Demolidor (3ª Temporada) | O Ultimato

Demolidor (3ª Temporada)

Ano: 2018

Distribuição: Netflix

Estreia: 19 de Outubro

Diretor: Vários

Duração: 40/55 min/episódio

Elenco: Charlie Cox; Deborah Ann Woll; Vincent D’Onofrio

Sinopse: “Após os eventos finais de Os Defensores, Matt Murdock se recupera no Orfanato St agnes e rejeita sua alcunha de super herói. Mas quando seu arqui-inimigo Wilson Fisk é libertado da prisão, Matt deve escolher entre se esconder do mundo ou abraçar seu destino como o Demônio de Hell's Kitchen.

Diego Brisse

Demolidor foi um dos maiores acertos da parceria Marvel/Netflix. O serviço de streaming possibilitou que o personagem fosse trabalhado de maneira mais adulta, violenta, trazendo um pouco do conceito Marvel Max para as telas. Após uma segunda temporada quase impecável, o personagem sofreu com a queda de qualidade na série dos Defensores, trazendo o desafio de recuperar o prestígio na sua nova temporada. E foi ótimo!

Maratonar séries para um nerd trabalhador com família é uma missão muito difícil, ainda mais se for uma série chata. Essa temporada me empolgou tanto, que consegui em dois dias terminar de assistir. Os primeiros episódios tem um ritmo crescente cativante, sempre prendendo o espectador até o fim sem cansar. Os personagens já perfeitamente estabelecidos dispensam apresentações, dando tempo para introdução e desenvolvimento de novos de maneira completa e crível.

Wilson Fisk segue magistralmente interpretado por Vincent D’Onofrio, exigindo que o novo vilão tivesse uma qualidade compatível. E isso foi conquistado. O novo vilão é incrível, bem desenvolvido e muito bem interpretado. As cenas de luta, presentes em quase todos os episódios, são ótimas! O ritmo acelerado da série nos faz entender um pouco do desgosto em relação às outras séries do selo, enquanto Demolidor mantém um nível de adrenalina estável, as outras são excelentes soníferos. Para alegria dos leitores, a série continua fazendo referências às clássicas HQs do personagem e buscando inspiração nas mesmas para recriar diversos momentos clássicos.

Apesar de ter um alto nível, a série cai no problema de ser longa demais, 8 episódios seriam mais do que suficiente para contar toda a história de maneira excelente. 13 episódios acabam tirando um pouco do gás nos episódios finais e exigindo reviravoltas um tanto bobas ou desnecessárias para o roteiro. Faltou também coragem para impactar, em determinado momento fica nítido para qual momento a série estava se encaminhando e o medo acaba tirando o peso e evitando que a série seguisse seu rumo natural, deixando os finais muito novelescos.

Demolidor consegue em sua terceira temporada manter o alto nível, depois de apresentar o Justiceiro na segunda temporada de forma magnífica, era de se esperar que fosse um desafio manter o nível, e esse desafio foi vencido introduzindo um novo vilão de destaque muito bem construído. Apesar do clima final mais novelesco e da falta de coragem em pesar a mão quando foi necessário, Demolidor presenteia os fãs do personagem com diversas referências e adaptações de cenas clássicas das HQs, respeitando o personagem.

 

Avaliação: Ótimo!

Leitura recomendada do personagem:

 

 

Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon

Comentários