Superação: O Milagre da Fé (Breakthrough)
Ano: 2019 Distribuição: Fox Film
Estreia: 11 de Abril (Brasil)

Direção: Roxann Dawson

Roteiro: Grant Nieporte

Duração: 93 Minutos  

Elenco: Chrissy Metz, Mike Colter, Topher Grace, Josh Lucas

Sinopse: “John Smith, um menino de 14 anos, passeava com a família em uma manhã de inverno no Lago St. Louis, no Missouri, quando, acidentalmente, sofreu uma queda e se afogou. Chegando ao hospital, John foi considerado morto por mais de 60 minutos até que sua mãe, Joyce Smith, juntou todas as suas forças e pediu a Deus para que seu filho sobrevivesse. Sua prece poderosa foi responsável por um milagre inédito.”

 

 

 

Rodrigo Michelon

Superação: O Milagre da Fé é um filme família e bastante centrado no tema religioso

Longa que estreia amanhã, 11 de abril, nos cinemas é baseado em fatos reais

por Rodrigo Michelon

 

Superação: O Milagre da Fé é um filme honesto. Já pelo título é possível ter uma boa noção daquilo que será mostrado no longa dirigido por Roxann Dawson, experiente diretora focada em conteúdo para TV (Agentes da S.H.I.E.L.D., House of Cards, Bates Motel), que realiza sua estreia nas telonas. Espere muitas amostras de superação, fé e religião no filme, como já demonstra o título.

Na trama, John Smith (Marcel Ruiz) sofre um acidente em um lago congelado, passando 15 minutos na água, afogado. Após o acidente, sua mãe, Joyce Smith (Chrissy Metz), que é de fato a personagem central da história e uma pessoa de muita fé, acredita no poder de Jesus e recusa-se a aceitar os prognósticos médicos que duvidam da recuperação de John. Caso ela aconteça, é impossível que não hajam sequelas.

A história se desenrola nesse confronto da fé de Joyce e das pessoas ao redor dela: a perda da fé, a descrença, a dúvida – seja pelos médicos, o jovem pastor Jason Noble (Topher Grace) e até mesmo o socorrista Tommy Shine (Mike Colter, o Luke Cage da série) – mostrando a mãe de John como uma figura de confiança e crença inabaláveis, mesmo contra todas as evidências.

Ao longo do filme, essa marcante característica – lembrando que o longa é inspirado em fatos reais – de Joyce Smith acaba influenciando a todos a seu redor: a figura do pastor Jason Noble, ainda que em um pequeno confronto inicial com Joyce, acaba por fim sendo um dos grandes apoios da família; Tommy Shine, o socorrista que encontrou John afogado sob o lago gelado, que se declarava descrente na figura de Deus, passa por uma situação (que não vamos revelar para não dar spoilers do filme) que coloca sua certeza em dúvida; os médicos, centrados em ciência, se vêem obrigados a reconhecer o milagre, uma vez que, cientificamente, a recuperação de John Smith era uma impossibilidade.

Talvez um ponto negativo do longa, para aqueles que não estão inseridos no contexto religioso e de cultos evangélicos, seja a trilha sonora de Marcelo Zarvos e as cenas com hinos e louvores. Com uma motivação um tanto piegas, mas que combina com o filme, as cenas com as típicas cantorias, apresentações, hinos e louvores, estão presentes em uma quantidade que talvez incomode o espectador comum.

De maneira geral, Superação: O Milagre da Fé é um filme bacana, típico de sessões vespertinas, para se assistir com a família. Retratando muitos fatos reais – fotos do acervo pessoal dos Smith mostram que cenas e ângulos foram buscados para serem extremamente fieis aos fatos – é um longa emocionante e que pode facilmente levar os espectadores às lágrimas. Um filme para renovar os pensamentos positivos, a esperança, o espírito fraternal e comunitário, a ajuda mútua – especialmente pelo exemplo dado pela família Smith e seus amigos – e renovar sua fé, seja ela em Jesus, em Deus, ou simplesmente na vida.

 

 

Avaliação: Bom

 

 

Trailer Legendado:

 

Trailer Dublado:

 

Convite Chrissy Metz:

 

Pré-estreia em São Paulo:

 
 
 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon