Ultimato do Bacon

Os melhores mangás de Moto Hagio

Em 11 de Mai de 2023 4 minutos de leitura

A mangaká Moto Hagio é considerada, para muitos, a artista mais significativa na demografia shoujo, sendo considerada a “mãe fundadora” dos mangás shōjo modernos, e com vários prêmios já conquistados.

Além disso, ela fez parte do grupo de mulheres  que invadiu a indústria de mangá  dominada por homens nos anos 70 – O grupo 24 – que ficou conhecido por diversos pioneirismos no movimento shojo, incluindo a abordagem de temas considerados delicados na época, como sexualidade e questões de gênero. 

Na matéria de hoje, viemos indicar algumas obras para vocês conhecerem o importantíssimo trabalho de Moto Hagio e o porquê dela ser reverenciada até os dias atuais.

Índice

Os melhores mangás de Moto Hagio

The Poe Clan

Os melhores mangás de Moto Hagio (1)

Série clássica de shoujo sobre a vida de uma família de vampiros. A série original de “The Poe Clan” foi publicada entre 72 e 76. Recentemente, em 2016, novas histórias foram publicadas.

Com isso, a obra já conta com sete volumes tankōbon, além de já ter sido adaptada para rádio, série live-action e peça teatral. “The Poe Clan” é composto por uma série de histórias não-cronológicas, ambientadas entre os séculos XVIII e XIX, que seguem a vida de Edgar Portsnell, um vampiro adolescente, além de seus dois companheiros de viagem: sua irmã mais nova, Marybelle Portsnell, e seu amigo Alan Twilight.

Todos os três são membros do clã Poe, um grupo de vampiros imortais, que não envelhecem e sobrevivem com sangue humano. Moto Hagio, através desses personagens, explora algumas camadas sobre viver e morrer, além de tocar em temas circunstanciais de amar.

Otherworld Barbara

Um mangá clássico de ficção científica de Moto Hagio, ambientado em um futuro próximo no Japão, começando com uma menina, Jyujo Aoba, em coma desde os nove anos de idade, que foi descoberta ao lado dos corpos de seus pais, com o coração deles dentro de seu estômago.

Para descobrir se ela matou seus pais, um especialista entra também em coma nos sonhos da menina e descobre que Jyujo está sonhando e simultaneamente criando o futuro. Um mangá que mistura subconsciente, realidade virtual, canibalismo, além da relação entre pais e filhos. A série foi serializada entre setembro de 2002 e agosto de 2005 e está completa em 4 volumes.

Nanohana

Os melhores mangás de Moto Hagio (1)

Uma antologia em volume único de Moto Hagio,  em resposta ao desastre nuclear de Fukushima, contendo 5 one shots, em que dois são da série “Nanohana” e três para a série “Personificação da radiação”. Na primeira série, conhecemos Naho, de 12 anos, e as consequências para sua família, após o terremoto e tsunami de Tōhoku e o subsequente desastre nuclear em Fukushima.

Na segunda, elementos radioativos assumem forma humana e se tornam irresistíveis para todos, exceto para uma pequena minoria que se recusa a esquecer suas propriedades.

The Heart of Thomas

Em um colégio interno para meninos na Alemanha, em algum momento do final do século XX, Thomas Werner, de quatorze anos, cai de um viaduto solitário para a morte, imediatamente após enviar uma única e breve carta a Julusmole Bayhan, um rapaz que Thomas amava.

A história, no entanto, começa a surpreender após a chegada de Eric Fruehling, um rapaz com uma aparência idêntica à de Thomas. Completo em 3 volumes, a série teve seu final apressado pelo enorme sucesso de “The Poe Clan”, mas ainda vale a pena ser lida.

A Drunken Dream and Other Stories

Uma antologia reunindo 10 contos de Moto Hagio, originalmente publicados entre 1970 a 2007, e selecionados pela tradutora Rachel Matt Thorn, para serem uma espécie de introdução da Hagio para o mercado ocidental.

