Capitão América: Guerra Civil (Captain America: Civil War)
Ano: 2016 Distribuição: Disney / Buena Vista
Estreia: 06 de Maio

Direção: Joe Russo, Anthony Russo

Roteiro: Christopher Markus, Stephen McFeely (roteiro); Don Payne, Robert Rodat (história)

Duração: 147 Minutos  

Elenco: Chris Evans, Robert Downey Jr., Scarlett Johansson, Sebastian Stan

Sinopse: “O ataque de Ultron faz com que os políticos decidam controlar os Vingadores, já que seus atos afetam toda a humanidade. Tal decisão coloca o Capitão América em rota de colisão com o Homem de Ferro.”

 

Capitão América: Guerra Civil - O Ultimato 1

Breno Raphael

Depois do excelente “Soldado Invernal”, os irmãos Russo entregam um filme que, mesmo com alguns erros, cumpre a sua função dentro do MCU.

A trama de “Capitão América: Guerra Civil” é basicamente as consequências de alguns acontecimentos de filmes anteriores, principalmente “Vingadores:Era de Ultron” e “Capitão América 2: O Soldado Invernal”.  Capitão América e Homem de Ferro, assim como nos quadrinhos, divergem suas opiniões, e isso racha os Vingadores.

Esse terceiro longa do Capitão América é um filme de desafios. O primeiro é entregar o que se propõe o título. Nas HQs, Guerra Civil é um dos principais eventos (e mais amados) deste século. Isso fez com que muitos fãs ficassem decepcionados com a adaptação.

Tirando a divisão dos heróis entre Steve e Tony e o dedo do governo no meio deles, de nada mais se assemelha às páginas. A motivação do Capitão, sempre pensando em seu melhor amigo, as vezes colocando ele por cima de coisas que não deveria e a quantidade de personagens, bem inferiores aos quadrinhos, deixaram muito fãs incomodados. Além disso, o vilão que era pra amarrar todas as pontas, Zemo, não funciona no filme e em nada se assemelha àquele que os fãs conhecem durante décadas de histórias.

Porém, o filme tem mais qualidades do que defeitos. As cenas de luta são muito boas (algo que os irmãos Russo já tinham provado que sabiam fazer em Soldado Invernal) e a dualidade entre Steve e Tony aflora de um jeito nunca visto antes e convence o espectador das duas opiniões (mesmo não tendo o fator identidade secreta como nos quadrinhos). Os diretores também conseguem colocar espaço para cada personagem, inclusive os novos, como o Pantera Negra, que já ganhou o público nesse filme, antes mesmo do seu filme solo e o Homem-Aranha, que tem sua primeira participação no MCU, com uma roupagem moderna e sem história de origem, outro ponto positivo pra o roteiro.

Os efeitos continuam excelentes, mas a trilha sonora não é marcante. A ação está na medida certa, com boas cenas de perseguição e uma excelente cena de luta no aeroporto com todos os personagens em tela exibindo seus poderes, onde de tão bem filmada, da pra saber exatamente o que cada herói faz e onde estão.

Com alguns erros, mas com excelentes qualidades, “Capitão América: Guerra Civil” encerra a trilogia e o arco do personagem, onde ele vai de um soldado sonhador e defensor da pátria, a um patriota desiludido com o governo e a política de seu país. Ponto máximo pros Irmãos Russo porque, como filme, claramente Guerra Civil serviu como um teste, que foi aprovado, para algo que viria ser muito maior.

 

Capitão América: Guerra Civil - O Ultimato 2

Avalição: Bom

 

Bruno Sena

Capitão América: Guerra Civil - O Ultimato 3

 

 

 

Depois da confusão causada pela batalha de Ultron e uma missão mal sucedida contra o Ossos Cruzados que transforma a Wanda em um alvo público, a relação dos Vingadores fica abalada, e Tony Stark cede a pressão do governo para assinar um tratado regulatório para controlar as ações dos Super Heróis. O problema é que Steve Rogers vê o tratado como algo que fere as liberdades individuais de quem quer lutar por alguma coisa e temos uma cisão entre os líderes.

O envolvimento de Buck num atentado em Viena ainda coloca em cheque a lealdade das pessoas e a realidade dos fatos. Se por um lado temos um choque político entre o grupo do Capitão América e o do Homem de Ferro, no meio disso tudo ainda temos o envolvimento de T'Chala, o Pantera Negra, que perdeu seu pai no atentado e agora quer se vingar do Soldado Invernal. Com todas essas cartas na mesa vemos o desenvolvimento de Guerra Civil.

A começar pela atuação dos estreantes Pantera Negra e Homem-Aranha, é interessante a forma como eles são adicionados na trama, T'Chala quer se vingar e trazer honra para o povo de Wakanda, enquanto Peter é recrutado por Tony Stark e tenta se provar o tempo todo como um herói digno de ser um Vingador. Chadwick Boseman traz um peso interessante para o personagem e a utilização de um sotaque africano dá um tempero a mais. Já Tom Holland traz toda aquela energia que o Peter Parker jovem precisa quando está com a máscara e a sua cena quando é recrutado por Stark em sua casa é uma das minhas favoritas do Peter Parker das telonas.

O grande problema desse filme são as suas consequências, ou a falta delas. O filme tem uma grande fissão na equipe, heróis presos, Stark descobrindo a causa real da morte dos pais, uma briga quase até a morte entre Stark e Rogers, e mesmo assim a cena final do filme ameniza todo o clima de “Guerra" que o filme traz.

O Máquina de Combate é atingido no meio da batalha e fica a ideia de que e estaria paralítico, mas no filme seguinte mostra ele atuando normalmente. O Zemo, que é um bom vilão dentro da trama com seus maniqueísmos, poderia ter qualquer outro nome: usar o nome do Barão Zemo, vilão conhecido do Capitão América, não serviu de nada.

Em Guerra Infinita, onde veríamos as consequências dessa fissão, em 20 minutos de filme vemos Tony sendo convocado pra ajudar e agindo como se nada tivesse acontecido. Espero que em Ultimato eles tenham tempo de conversar e mostrar alguma lembrança da “Guerra" Civil, pois até o momento só vejo uma briga de bairro.

 

 

Capitão América: Guerra Civil - O Ultimato 4

Avaliação: Regular

 

 

 

Trailer

 

Vingadores: Ultimato (Avengers: Endgame) estreia em 26 de abril. Para conferir os outros 21 filmes do MCU antes disso, basta assistir um por dia! A ordem cronológica, sugerida pelos irmãos Russo (diretores do longa) já está aqui, no nosso GUIA DEFINITIVO MCU – SAGA DO INFINITO!

 


Acessem nossas redes sociais e nosso link de compras da amazon

Instagram

Facebook

Amazon

 

 

 

Quer debater Quadrinhos, Livros e muito mais?

Conheça nosso grupo no WhatsApp!

Notícias Relacionadas: