Ultimato do Bacon

Dark – O Ultimato

Em 7 de Dez de 2017 2 minutos de leitura
Dark
Ano: 2017 Emissora: Netflix
Estreia: 01 de Dezembro Criador: Baran Bo Odar
Duração: 54 min/ep Elenco: Louis Hofmann, Daan Lennard Liebrenz, Oliver Masucci, Jördis Triebel, Maja Schöne, Gina Alice Stiebitz, Sebastian Rudolph

Sinopse: “Quando uma criança desaparece, a busca frenética por respostas acaba revelando muito mais do que eles poderiam imaginar.​"

[tabby title=”Diego Brisse”]

Quando assisti o primeiro teaser de Dark fiquei muito curioso. Tanto por ser uma produção alemã quanto pelo teor de mistério. O primeiro episódio abre com uma frase de Albert Einstein: “A diferença entre passado, presente e futuro é apenas uma persistente ilusão…”

A partir deste ponto, fica declarado que a série vem abordar a “viajem no tempo”. Poucos filmes, séries ou livros conseguem trabalhar isso de maneira inteligente, coerente. É uma temática que cria diversas armadilhas, abrindo espaço para falhas. Dark consegue se manter praticamente impecável nesse ponto! Em diversos momentos temos citações de frases de cientistas, filósofos, físicos e afins, mostrando que o autor tem conhecimento do que está falando.

A trama segue desde o primeiro momento com muitas perguntas e quase nenhuma resposta óbvia, exigindo extrema atenção e certa capacidade de dedução para entender alguns fatos. Apesar da complexidade, tudo está explicado na série desde o primeiro episódio, mas de forma não linear, exatamente como a trama sugere e isso é uma sacada genial, pois te leva a querer rever a série imediatamente após o último episódio para pegar os detalhes.

Os personagens são desenvolvidos com uma profundidade muito precisa, sem exageros, e servem às tramas e subtramas com muita coerência. A trilha sonora é de uma excelência impar, consegue envolver o expectador no clima obscuro da série, que tem um visual extremamente sombrio, cinza, o que até incomoda um pouco em alguns momentos aonde poderia haver um pouco mais de cor, mas essa escolha é nitidamente proposital para estar de acordo com a trama, e por fim complementa o peso emocional.

Dark é uma grata surpresa, mesmo lidando com um tema tão difícil de trabalhar bem, consegue se destacar e manter a coerência e em muitos momentos cita os próprios paradoxos para exemplificar e assumir a complexidade do tema. O único problema será concluir a trama e manter o nível de qualidade para a próxima temporada.

Avaliação: Excelente

[tabbyending]

 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Quero participar

Notícias relacionadas

DC divulga segundo trailer de Pennyworth, série derivada do universo de Batman

24 de Abr de 2019

Nós usamos cookies para garantir que sua experiência em nosso site seja a melhor possível. Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa política de privacidade.

OKPolítica de privacidade