Death Note com certeza é uma das obras mais relevantes no mundo dos mangás deste século. Porém, seus criadores não pararam por ai.

A dupla Tsugumi Ohba e Takeshi Obata tem outras obras com excelente qualidade. Além disso, Obata fez diversos trabalhos com outros roteiristas e é com esses trabalhos que começaremos.

Quem são os criadores de Death Note e quais suas outras obras

 

Takeshi Obata e os trabalhos sem Ohba

Os criadores de Death Note e suas outras obras 1

Com a arte refinada, Obata ganhou um Prêmio Tezuka aos 16 anos, o que chamou a atenção do mercado.

Usando o pseudônimo de Hijikata Shigeru, ganhou destaque em 1989 com Cyborg Jii-chan G , época em que ele ainda estava na escola.

Só depois do término dessa série que ele começou a pegar trabalhos de parcerias com alguns roteiristas.  

Hikaru no Go

Em 1998, Obata se juntou a Yumi Hotta para Hikaru no Go, que começou a ser publicado na Weekley Shonen Jump, e alcançou um enorme sucesso.

Na trama, vemos a história de Shindou Hikaru, que procurando coisas no sótão de seu avô, acha um antigo tabuleiro de Go.

Sem saber, Hikaru desperta o fantasma de Fujiwara no Sai, exímio jogador de Go que viveu no período Heian como um dos tutores de Go do Imperador, e estava com seu espírito preso no tabuleiro.

A trama avança com Hikaru, que até então achava Go chato, querendo aperfeiçoar suas habilidades para ganhar partidas, sem depender de Sai e superar seu principal rival, Akira Toya.

Hikaru no Go foi publicado até 2003 no Japão, e aumentou a popularidade do Go nesse período.

Além disso, recebeu o Shogakukan Manga Award em 2000 e seus criadores receberam o Prêmio Cultural Osamu Tezuka em 2003 pela série.

kikaru no go pela jbc

 

Blue Dragon Ral Grad

Baseado na franquia de Videogames “Blue Dragon”, Obata e Tsuneo Takano começaram a publicar no fim de 2016 Blue Dragon Ral Grad.

Foram apenas 29 capítulos, ou melhor, “contos” como eram chamados.

Nesta obra, vemos um mundo onde criaturas demoníacas, as sombras, precisam de seres humanos para serem seus hospedeiros e conseguirem entrar em nosso mundo.

Ral, um rapaz de 15 anos, torna-se amigo de “sua sombra”, um dragão azul chamado Grad, e com isso, ele se torna a única esperança de salvar seu mundo.

Os criadores de Death Note e suas outras obras 2

All You Need is Kill

Adaptação de uma light novel de mesmo nome  escrito por Hiroshi Sakurazaka, All You Need is Kill foi publicado na Young Justice, da Shueisha, com roteiro de Ryōsuke Takeuchi, em 2014 e teve uma versão em Hollywood chamada “No limite do amanhã”.  

A trama mostra o soldado Keiji que morre na sua missão , porém acaba acordando na manhã anterior a esse ataque. Com isso, ele precisa o quanto antes entender o que está acontecendo.

Os criadores de Death Note e suas outras obras 3

As obras da dupla

O mistério de Tsugumi Ohba

Os criadores de Death Note e suas outras obras 4Tsugumi Ohba não tem tantas obras. As únicas conhecidas são Death Note, Bakuman, o novo Platinum End, e Skip! Yamada-kun a única sem o Obata.

Com isso, muitos acham que Tsugumi Ohba seja um pseudônimo de algum outro mangaká.

A tese que mais pessoas defendem é que Ohba seja Hiroshi Gamō, autor da série de mangá Tottemo! Luckyman.

Alguns acreditam existir referencias em Death Note com a obra. Porém, a maior pista é em Bakuman.

O Tio de Mashiro Nobuhiro tem um mangá e coincidentemente ou não, os personagens são idênticos aos personagens de Tottemo! Luckyman.

Hiroshi Gamō teria criado o pseudônimo de Tsugumi Ohba pelo fato de que “Death Note” não iria se parecer em nada com suas obras antigas.

Muitos acreditam nessa teoria, e muitos acreditam que Tsugumi Ohba é só mais um mangaká japonês que não gosta de aparecer, e nem de dar muitas notícias.  

Death Note

Maior sucesso da dupla e uma das principais obras deste século, Death Note foi serializado na  Weekly Shōnen Jump de 2003 até 2006.

A história gira em torno da caçada de Light, um jovem que encontra um caderno com o poder de matar qualquer pessoa que tenha seu nome escrito nele, e L , um detetive particular que contraria os planos de Light.

Os criadores de Death Note e suas outras obras 5

 

Bakuman

Bakuman começou a ser publicado em 2008 até durou até 2012. Conta a historia de dois garotos  do 9º ano que querem se tornar mangakás. Os personagens principais são Moritaka Mashiro, que é um desenhista, e Akito Takagi, que é um roteirista.

Os primeiros capítulos alternam situações de drama adolescente e romance de colégio com informações sobre a história dos mangás e sobre os aspectos técnicos da criação.

A trama avança, e mostra todas as dificuldades de se tornar um mangaká no Japão, de ter sua série serializada por uma revista famosa, e de sua obra virar um anime.

Por ser um mangá de metalinguagem, diferente do que o público está acostumado, Bakuman surpreendeu e alcançou elevados índices de popularidade no Japão, o que decretou o sucesso da dupla Ohba/Obata.

Muitos acreditam que Bakuman pode ser um relato da vida de seus autores, ou pelo menos, algumas partes, devido a grande quantidade de referências que existem na obra.

Os criadores de Death Note e suas outras obras 6

 

Platinum End

Após uma pausa, a dupla retornou e  desde 4 de Novembro de 2015, Platinum End está sendo publicado na revista mensal Jump Square da editora Shueisha.

O novo mangá da dupla conta a história de Mirai Kakehashi, um estudante que tenta se suicidar.

Ele é resgatado pelo seu anjo da guarda, Nasse, que além de proteger, também dá poderes especiais ao garoto para que ele possa competir entre os 13 candidatos, escolhidos por outros anjos, para assumir o papel de Deus, que está para se retirar no prazo de 999 dias.

O primeiro volume de Platinum End foi um enorme sucesso e estreou no número dois na lista semanal da Oricon dos mangás mais vendidos.

Uma das críticas que se destacaram é a de Ian Wolf, que escrevendo para Anime UK News, comparou Platinum End com Death Note, dizendo:  

O personagem principal é um garoto adolescente farto da vida, que é guiado por uma força sobrenatural e dado um grande poder.

Ambos os protagonistas aparentemente encontram-se no caminho para se tornar uma divindade.

Contudo, enquanto Light Yagami usa seus poderes para fins diabólicos, matando qualquer um que suspeita de fazer qualquer coisa errada enquanto é observado por um shinigami, Mirai Kakehashi é guiado por uma força aparentemente mais benevolente”.

Ele também escreve que a série é um exemplo de um jogo de morte, citando a morte de um dos candidatos à Deus no segundo capítulo. Pelo visto, mais um sucesso da dupla está chegando.  

Os criadores de Death Note e suas outras obras 7

Ps: Todos os títulos destacados foram publicados aqui no Brasil pela Editora JBC. Confira também nossas matérias sobre mangás.


Créditos:

Texto: Breno Raphael
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Matéria publicada originalmente em 01 de fevereiro de 2018. Atualizada em 10 de abril de 2020.