por Diego Brisse

Matéria Escura, escrito por Blake Crouch, é um livro de ficção científica bem moderno e atualizado. Na trama, o protagonista Jason Dessen é raptado por um homem mascarado e  levado para uma usina abandonada e deixado inconsciente. Ao acordar ele se encontra em local muito diferente, com pessoas que o conhecem, porém ele não reconhece nenhuma delas. E daí o livro se desenrola e é uma experiência gratificante ler sem saber mais do que isso.

A narrativa de Blake Crouch em Matéria Escura tem um início bem acelerado e “misterioso”, prendendo o leitor. O livro é contado 99% do ponto de vista do protagonista Jason Dessen, que é um estilo narrativo excelente para a trama, pois assim como o personagem, somos mergulhados em uma trama de descobrimento diante do desespero do protagonista, que busca retomar sua vida normal.

Apesar do início bem dinâmico, a trama alterna alguns momentos muito lentos, que chegam a incomodar. Porém após um dos trechos mais lentos e chatos do livro, embarcamos em uma aventura de exploração muito interessante, aonde entra pesado a parte da ficção científica.

A parte científica em si, é muito bem explorada e se aprofunda de forma didática até aonde é possível para que leitores mais leigos entendam a trama sem se perder. Não chega a ser uma ficção científica hardcore, mas consegue equilibrar o bastante para agradar os leitores que se acham mais inteligentes e os hipsters, sem explicar muito os conceitos.  

O pecado do livro está em descaracterizar um pouco o conceito criado para o próprio personagem. Ao se deparar com a descoberta do que realmente aconteceu com ele, que foi algo até então inconcebível mesmo para um potencial cientista, o mesmo não demonstra muito espanto ou se maravilha com as descobertas, mas sim fica obcecado em retomar sua vida ordinária. Ok, o personagem deixou de lado todo seu potencial para se dedicar à uma vida comum, porém no seu íntimo ele ainda era um cientista. Apesar de não ser uma falha, é mais uma implicância minha, em determinado momento o foco no lado mais romântico e dramático me incomodou. E um ponto relacionado à ficção científica, algo que acontece mais para o fim do livro, me incomodou muito! Foi um exagero desnecessário.

Matéria Escura, mesmo com pontos que eu acabei implicando, é um ótimo livro e vale a leitura. O autor Blake Crouch consegue equilibrar muito bem ficção científica, aventura e suspense (e romance, e drama, tá, eu admito) e ainda explora pontos mais filosóficos. No final, Matéria Escura fala sobre as escolhas que tomamos e em como cada uma delas poderia mudar não só o nosso destino, mas o de todos ao nosso redor.

 

Ultimato do Bacon

Avaliação: Ótimo

 

 

Compre o livro com desconto clicando na capa abaixo 😉

 

MATERIA ESCURA BLAKE CROUCH

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Whatsapp

Instagram

Facebook

Amazon