Caverna do Morcego

por Fabio da Luz

 

Desde 2016 e do evento “Renascimento”, Tom King vem escrevendo um dos carros chefes da editora DC que é a revista do Batman.

Entre arcos espectaculares e alguns arrastados, a revista vem sempre ficando entre as 10 mais vendidas de todos os meses, tendo inclusive o roteirista recebido uma indicação ao prêmio Eisner, o mais importante da indústria de quadrinhos, pelo trabalho com o título.

Algumas semanas atrás vimos algumas entrevistas de Tom King dizendo quais eram seus planos para a reta final do seu trabalho junto ao homem-morcego, que teria seu encerramento planejado para além da edição nº 100 e que mudaria a forma como vemos o personagem hoje. O mesmo chegou a dizer que não estava acreditando que a editora havia deixado ele fazer isso com uma das mais importantes franquias dela.

E pois bem, parece que as coisas mudaram.

No dia 22 de maio surgiu um boato, divulgado pelo site Bleeding Cool News, de que a DC estava planejando que o trabalho de Tom King junto ao Batman tivesse um tempo menor, terminando o tempo do roteirista junto a revista na edição nº 85. Ele ficaria na revista somente até o final de 2019, sendo que tal decisão teria sido feita contra a vontade de King.

 

Detalhe da capa da revista Batman #50 da DC Comics com o Batman e a Mulher Gato casando

O rumor diz que a intenção da DC é colocar o roteirista em outros títulos, visto que o mesmo possui contrato de exclusividade com a editora.

Não se sabe exatamente o que levou a DC a considerar essa possibilidade, mas o último arco intitulado “Knightmares” enfrentou algumas críticas por parte dos leitores, inclusive gerando uma pequena queda nas vendas, mas nada que comprometesse a posição da revista dentro do “Top 10”.

No Twitter o autor chegou se manifestar agradecendo o apoio das pessoas que estavam mandando mensagens, mas em nenhum momento entrou no mérito da questão.

O seu parceiro de trabalhos, Mitch Gerads, ressaltou também na rede social do passarinho azul que “estava sabendo de coisas sobre uma coisa e isso significava coisas melhores”.

No final do dia outros portais começaram a noticiar que Tom King realmente estava saindo do título a partir da edição nº 85.

Contudo, tanta a DC quanto King não se manifestaram sobre o rumor.

Possivelmente nos próximos dias teremos a confirmação, ou não, do futuro do carro chefe da editora, especialmente pelo fato de que em julho teremos a San Diego Comic Con.

O fato é que a saída de Tom King dessa forma abrupta pode agradar alguns e penalizar outros, mas ainda ainda sim fica um gosto amargo na boca vermos um autor não poder concluir suas idéias, ainda mais quando o problema não eram vendas ou qualidade do texto.

E você amigo leitor, o que acha da saída prematura de Tom King?

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram 

Facebook

Amazon