****O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS DE STAR WARS – EPISÓDIO VIII – OS ÚLTIMOS JEDI****

por Alexandre Baptista

Luke Skywalker, Mark Hamill e o Mimimi de Alguns Fãs 1

 

Esses dias atrás um amigo me encaminhou uma declaração de Mark Hamill a respeito da representação de Luke Skywalker no novo filme da franquia Star Wars. Basicamente ele se dizia um pouco contrariado com “esse Luke”; dizia que não era o “meu Luke” e que teve de imaginar que estava interpretando outro personagem “talvez um irmão de Luke, Jake Skywalker” para poder realizar bem o trabalho. Depois, relativizou, disse que confiava muito no trabalho de Rian Johnson e que, apesar de discordar dessa visão, achou que o trabalho ficou incrível.

Eu acho muito estranho quem está criticando o novo filme do Star Wars. Respeito, mas acho estranho. Muito estranho mesmo. Principalmente essa não aceitação a Luke Skywalker. Esse argumento de "o Luke não é assim!" não cola galera. Nem com o trunfo (trunfo?) de "mas o Mark Hamill também não gostou". Quem quer se apoiar nessa declaração sempre cita que, de acordo com Hamill “Jedi não desistem nunca”. Quer ver como esse argumento do Hamill é falho?

EPISÓDIO III – A Vingança dos Sith

O que fizeram Obi-Wan Kenobi e Yoda depois do massacre ao templo Jedi? Fugiram. Com os sabres-de-luz no meio das pernas… Porque tinha que ser assim, porque era a saída mais inteligente ou por falta de esperança? Não é dito. A gente INFERE. A gente preenche o espaço de oclusão com o que foi sugerido OU com o que a gente QUER acreditar que seja a motivação.

A real? É que depois de EP. III o Yoda estava pronto para morrer em Dagobah. Não queria mais saber de Império, de porcaria nenhuma. Quando Luke encontra o velhinho verde, ele tá vivendo totalmente de boa ali, sem se preocupar com nada além da casinha dele, as raízes que tão fervendo pra janta e os monstrinhos do pântano.

E o Kenobi? Era também outro eremita esquisitão que já nem lembrava direito do nome "Obi-Wan" e atendia agora por Ben. Por mais que DEPOIS se diga que ele esteve esse tempo todo zelando por Luke, quando a trilogia original foi apresentada, nada disso era sabido. Os Jedi eram um povo perseguido. Em seus últimos suspiros. Vivendo no anonimato e SEM NENHUMA INTENÇÃO de provocar nenhuma mudança no status quo. O que me faz voltar a conversa novamente para Luke.

Sobre o Luke na trilogia original, sabemos de fato que ele acredita na bondade do pai; que ele é muito teimoso (fala do Yoda) e que ele é intempestivo; que ele tem muito medo e há algo negro dentro dele… ou alguém se esqueceu de que ele se enxerga como Vader na caverna? Caramba galera, sério… vocês ASSISTIRAM O IMPÉRIO CONTRA-ATACA? O PRÓPRIO LUKE SE enxerga como sendo Vader. Em Retorno de Jedi, ele só ganha do Vader no duelo quando QUASE cede ao lado negro e DESCE O CACETE no próprio pai. Ele está muito abalado mentalmente e, no último minuto, respira fundo, joga o sabre de lado e não se submete. Ele não cedeu à tentação naquele momento, naquele dia… Mas é sério que vocês acharam que psicologicamente aquele momento de equilíbrio ACABOU com todo o medo no coração de Luke? Acabou com toda a teimosia, redimiu o cara para todo o sempre? Fez dele o “Senhor da Luz”, o Iluminado das Galáxias? Caramba… Vamos lembrar, ao longo da trilogia “perdida”, o Anakin também passou por muitas provações antes de sucumbir ao lado negro. Ele foi sendo manipulado incessantemente pelo Palpatine até sucumbir ao lado negro. E no fim, ainda havia bondade nele. O mesmo vale para Luke. O lado da luz venceu na caverna; venceu na batalha contra Vader e o Imperador; e ponto. O resto a gente supõe. E imagina que ele viveu feliz para sempre…

Mas daí a dizer que ele DE FATO viveu feliz para sempre é outra história. Afirmar categoricamente que o Luke JAMAIS teria dúvidas quanto a Ben Solo; que ele JAMAIS iria se isolar do mundo para "morrer em paz”… Assistam o último duelo de Vader e Luke em O Retorno de Jedi. Só assistam. Sinceramente, acho que fazer essa afirmação é querer projetar DEMAIS a sua própria visão de coisas que não foram mostradas, apenas sugeridas e inferidas. “Eu não aceito isso! Eu não aceito esse Luke do ep.VIII!”. Tá bom amigo. Pena que você não tinha US$ 4.000.000.000,00 quando a Disney comprou os direitos do George Lucas né?

Os filmes originais mostram ALGUNS aspectos da personalidade de Luke Skywalker. Recortes. E a gente preencheu com nossas expectativas todo o resto. Episódio VIII mostrou mais um pouquinho dele. E mostrou em um determinado momento um lado que alguns já imaginavam que podia vir a tona. E que outros estão inconformados de finalmente conhecer. Mas a narrativa até aqui permitia tudo isso. Tanto para um lado, quanto para outro. E Rian Johnson escolheu esse lado que está aí. E a Disney gostou da ideia. E eu também. Sigo repetindo: depois de Império Contra-Ataca e Rogue One, é meu filme favorito da saga.

Ninguém "subverteu absurdamente" nenhum personagem não. Vocês é que não prestaram atenção aos filmes originais.