Operação Overlord

Ano: 2018

Distribuição: Paramount

Estreia: 08 de Novembro

Roteiro: Billy Ray, Mark L. Smith

Direção: Julius Avery

Duração: 108 Minutos 

Elenco: Wyatt Russel, Jovan Adepo, Mathilde Ollivier, Johan Philip Asbaek, John Magaro

Sinopse: “Uma tropa de paraquedistas americanos é lançada atrás das linhas inimigas para uma missão crucial. Mas, quando se aproximam do alvo percebem que não é só uma simples operação militar e tem mais coisas acontecendo no lugar, que está ocupado por nazistas.

Diego Brisse

Sempre curti muito as histórias sobre a segunda guerra, em especial as místicas e tecnológicas. A primeira vez que vi o trailer de Operação Overlord já me interessei, lembrei de uma HQ do Hellboy, B.P.D.P. Origens: 1946 – 1947.

O filme se passa durante a Batalha da Normandia ou Dia D, a batalha que deu início a invasão das tropas aliadas da Europa Ocidental, que teve o codinome Operação Overlord. Esse evento já foi representado em diversos filmes sobre diferentes pontos de vista e aqui acontece de uma maneira muito peculiar. O roteiro aproveita o fato histórico para criar uma trama isolada, usando uma missão de grande importância para o sucesso da operação como um todo, e insere o elemento terror com ares de ficção científica. E isso deixa tudo muito, mas muito legal. 

A cena de abertura do filme envolve o expectador e nos coloca em uma imersão sensacional! O filme fez questão de usar todos os estereótipos possíveis de personagens militares, tornando tudo muito mais divertido. O filme tem cenas bem violentas, mais puxadas para o gore, aproveitando os detalhes que envolvem os experimentos para pesar ainda mais a mão. A personagem Chloe, interpretada por Mathilde Ollivier é a que mais curti, por ser a tradicional mulher bad ass, em alguns momentos chega a ter mais atitude que alguns soldadinhos… O senso de urgência da missão deixa o filme bem dinâmico, não cansando em nenhum momento. A ambientação e os efeitos do filme são um grande destaque, todo o cenário é construído para dar tensão e aumentar o clima de terror, trazendo mais impacto. 

Apesar de divertido, Operação Overlord tem suas falhas, excesso de clichês, atitudes burras dos personagens, muita coisa forçada do roteiro, incoerências e mais algumas coisinhas podem incomodar. Nada comprometeu o filme em si, mas não se aprofundar em detalhes tira muito do peso e acaba tornando o filme um pouco raso.

Operação Overlord tem suas falhas, mas diverte bastante, entregando justamente o que foi prometido nos trailers, um terror com pano de fundo na segunda guerra. Senti falta de mais elementos do terror, poderiam ter se aprofundado muito mais da ficção, mas ainda assim é um filme que vale ser visto e vai divertir de preferência em Imax.

 

Avaliação: Ótimo!

Leitura Recomendada: 

 

 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon