Ultimato do Bacon

Inferno de Jonathan Hickman – O Ultimato

Em 5 de Mai de 2022 3 minutos de leitura
Inferno de Jonathan Hickman (2)

Krakoa foi construída em cima dos sonhos, lágrimas e sangue da raça mutante, mas é em Inferno de Jonathan Hickman que esse sonho será testado como nunca antes.

A nova ilha mutante é um paraíso, mas mesmo um paraíso pode estar cheio de serpentes. Fazendo o “trabalho sujo” de Moira, Xavier e Magneto seguem fazendo o que acreditam ser o melhor para todos, o que inclui mandar uma das mutantes mais perigosas vivas em missões em troca de pagamento, mas sempre protelando tal promessa.

Mas há um limite de quanto se pode negar a Mística seu único desejo: trazer Sina de volta a vida.

A trama de Inferno de Jonathan Hickman

Desde que Krakoa começou, há uma regra que não foi escrita entre as leis mutantes, mas segue sempre aplicada em silêncio, de acordo com os desejos de Moira: nenhum mutante com poderes precognitivos deve ser ressuscitado.

Mas será que esse é apenas o trauma de Moira por ter encontrado a morte nas mãos de Sina e Mística em uma de suas vidas anteriores? Morte essa que além de particularmente dolorosa, envolveu uma ameaça bem real com relação a quantidade total de suas vidas.

Ou será que a mulher que viveu diversas vidas, seja como aliada ou inimiga dos mutantes tem algo mais a esconder nessa sua atual encarnação?

Inferno de Jonathan Hickman (4)

Xavier e Magneto estão decididos a protegerem a mutante da reencarnação, uma vez que sua morte significaria a destruição desta linha do tempo em favor de uma nova. Para isso, todos acreditam que Moira está morta há anos (de acordo com sua “morte” de anos atrás da linha temporal atual). Para isso, eles a escondem até mesmo do Conselho Silencioso que deveria governar a ilha.

Mística quer a todo custo reencontrar o amor de sua vida. Anos atrás, Sina a alertou sobre um futuro onde haveria uma ilha, e como por mais que a ela fosse oferecida um lugar entre os demais mutantes, eventualmente ela perceberia que não seriam capazes de cumprir a promessa para com ela, e ela permaneceria sozinha. Então, ela deveria queimar o lugar até o chão.

Quando essas três forças se chocam, o que restará do sonho mutante?

Segredos nunca são uma boa coisa no mundo dos quadrinhos, com uma grande tendência a voltar para assombrar os personagens da pior maneira. Além disso, Krakoa foi aberta para todos, o que incluiu um perdão para diversos vilões.

E ainda que Mística não seja nem de longe a pior dos membros do conselho (estou olhando para você Sinistro), engana-la jamais poderia sair barato.

Mas em Inferno de Jonatham Hickman, o futuro mutante não é ameaçado apenas pelo passado, mas também pelas ameaças do presente, uma vez que a organização Orchis continua não apenas ativa, mas continua aumentando seu nível de ameaça a cada dia, principalmente com a evolução do Nimrod a cada tentativa falha dos mutantes de destruir a Forja.

Inferno de Jonathan Hickman (3)

Inferno de Jonathan Hickman é um momento singular da trama dos mutantes. Não sabemos o quanto dos planos iniciais do autor mudaram conforme os demais autores sugeriram novas ideias (leia aqui sobre o Baile do Clube do Inferno e Julgamento de Magneto). Porém, aqui temos uma mudança de status quo com relação ao Conselho Silencioso que governa a ilha mutante.

Diferentemente da promessa vazia que foi X de Espadas, com intrigas vazias e combates desinteressantes, Inferno segue um ritmo constante, alternando o jogo político com o combate pela sobrevivência.

Inferno de Jonathan Hickman (5)

Afinal, Mística pode ser uma das mutantes mais perigosas no conselho, mas não foi apenas para ela que Xavier e Magneto mentiram, com muito em risco quando diversos segredos vierem à tona e como isso afeta os demais membros do conselho, além de alguns personagens com segredos inesperados.

As mudanças trazidas por Inferno podem não ser tão grandes como aquelas trazidas por Dinastia e Potencias de X ou até mesmo a bombástica revelação do Baile do Clube do Inferno, não alterando demais o status quo dos mutantes a princípio, mas com certeza ele muda demais a perspectiva da liderança mutante, deixando ainda mais evidentes as rachaduras que ele plantou desde o começo para demonstrar que apesar de ser um grande passo para a espécie mutante, Krakoa ainda assim foi construída em pilares de areia (e mentiras).

Avaliação: Bom!


Créditos:
Texto: João Pedro Maia
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse
Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!


Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

Conheça o Mangá Jovens Sagrados de Hikaru Nakamura (2)

Conheça o Mangá Jovens Sagrados de Hikaru Nakamura

18 de Ago de 2022

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade