Bob Iger, CEO da Disney declara que haverá uma desaceleração na produção de filmes da franquia.

Por Alexandre Baptista com informações via AFP

Menos Star Wars, mais qualidade? Novos rumos e nova trilogia de Star Wars 1

No ultimo dia 20, o Hollywood Reporter publicou uma entrevista Bob Iger, CEO da Disney que, entre outras coisas reconheceu a falha na estratégia de lançar um longa metragem relacionado à franquia a cada ano.

 

"Eu decidi o cronograma e, olhando pra trás, penso que cometi um engano – e assumo a culpa – era um pouco demais e muito rápido. Pode esperar uma desaceleração mas não significa que deixaremos de fazer filmes. J.J. [Abrams] está ocupado iniciando o [Episodio] IX. Nós temos entidades criativas, incluindo [os criadores de Game of Thrones David] Benioff e [D.B.] Weiss, que estão desenvolvendo novas sagas próprias e que ainda não entraram em detalhamento. E estamos justamente no ponto de tomar decisões sobre o que virá após o filme de J.J.. Mas acho que seremos agora mais cuidadosos com o volume [de produções] e cronograma.".

 

Desde o anúncio da compra da Lucasfilm pela Disney, a gigante anunciou uma reestruturação do cânone de Star Wars e, a partir da estreia de "Star Wars: o despertar da força" em 2015, anunciou o lançamento de um longa metragem por ano, o que deixou fãs e céticos quanto a capacidade de desenvolvimento coeso da gigante do entretenimento e profissionais alarmados com a possível reação de fãs mais conservadores da franquia.

Menos Star Wars, mais qualidade? Novos rumos e nova trilogia de Star Wars 2

Com o recente fracasso de crítica e bilheteria de "Han Solo: uma história Star Wars” que arrecadou pouco menos de 400 milhões de dólares em todo o mundo, era de se esperar um redirecionamento na estratégia da franquia.

 

O episódio IX, próximo capítulo da saga principal de Star Wars, estreia em dezembro de 2019.

 

NOVA TRILOGIA

 

Anunciada em fevereiro pela Lucasfilm, a franquia Star Wars ganhará uma nova trilogia pelas mãos dos criadores de Game of Thrones.

 

Segundo Iger, os filmes de David Benioff e D.B. Weiss se distanciarão da trama principal da família Skywalker (o que tem sido a marca registrada dos produtos Disney relacionados à franquia) e também da nova trilogia que será desenvolvida por Rian Johnson, o roteirista e diretor de Star Wars: os últimos Jedi.

 

Resta esperar se a lição aprendida em Han Solo ecoará de forma positiva na saga ou se a Disney conseguirá fazer algo que nem mesmo George Lucas conseguiu com a “trilogia perdida”: destruir a franquia.