Jurassic World: Reino Ameaçado

Ano: 2018

Distribuidor: Universal Pictures

Estreia: 14 de Junho     

Direção: Colin Trevorrow

Duração: 128 min

Elenco: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Rafe Spall, Justice Smith, Daniella Pineda, James Cromwell, BD Wong, Isabella Sermon, Jeff Goldblum

Sinopse: "Quando o vulcão dormente entra em erupção, Owen (Chris Pratt) e Claire (Bryce Dallas Howard) lideram uma campanha para salvar os dinossauros da extinção. Owen está motivado para achar Blue, sua raptor que continua sumida na floresta, e Claire desenvolveu um respeito pelas criaturas e agora fez delas sua missão. Ao chegar na instável ilha quando lava começa a escorrer, a expedição descobre uma conspiração que pode colocar o planeta inteiro em um perigo não visto desde a era pré-histórica".

João Pedro

Em primeiro lugar, vamos deixar uma coisa clara: Jurassic Park nunca foi apenas sobre os dinossauros, mas sobre os seres humanos, especificamente, sua ganancia e sua arrogância. Um tema que sempre esteve presente na franquia foi o questionamento sobre “brincar de Deus”, algo que Jurassic World trouxe para os novos tempos ao mostrar a capacidade de criar o famigerado Indominus Rex. E assim como nos filmes anteriores, a humanidade não está disposta a aprender com os erros do passado, pré-histórico ou não.

O trailer, feito pelo mesmo pessoal que deve ter feito trailers da Marvel e da DC, não esconde muito da trama, ou melhor dizendo, da ação do filme. Com a iminente destruição da Ilha Nublar, Claire Dearing (Bryce Dallas Howard) luta para encontrar meios de salvar os dinossauros de uma nova extinção, o que a leva a conhecer Benjamin Lockwood (James Cromwell) e seu assessor Eli Mills (Rafe Spall) que a convencem a participar de uma expedição para levar os dinossauros a uma nova ilha, e fazem com que ela recrute Owen Grady (Chris Pratt) para ajudar a capturar Blue, a última de sua espécie.

Ainda como visto no trailer, esse resgate faz parte de um plano de Mills, que pretende vender os dinossauros para financiar a criação de uma nova espécie, desenvolvida a partir do Indominus Rex e utilizando as pesquisas de Owen para treiná-lo, o que leva mais uma vez a cenas de fugas e pessoas correndo desesperadas de um monstro jurássico.

O filme está repleto de clichês da franquia, entretanto é na sua mensagem que se encontra sua força. Claire se sente responsável pelos dinossauros e se esforça para salva-los, uma vez que acredita que independente da forma como eles foram criados, eles estão vivos. As cenas de Owen treinando os jovens raptores são incríveis e emocionantes, e a mensagem de Ian Malcom (Jeff Goldblum) se torna mais verdadeira a cada novo passo do filme: o potencial genético foi liberado e não pode mais ser contido. Essa é a mensagem do filme: o sonho de Hammond liberou um poderoso potencial no mundo, e agora a humanidade deve aprender a lidar com isso. Muito mais que os dinossauros, a verdadeira ameaça é a ganancia da humanidade.

Considerando todos os pontos, o filme é bastante promissor e estabelece uma temática interessante para ser abordado no possível capitulo final, uma vez que até o momento existem planos apenas para uma trilogia. Uma vez que Colin Trevorrow, responsável pelos dois filmes até então está confirmado para dirigir e roteirizar o próximo filme, é muito possível que ele saiba amarrar todas as pontas que ele criou. No geral, Jurassic World Reino Ameaçado é um ótimo filme para a família, e mesmo repetindo a formula de seus antecessores, ainda traz novos ares para a franquia, além de contar com bons momentos que vão garantir uma pontada ou duas no coração.

 

Avaliação: Ótimo!

https://www.youtube.com/watch?v=jjE7AEhgsWA