A HQ Brasileira Pelota de Daniel Esteves é uma daquelas que dialoga com boa parte da população por tratar de uma tema que é paixão nacional: o futebol! O misto de futebol com infância e identificação é o que torna a obra memorável.

A HQ já teve duas edições lançadas – sendo a última em 2018. Pelota de Daniel Esteves foi lançada em um formato pequeno (quase de bolso) menor do que o famoso formatinho. As edições foram lançadas com a tabela da copa (de 2014 e 2018 respectivamente) e sua trama é bem curtinha.

.

Pelota de Daniel Esteves

As brincadeiras envolvendo futebol são o tema central de Pelota de Daniel Esteves 

.

Vale a pena conhecer Pelota de Daniel Esteves?

.

Se você é fã de futebol e cresceu jogando ou se envolvendo com esse universo, a HQ vai dialogar muito com você. A trama principal criada por Esteves não é uma complexa ou com um grande mistério nem nada do gênero. É uma trama de cotidiano que trata da história de quatro crianças que só querem se divertir com o futebol. Na primeira edição, o autor ainda cria uma segunda história, chamada “Telstar”, que envolve detetives e os campeões da copa de 70. Sendo muito honesto, essa trama não me envolveu e – apesar de entender toda a homenagem que ela prestou – pareceu muito distante e “rocambolesco”. 

Já as aventuras de Alisson, João Vitor, Marcinho e Lari pegam o leitor de jeito! A trama dos jovens amigos – que aparecem nas duas HQ´s – são simples e 100% relacionadas a prática do futebol. As gírias e as situações “complexas” de infância também chamam muito a atenção. Temos aqui o amigo descolado, o “riquinho”, a “moleca” e outros personagens que certamente povoaram a infância de boa parte dos leitores.

.

Pelota de Daniel Esteves

Lari dá um chute no melhor estilo “Super Campeões” em Pelota de Daniel Esteves

.

As duas aventuras focadas na garotada que só quer jogar bola são as verdadeiras estrelas da HQ. A aventura do primeiro número, chamada “Cafusa”, mostra os garotos tendo que convidar o menino “rico” e chato do bairro para jogar bola. A trama mostra situações de infância (bola furada, bola perto de cachorro, trave de tijolo) que são muito características do Brasil e ficam bem interessantes nos desenhos de Alex Rodrigues.

Já a segunda aventura (que ocupa a segunda edição inteira) é mais focada no jogo em si. Enquanto a primeira trama focava em situações que impediam uma boa partida de futebol, a segunda história mostra um jogo “de vida ou morte”: Lari, Alisson e Marcinho aposta suas coisas em uma partida contra João Vitor e seus primos. Vale tudo para completar o Álbum de figurinhas! O estilo de desenho usado por Pedro Okuyma na na “pelada” das crianças lembra muito o antigo anime Super Campeões – com suas poses exageradas e truques impossíveis. Isso só aumenta a sensação de nostalgia que a HQ traz.

.

Pelota de Daniel Esteves

Alisson não consegue defender o chute de um dos primos de João Vitor na HQ Pelota de Daniel Esteves

.

A HQ Brasileira Pelotde Daniel Esteves é aquele tipo de obra que tem uma aventura muito cotidiana e sem desdobramentos. A diversão da leitura, que é extremamente rápida, é se reconhecer nas situações e nos “dramas” relacionados ao futebol e voltar no tempo para reviver um período onde o mais importante era ter o álbum de figurinhas completo e uma bola para jogar com os amigos. Vale muito conhecer pela brasilidade da obra!

Confira nossa coluna HQ´s Brasileiras e veja outras obras dos artistas do nosso país! Fique ligado no Ultimato do Bacon!

 


Créditos:
Texto: Lucas Souza
Imagens: Reprodução
Edição: Diego Brisse

Compre pelo nosso link da Amazon e ajude o UB!