Maligno (The Prodigy)
Ano: 2019 Distribuição: Imagem Filmes
Estreia: 08 de Fevereiro

Direção: Nicholas McCarthy

Roteiro: Jeff Buhler

Duração: 132 Minutos  

Elenco: Taylor Schilling, Colm Feore,Brittany Allen, Jackson Robert Scott, Byron Abalos, Peter Mooney

Sinopse: “A repentina mudança no comportamento do jovem Miles, faz Sarah suspeitar que algo maligno está agindo sobre seu filho e controlando suas ações. Com um crescente terror tomando conta de sua família, ela se vê entre o medo e a razão à medida em que tenta descobrir o que há de errado com ele.

 

 

 

Lucas Souza

 

Maligno é o novo filme de terror que estreia nos cinemas brasileiros em 14 março. Ele vem com direção de Nicholas McCarthy e conta com Taylor Schilling no papel principal de Sarah. A história parte de uma premissa simples e se desenvolve de forma rápida (mas não apressada).

Sarah vê seu filho Miles (Jackson Robert Scott) se desenvolver de forma mais rápida do que as crianças normais desde cedo. Para ela e seu marido John (Peter Mooney) isso sempre foi um indicativo de que ele era uma criança superdotada. Quando o comportamento do jovem Miles começa a mudar, e se tornar estranho e agressivo, é que eles começam a imaginar que a coisa pode não ser o que parece.

 

Jackson Robert Scott entrega uma atuação que não compromete o papel de Miles no filme

 

Maligno é um filme que combina bem dois gêneros e se apropria de seus clichês: é uma história sobre um psicopata mas também é uma história sobrenatural. O filme não tem medo ou receio de nos chocar com um terror mais gráfico mas sabe também trabalhar a atmosfera de suspense (mesmo que nem sempre ele consiga cumprir a expectativa que cria). O maior mérito do filme é saber dar o ritmo da história. Não temos aqui grandes enrolações e tudo ocorre de forma rápida e natural nas suas 1h30min de filme. As atuações também não comprometem, apesar de passarem longe de agregar ao longa.

Como muito dos filmes de terror atuais, Maligno acaba exagerando nos clichês. Sabe aquele “tiozão” macabro que sabe exatamente o que está acontecendo? Sim, ele está no filme e é interpretado por Colm Feore. Sabe como tudo parece meio distante e isolado? Sim, isso também está lá. Isso só para mencionar dois grandes recursos recorrentes em filmes de terror. Os efeitos visuais do filme, que são bons de maneira geral, pecam em momentos onde tenta-se representar o sobrenatural. Ele vai muito bem nas cenas de violência e falha ao representar o fenômeno pelo qual Miles está passando – o que não quer dizer que não consiga render bons sustos com a ajuda da trilha sonora (essa sim, perfeitinha e impecável).

Mais um filme de terror que entrega um bom “feijão com arroz”. Sem apresentar nenhuma inovação ao gênero, Maligno se apresenta como uma boa diversão. Seu tempo de duração pequeno combinado com uma história fechada e fluída – e com bons sustos – é uma boa pedida para os amantes do gênero. Apesar de bom, fica aquela sensação de que faz muito tempo que alguém não produz nada realmente relevante para o terror nos cinemas.

 

Avaliação: Bom!

 

 

Trailer:

 
 
 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon

 

 

 

Comentários