De Repente Uma Família (Instant Family)

Ano: 2018

Distribuição: Paramount

Estreia: 29 de Novembro

Roteiro: Sean Anders, John Morris

Direção: Sean Anders

Duração: 118 Minutos 

Elenco: Mark Wahlberg, Rose Byrne, Isabela Moner, Octavia Spencer, Gustavo Quiroz, Julianna Gamiz, Tig Notaro, Margo Martindale, Julie Hagerty, Joan Cusack, Eve Harlow

Sinopse: “Pete (Mark Wahlberg) e Ellie (Rose Byrne), formam um jovem casal que decide adotar uma criança. Durante o processo, eles acabam se apaixonando pela adolescente Lizzie (Isabela Moner), uma garota de temperamento forte e que se sente responsável pelos dois irmãos mais novos. Logo, Pete e Ellie se veem com três estranhos em casa, que mudam as suas vidas por inteiro.”

 

De Repente Uma Família - O Ultimato 1

Alexandre Baptista

De Repente Uma Família consegue ser leve e sutil ao tratar do pesado tema da adoção


Comédia dramática estrelada por Mark Wahlberg e Rose Byrne tem estreia nesta quinta, 29 de novembro e é inspirada em fatos reais da vida do diretor Sean Anders

Por Alexandre Baptista

De Repente Uma Família - O Ultimato 2

 

No meio artístico existe uma quase unanimidade de que a comédia bem-feita é mais difícil de se levar a cabo do que o drama. Talvez por isso seja tão comum encontrarmos poucos filmes e espetáculos em que a inteligência e acessibilidade ao material estejam equilibrados: ou a piada é rasa e abrangente – seja infantil ou chula; ou é tão magistralmente inteligente e restrita que passa por sem-graça para a grande maioria do público.

À primeira vista, De Repente Uma Família (Instant Family), dirigido e roteirizado por Sean Anders, se encaixaria na primeira opção. Mas o desenrolar do longa prova que o roteiro – inspirado na vida pessoal do diretor – está mais para um pequeno drama familiar salpicado de momentos inusitados do que para a comédia pastelão típica da entressafra anual do cinema. Lembrando uma estrutura muito encontrada no cinema italiano, a comédia é mais delicada e inteligente que a média dos filmes do gênero. Ainda assim, é uma comédia de fim de tarde recheada de clichês, bastante previsível, que tem nos detalhes seu grande trunfo.

De Repente Uma Família - O Ultimato 3

Rose Byrne, Octavia Spencer, Tig Notaro e Mark Wahlberg em De Repente Uma Família. [Crédito: Paramount Pictures]


 

Por tratar de um tema tão complexo quanto a adoção, certos lugares-comuns acabam sendo inevitáveis e, claro, procurados para aumentar a carga dramática do filme. A grande diferença em De Repente Uma Família está nas pequenas subversões que contrastam situações extremamente emocionais e pungentes com acontecimentos ridículos e hilários ao mesmo tempo. Como muitas vezes acontece na vida, fica-se sem saber se deve-se rir ou chorar.

O elenco feminino rouba a cena com participações geniais de Margo Martindale (Vovó Sandy), Julie Hagerty (Jan), Joan Cusack (Mrs. Howard), Eve Harlow (Brenda) e destaques para Octavia Spencer (Karen), Isabela Moner (Lizzy) e Rose Byrne (Ellie). A atuação de Mark Wahlberg não compromete e a interação com Byrne funciona de maneira natural, deixando o longa mais envolvente e dinâmico.

De Repente Uma Família é um filme sincero, honesto e que retrata com leveza os desafios e superações enfrentadas por pais e filhos na adoção. Uma bela homenagem de Anders a seus filhos adotivos.

 

 

Avaliação: Bom!

De Repente Uma Família - O Ultimato 4

 

 

Trailer

 

 

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon