Dumplin
Ano: 2019 Distribuição: Netflix
Estreia: 08 de Fevereiro de 2019  Direção: Anne Fletcher
Roteiro: Kristin Hahn
Duração: 100 Minutos  

Elenco: Danielle Macdonald, Jennifer Aniston, Harold Perrineau, Odeya Rush, Dove Cameron, Luke Benward, Bex Taylor-Klaus e Maddie Baillio

Sinopse: “Determinada a desafiar os padrões impostos pela sociedade, a adolescente Willowdean Dickson se inscreve no concurso de beleza organizado por sua mãe, uma ex-miss.”

 

Dumplin - O Ultimato 1

 

 

Júlio Ribeiro

 

Dumplin é o mais recente filme adicionado ao catálogo com o selo “Original Netflix”, outrora apenas isso já seria suficiente para uma indicação, mas não é caso recentemente.

O filme é baseado no livro de mesmo nome da escritora Julie Murphy e mostra a história de uma garota fora dos padrões de beleza impostos pela sociedade, Willowdean Dickson (Danielle MacDonald) e o seu complicado relacionamento com sua mãe, Rosie Dickson (Jennifer Aniston) uma ex-miss que vive em uma realidade completamente diferente.

Apesar da relação entre mãe e filha ser a trama central do filme, seria muito leviano analisar e discutir apenas esse ponto, o filme se mostra muito mais em plots menores mas totalmente dentro do contexto e da proposta do longa, de uma forma geral, podemos dizer que o filme é uma jornada de aceitação vivida pela protagonista e suas amigas.

Um ponto muito positivo do filme é que não temos a figura de um vilão, seria muito fácil colocar a Willowdean sofrendo bullying na escola ou sendo menosprezada pela mãe apenas por sua aparência ou até mesmo pelas outras candidatas do concurso de beleza. Isso não acontece, muito pelo contrário, Willowdean não é vítima, não se deixa menosprezar em nenhuma situação, possui amigas verdadeiras, não tenta ser o que não é, busca o primeiro amor e no final acaba sendo a maior vilã de sua própria história.

Jennifer Aniston acaba tendo pouco tempo de tela, mesmo não sendo a melhor mãe do mundo e deixando a criação de sua filha a cargo de sua irmã Lucy (Hilliary Begley) não podemos dizer também que ela de alguma forma não gosta da filha ou tem problemas com sua aparência, ambas possuem problemas em se conectar pois possuem gostos diferentes e ponto. O nome de Aniston acaba sendo utilizado para divulgação do filme (algo compreensível, principalmente por ela ser creditada como uma das produtoras) mas não vá assistir esperando que o filme seja mais uma de suas comédias românticas.

Gostaria de deixar uma nota sobre a atuação de Harold Perrineau (Lost, Matrix e Oz) simplesmente sensacional, ele literalmente rouba todas as cenas que aparece.

Dumplin pode parecer ser um filme bobinho no estilo sessão da tarde mas levanta questões importantes como gordofobia, autoestima, amizade, autoaceitação e os padrões da sociedade de uma forma geral, é uma ótima pedida para um final de semana despretensioso.

 

 

Dumplin - O Ultimato 2

Avaliação: Bom!

 

 

Trailer:

 
 
 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon