na 1ª parte do Crossover

 

O mais interessante dessa história está em ver as mitologias misturadas e confrontos inusitados acontecerem sem interrupções – dificilmente Sinestro e o Superman poderiam lutar com tantos detalhes em uma Mega Saga onde temos milhares de coisas acontecendo ao mesmo tempo. O crossover é dividido basicamente em duas etapas com dois eventos em cadeia. O mais legal disso? Se você só lê Lanterna Verde ou só Superman, pode aproveitar um pedaço do Crossover sem ser obrigado a comprar a outra revista! Esse “pequeno” evento funciona de forma apartada também se o leitor assim desejar.

Na primeira parte (na revista do Superman) temos o confronto do Homem de Aço com Sinestro na Terra. É fantástico vermos o Azulão em confronto franco com o principal vilão dos Lanternas Verdes. Vamos combinar, não é todo dia que vemos uma briga de pesos pesados como essa! O roteiro de Keith Champagne dá o tom exato para esse confronto e deixa a coisa bem divertida

Na  segunda parte temos Hal Jordan vindo a Terra para encontrar o Homem de Aço (que tem novidades para informar após seu confronto com Sinestro). O diálogo e interação entre os dois personagens (fora o confronto com mais um vilão inusitado) dá o tom de uma edição que nos deixa ver mais de perto a relação entre esses dois heróis – sem céus vermelhos, mortos renascendo e afins. O Roteiro de Robert Venditti encaixa muito bem com a proposta da história e só agrega nesse encontro.

 

Superman & Lanterna Verde : Simplicidade e uma boa história 2

Superman & Hal Jordan em Ação na Revista do Lanterna Verde

 

As mega sagas e roteiros megalomaníacos atuais tem nos tirado a oportunidade de ver heróis que são pouco próximos (nesse caso, um universo de distância) interagindo em situações que não sejam o fim do mundo ou em lutas gigantescas. A relação entre os dois heróis fica bem definida e mostra respeito mútuo e proximidade mediana (O Lanterna sempre demonstrou mais proximidade com o Flash e o Superman com o Batman – para citarmos exemplos). Essa história simples e divertida lembra muito o especial escrito por Mark Waid : Flash & Lanterna Verde – de Volta À Era de Prata (lançado encadernado pela Mythos no Brasil em 2004 e no original em 06 partes em 1999) porque foca muitos mais em interações pouco usuais do que na pancadaria que costuma ser tão presente. Vale a leitura e merece ser apreciado como lembrete de que quadrinhos podem ser mais divertidos e surpreendentes.

 

 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Whatsapp

Instagram

Facebook

Amazon