O Príncipe Dragão (1ª Temporada)

Ano: 2018

Distribuição: Netflix

Estreia: 14 de Setembro

Criador: Aaron Ehasz

Duração: 24-26 min/ep

Dubladores: Jack De Sena, Paula Burrows, Sasha Rojen, Jason Simpson, Racquel Belmonte, Jesse Inocalla

Sinopse: ​"Os irmãos e príncipes humanos Callum e Ezran começam uma inesperada parceria com Rayla, uma elfa assassina enviada para matá-los. Trabalhando em conjunto, eles embarcam em uma jornada épica na busca de paz para seus reinos em guerra.​"​

 

João Pedro

 

Aaron Ehasz para quem não conhece foi um dos escritores e diretores de Avatar (o desenho, não o filme), então não é de se estranhar as diversas similaridades entre seus trabalhos.

Falando sobre a série em si, ela possui 9 episódios em sua primeira temporada, que recebeu a denominação de “Livro 1: Lua” (seguindo o modelo de Avatar). O primeiro episódio tem um breve prólogo narrando a história do mundo onde a história se passa, para que a audiência se localize na história. Aos poucos somos apresentados aos personagens centrais da trama: os jovens príncipes Callum e Ezran e a elfa da lua Rayla. Dentre os demais personagens temos o mago Viren, o principal conselheiro do rei Harrow, e seus filhos Soren, um soldado e a maga Claudia.

Os personagens são bem interessantes, entretanto não há muito tempo para desenvolvê-los. Ainda que essa primeira temporada seja apenas introdutória e mostre apenas o começo da jornada de heróis e vilões, pouco tempo é gasto para dar maiores detalhes sobre alguns personagens importantes além de não mostrar muito do mundo em que se passa a história. Vale ressaltar aqui que a Netflix parece estar adotando esse método de diminuir os episódios de seus desenhos para aumentar o número de temporadas a serem lançadas, como por exemplo lançar 3 temporadas de Voltron com 6 ou 7 episódios cada. Qualquer que seja o motivo isso pode acabar prejudicando o desempenho, uma vez que leva a tramas rasas e corridas.

No geral, a série é bastante promissora e tem uma animação muito boa. O humor dela lembra muito o de Avatar, fazendo com que essa série seja uma boa escolha para aqueles que sentem falta do mundo dos dominadores mas também para quem gosta de histórias ambientadas em mundos fantásticos.

 

Avaliação: Ótimo!