Destaques para Hanshin: Half-God, sobre Yudy e Yucy, gêmeos que estão presos no quadril, e Iguana Girl, história semi biográfica que reflete o relacionamento tenso de Hagio com sua mãe, através de uma filha que internaliza a rejeição da mãe e passa a se considerar como uma iguana.

They Were Eleven

Os melhores mangás de Moto Hagio (1)

Publicado em 1975, vencedor do Shogakukan Manga Award de 1976, e compilado em apenas um volume, They Were Eleven é um mangá sci-fi que conta a história de dez cadetes espaciais de elite, de diferentes raças da galáxia, que são designados para embarcar em uma nave espacial desativada como seu teste final.

Suas ordens são para sobreviver o máximo que puderem com o que tem. Logo, eles descobrem que sua tripulação ganhou um décimo primeiro membro. No entanto, ninguém consegue lembrar dos membros originais o suficiente para reconhecer qual é o novo.

Com o passar dos dias, os onze devem lidar com suas suspeitas uns dos outros, bem como com a notícia repentina de que a nave está em apuros, além do mistério de quem entre eles é o espião.

Star Red

Clássica série de ficção científica de Moto Hagio, completa em 3 volumes, onde a superpopulação da Terra levou a humanidade a colonizar o espaço, tendo Marte passado por processos de colonização que transformou seus habitantes. No século 23, Star Red é uma marciana de quinta geração que possui o poder de telepatia , telecinese e teletransporte. A série conta as aventuras da garota no centro da Via Láctea.

A Cruel God Reigns

Compilado em 17 volumes e publicado entre 1992 e 2001, a série trata sobre Jeremy, um rapaz de 15 anos, que enfrenta nas mãos de seu padrasto abusos físicos e sexuais. Ele então decide matar seu padrasto, mas o plano dá errado, e quando ele sabota o carro, sua mãe também morre no acidente.

Chocado e atormentado pela culpa, as reações de Jeremy parecem estranhas. Seu comportamento não é apenas o de um filho em luto. É quando Ian, o filho mais velho do casamento anterior do padrasto de Jeremy, começa a suspeitar do assassinato. Logo, os jovens se aproximam em uma atração complexa e perigosa. 

Marginal

Para muitos, o melhor mangá de ficção científica shoujo de todos os tempos. No ano de 2999, o clima mudou drasticamente e um apocalipse bioquímico extinguiu as mulheres. Durante séculos, a população masculina da Terra sobreviveu dependendo de apenas uma mulher, chamada de Santa Mãe. Até agora, qualquer conceito de um mundo em que as mulheres existem como pessoas comuns já se foi. A sociedade reestruturou-se em torno de famílias exclusivamente masculinas.

Logo, a Santa Mãe é assassinada por um terrorista conhecido como Grinja. O governo no poder não quer iniciar um pânico em massa, então finge que a Mãe apenas se desfez de seu vaso e que milagrosamente “renascerá” em um futuro próximo. Compilada em 5 volumes, a história gira em torno de Kira, que se envolve em um relacionamento a três com Grinja, o mencionado terrorista, e Ashijin, um jovem que se autodenomina o dono de Kira.

A,A’

Antologia em volume único de Moto Hagio que reúne três histórias de ficção científica com toques de romance: “A, A Prime”, “4/4” e “X+Y”, todas situadas no mesmo universo futurista em que existe uma espécie de nova raça de humanos chamada ‘Unicórnios”, geneticamente modificados.

A antologia trata de temas como gênero e sexualidade, além de identidade e emoções humanas. O destaque é “X+Y”, história que ganhou o Seiun Best Comic Award de 1985.


Créditos:
Texto: Breno Raphael
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

montagem com os maiores vilões dos vingadores

Os 10 Maiores Inimigos e Vilões dos Vingadores

16 de Dez de 2020

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade