por Diego Brisse

 

O Nevoeiro (2017)

3 Bacons

Sinopse: Encurralados por um estranho nevoeiro, os moradores de uma cidade descobrem que o fênomeno esconde criaturas terríveis. 

 

Diante da polêmica envolvendo Death Note e após a decepção com A Torre Negra resolvi apostar nessa nova adaptação do conto de Stephen King antes de me aventurar pela adaptação do Deus da Morte.

A série repete todos os erros bobos de under The Dome, com conflitos quase idênticos dos personagens diante de um fator externo inesperado que afeta a vida e a rotina de todos. Aqui isso ainda é melhor trabalhado, apesar de ter um “caso” inicial já polêmico e com temática pesada, fica muito nítido que será uma ponte para um futuro plot twist. 

Os personagens tem o desenvolvimento padrão do estilo, e até funciona. É interessante ver a mudança de comportamento e índole dos personagens diante da chegada do nevoeiro e a série, felizmente, não se prende à somente isso e trabalha um pouco do que se trata o nevoeiro, deixando muitas portas abertas para desvendar o mistério.

Embora a primeira temporada tenha sido longa demais para pouca trama, tornando a série meio chata, se arrastando propositalmente para ter mais temporadas, nos dois últimos episódios deram um salto de qualidade que me fizeram gostar um mínimo do total da temporada. A série tem outros pontos positivos, como conseguir expressar o clima de terror e suspense de forma adequada e não se privar de cenas mais violentas, que nesse caso fazem sentido. O filme continua sendo muito superior, apesar de ter uma proposta bem diferente, mas a série consegue se levantar no final e deixa um mínimo de curiosidade para sua segunda temporada.