Lara Croft: Tomb Raider é uma franquia que está aí desde 1996 nos games e logo ganhou as telas em 2001 na pele da belíssima e talentosa Angelina Jolie com dois filmes, e depois foi rebootado em 2018. Os três filmes estão disponíveis entre os catálogos da Netflix e da Amazon Prime. 

Conheça a história de Tomb Raider

Em primeiro momento, é inevitável uma comparação com Indiana Jones. Isso acontece, pois, o arqueólogo realmente teve uma grande influência na criação dos jogos, por conseguinte nos filmes. Não existe um grande mistério por trás do filme: Lara é uma arqueóloga que é contatada por um determinado grupo para encontrar um determinado objeto. O filme ainda conta também com o drama do que aconteceu com o pai da protagonista. Isso é um tema que recorre inclusive nos jogos.

No primeiro filme, Lara entra em conflito com o misterioso grupo Illuminati que buscam as partes de um misterioso triangulo que os concederá poderes durante um alinhamento planetário. Obviamente, Lara possui uma das partes, o que liga seu pai a trama e começa uma corrida ao redor do mundo para reunir as demais partes e impedir que os vilões tenham sucesso.

Sim, o plot é esse mesmo, parece básico, e os efeitos são de 2001. Mas mesmo assim o filme tem muitos méritos, não é nem de longe das piores adaptações de vídeo games para o cinema. Da mesma forma, seu sucessor, A Origem da Vida, tem uma trama muito similar, mas que consegue envolver e empolgar mesmo com o plot “batido”, o que em si já é um grande mérito.

Para quem quer algo mais novo, a Netflix tem em seu catálogo Tomb Raider: A Origem, a aventura cinematográfica baseada na terceira linha cronológica dos games, conhecida como “Survivor”.

O roteiro é bem mais fiel a trama do jogo que mostra uma jovem Lara, interpretada por Alicia Vikander, de certa forma inexperiente esbarrando em uma trama sinistra. Como o próprio nome da linha de jogos sugere, ainda que haja a presença de um local a ser explorado e relíquias a serem encontradas, esse filme foca muito mais na sobrevivência da personagem título.

Ainda que seja razoavelmente fiel ao jogo, e em alguns momentos tenha cenas que parecem ter sido retiradas diretamente do game, a história toma certas liberdades, se assemelhando ao primeiro filme de Jolie ao incluir extensivamente o papel do pai de Lara na história.

No geral, os três filmes são razoavelmente bons para matar o tempo, e principalmente indicados para quem curte filmes no melhor estilo Indiana Jones. Para aqueles que são fãs dos jogos, os dois primeiros se parecem com o tipo de aventura que a protagonista viveria em sua primeira versão, podendo até mesmo ser episódios perdidos da forma como foi o jogo Chronicles. Já as escolhas do longa mais recente podem incomodar um pouco, mas nem por isso tornam o filme menos divertido e empolgante. Para um domingo preguiçoso e sem muita vontade de rodar todo o catálogo da Netflix/Amazon Prime, esses filmes definitivamente propiciam um bom nível de entretenimento.

Os dois filmes de Tomb Raider com a Angelina Jolie estão disponíveis na Amazon Prime e Tomb Raider: Origem está disponível na Netflix!

Trailer:

O que achou das dicas de hoje?

Fique ligado no Ultimato do Bacon todas as sextas-feiras para mais Dicas de Streaming!


Créditos:

Texto: João Maia

Imagens: Reprodução

Edição: João Maia

Texto publicado originalmente em 14 de fevereiro de 2020. Atualizado em 09 de abril de 2020.

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!

 


 

 

 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: